Beleza Extraordinária

Yulia Tymoshenko: tiara de trança ajudou a construir imagem de candidata à presidência da Ucrânia

  •   Yulia Tymoshenko adotou o penteado de tiara de trança para se lançar em sua carreira política e apresentar uma imagem mais próxima aos eleitores
  •   A tiara de trança foi escolhida por ser inspirada no folclore do país e transmitir inocência e patriotismo
  •  Yulia contratou um consultor de imagem, cujo objetivo era transformá-la de uma empresária bem-sucedida no arquétipo da mulher ucraniana do interior
  •   O penteado foi especialmente pensado como uma arma política, e provocou uma referência cultural muito forte
  •   Ao adotar um visual tão tradicional na Ucrânia, Yulia conseguiu se diferenciar de seus oponentes por reforçar seu caráter nacionalista
Tela cheia
Previous Next
Yulia Tymoshenko adotou o penteado de tiara de trança para se lançar em sua carreira política e apresentar uma imagem mais próxima aos eleitores
  •   Yulia Tymoshenko adotou o penteado de tiara de trança para se lançar em sua carreira política e apresentar uma imagem mais próxima aos eleitores
  •   A tiara de trança foi escolhida por ser inspirada no folclore do país e transmitir inocência e patriotismo
  •  Yulia contratou um consultor de imagem, cujo objetivo era transformá-la de uma empresária bem-sucedida no arquétipo da mulher ucraniana do interior
  •   O penteado foi especialmente pensado como uma arma política, e provocou uma referência cultural muito forte
  •   Ao adotar um visual tão tradicional na Ucrânia, Yulia conseguiu se diferenciar de seus oponentes por reforçar seu caráter nacionalista

Líder da oposição ao governo da Ucrânia, Yulia Tymoshenko é ex-primeira-ministra do país e atualmente concorre às eleições presidenciais. No entanto, o que de fato vem chamando a atenção durante a campanha eleitoral é seu penteado. A tiara de trança que compõe um coque polido com risca central já se tornou a marca registrada da candidata e ajudou a moldar sua imagem perante o público.

A trança, que forma uma espécie de coroa ao redor da cabeça de Yulia, se tornou emblemática, já que em raras ocasiões ao longo da última década a ucraniana apareceu em público sem estar usando o penteado. O modelo, inclusive, foi usado pela população como forma de apoio às recentes manifestações que foram realizadas no país e depuseram o até então presidente Viktor Yanukovych, em fevereiro.

Tiara de trança foi escolhida por remeter ao folclore do país


No entanto, este penteado não foi uma escolha aleatória. Yulia se tornou uma das pessoas mais ricas do país ocupando cargos executivos na indústria de petróleo, e precisou se reinventar para entrar na carreira política. Ela, então, contratou o consultor de imagem Oleg Pokalchuk, cujo objetivo era transformar a imagem de uma empresária bem-sucedida no arquétipo da mulher ucraniana do interior.

A tiara de trança foi escolhida por ser inspirada no folclore do país e transmitir inocência e patriotismo, além de remeter à realeza e à santidade. O penteado foi especialmente pensado como uma arma política, e provocou uma referência cultural tão forte que foi capaz de catapultar Yulia de uma simples candidata a um símbolo da liberdade, tornando-a uma verdadeira heroína para seus apoiadores.

"A aparência fala, sendo assim, se você conhecer os códigos e significados daquela sociedade vai conseguir falar melhor com ela. Um candidato a política está sujeito a um julgamento dos seus eleitores em todos os sentidos, inclusive na aparência. Então, avaliar seu visual ajuda a entender que a aparência inadequada pode chamar mais atenção do que o que realmente interessa, que é o conteúdo", explica a consultora de estilo Evelyn Bonorino.

Penteado a tornou referência em estilo internacionalmente


Ao adotar um visual tão tradicional da Ucrânia, Yulia conseguiu se diferenciar de seus oponentes por reforçar seu caráter nacionalista. "A imagem deve ser a mais próxima de uma verdade, isto é, ela não pode ser muito distante da realidade daquela pessoal, pois o artificialismo excessivo é captado rapidamente hoje em dia. Existem varias técnicas para moldar um comportamento, mas para mudá-lo, é preciso muito empenho", afirma Evelyn.

De fato, a estadista sabe usar sua imagem com inteligência, o que pode ter gerado a curiosidade da mídia e da população sobre seu penteado. Após ser perguntada diversas vezes se usava algum tipo de aplique nos cabelos, ela desfez sua trança em uma coletiva de imprensa para acabar de vez com os rumores. "Como o universo feminino ainda tem um elo social com a palavra frágil e sensível, todo cuidado é pouco", comenta a consultora.

O penteado de Yulia, que possui até mesmo uma seção especial em seu site, a tornou uma referência em estilo. Ainda como primeira-ministra, ela foi capa da revista Elle. Já em 2007, a cantora Kylie Minogue a homenageou em seu calendário ao usar a trança "Lady Yu" na foto de novembro - mês de aniversário da candidata. O estilista Narciso Rodriguez criou o perfume For Her especialmente para Yulia, e na campanha da fragrância a modelo usava seu penteado.

Cor dos cabelos mudou para transmitir pureza

A cor dos cabelos de Yulia também mudou quando ela se lançou na carreira política. Durante a campanha, o castanho escuro que ela usava deu lugar ao loiro manteiga, uma tonalidade mais delicada, que deixou seu rosto mais suave. Além da transformação capilar, a candidata à presidência mudou também seu modo de se vestir. Ela abandonou os conjuntos de terno para adotar vestidos claros, que tem como intenção demonstrar sua pureza.

"Só a roupa certa não basta. A credibilidade de um candidato deve ser construída através do conhecimento sobre aquela população. É necessário frisar que a construção de uma imagem pessoal cercada de credibilidade têm como base a verdade, mas ainda assim precisa contar com as roupas, o movimento corporal e o discurso para atingir seu objetivo, que é apresentar o conteúdo e a proposta", afirma a diretora da consultoria em moda e beleza Evelyn B.

Yulia serviu como primeira-ministra da Ucrânia de 2004 a 2005 e de 2007 a 2010, quando perdeu a eleição presidencial para Viktor Yanukovych. Em 2011, ela foi condenada a sete anos de prisão sob acusações de corrupção e abuso de poder, e permaneceu presa até fevereiro deste ano, após sua pena ser anulada. Ao ser libertada, ela se dirigiu à praça principal de Kiev para anunciar sua candidatura às eleições de 25 de maio.
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação