Beleza Extraordinária

Você sabia? Mulheres podem ter até 26 anos de "bad hair day"

  • Segundo uma pesquisa britânica, a maioria das mulheres afirma acordar pelo menos três vezes por semana com o cabelo desalinhado, o que significa 156 dias por ano, totalizando 26 anos de "bad hair day" se considerarmos o tempo de vida média de 63 anos.
Tela cheia
Previous Next
Segundo uma pesquisa britânica, a maioria das mulheres afirma acordar pelo menos três vezes por semana com o cabelo desalinhado, o que significa 156 dias por ano, totalizando 26 anos de "bad hair day" se considerarmos o tempo de vida média de 63 anos.

Quem nunca acordou com o cabelo desalinhado a ponto de não querer sair de casa? Esses dias podem ser mais frequentes do que se imagina. Segundo uma pesquisa britânica, publicada pelo jornal "Daily Mail", as mulheres têm cerca de 26 anos do famoso "bad hair day" durante a vida.

Os resultados da avaliação, feita com 2 mil mulheres, são surpreendentes. O cabeleireiro das celebridades Mark Hill, que conduziu a pesquisa, afirma que a confiança e o bom humor estão diretamente ligados ao comportamento das madeixas. De acordo com o levantamento, a maioria das mulheres afirma acordar pelo menos três vezes por semana com o cabelo desalinhado, o que significa 156 dias por ano e 9.828 dias se considerarmos o tempo de vida média de 63 anos.

Nesses dias em que os fios acordam mal criados, cerca de 12% das entrevistadas afirmaram descontar o mau humor nos parceiros e 14% nas crianças. Nos dias em que o cabelo acorda bonito, no entanto, 56% declararam ser mais agradáveis com quem está próximo e 67% avaliaram ter um dia melhor de forma geral.

Os problemas com as madeixas podem afetar também o trabalho e a vida pessoal. Cerca de 8% das entrevistadas contaram que já tiveram contratempos no trabalho devido ao mau humor causado por um "bad hair day" e 12% declararam já ter desmarcado encontros.

Hábitos ruins podem aumentar probabilidade de acordar com o cabelo indomável

Já parou pra pensar por que o seu cabelo amanhece mal criado e difícil de arrumar? Alguns hábitos podem contribuir para o seu "bad hair day" . O problema é ainda mais frequente em mulheres que moram em cidades quentes, pois a umidade do ar ajuda a deixar os fios rebeldes.

Dormir com os fios presos é um costume que normalmente resulta em cabelos marcados e com pouco volume, além de torná-los quebradiços. Deitar com as madeixas molhadas também não é nada saudável. O contato com o travesseiro faz com que os fios sequem de forma irregular e ainda pode contribuir para a proliferação de fungos e bactérias no couro cabeludo.

Cabelos saudáveis são sempre mais fáceis de arrumar , para isso é importante investir em hidratações, cauterizações capilares e protetores térmicos, que vão ajudar a combater o frizz, o ressecamento e devolver o brilho dos fios.

Acordou em um "bad hair day"? Penteados criativos são a solução

Fios amassados, armados, com frizz ou oleosos são alguns dos principais problemas que afetam os cabelos das mulheres e causam desespero logo pela manhã. O primeiro passo para combater os fios rebeldes é localizar o problema. Se acordou com frizz, por exemplo, um óleo capilar pode ser a solução.

Em casos mais graves, 13% das entrevistadas na pesquisa do especialista Mark Hill, afirmaram tentar driblar a situação usando um chapéu. Para quem tem cabelos longos, o ideal é investir em penteados , como tranças e coques. Já aquelas que usam os fios mais curtos podem optar por presilhas, enfeites ou lenços .

Temas relacionados
Cicatrização capilar:

o que é e por que apostar? Confira!