Beleza Extraordinária

Transição capilar: saiba o que é, quanto tempo dura e como enfrentar o período para voltar a ter cabelos cacheados e crespos!

  • Entenda como é o processo de transição capilar e confira dicas para enfrentar o período! (Foto: Instagram @fabulousbre)
  • A transição capilar dura desde o último retoque de química ao dia do big chop - corte que retira todas as pontas alisadas (Foto: Instagram @beautybylee)
  • Quem enfrenta uma transição longa pode recorrer às boxbraids para não precisar lidar com duas texturas diferentes no cabelo (Foto: Instagram @faceovermatter)
Tela cheia
Previous Next
Entenda como é o processo de transição capilar e confira dicas para enfrentar o período! (Foto: Instagram @fabulousbre)
  • Entenda como é o processo de transição capilar e confira dicas para enfrentar o período! (Foto: Instagram @fabulousbre)
  • A transição capilar dura desde o último retoque de química ao dia do big chop - corte que retira todas as pontas alisadas (Foto: Instagram @beautybylee)
  • Quem enfrenta uma transição longa pode recorrer às boxbraids para não precisar lidar com duas texturas diferentes no cabelo (Foto: Instagram @faceovermatter)

Quem decidiu abandonar de vez a escova progressiva ou o relaxamento para recuperar os cachos precisa passar por um processo chamado de transição capilar - que indica o período que vai desde o último retoque de química até o dia do corte que retira todas as pontas alisadas. Com o movimento de aceitação do cacheado e crespo cada vez mais em alta, difícil encontrar alguma mulher que não tenha, ao menos, ouvido falar nesse termo.

Mas, para explicar detalhadamente sobre o que se trata e dar dicas para quem está pensando em dizer adeus ao alisamento, o Beleza Extraordinária preparou uma matéria especial sobre o assunto, com dicas de cortes e produtos ideais para apostar nesse período, como a linha Óleo Extraordinário Cachos, de L'Oréal Paris. Confira!

Cabelo natural é recuperado através da transição capilar

Já se foi o tempo em que era difícil encontrar uma mulher com os fios crespos ou cacheados bem volumosos nas ruas. Com o fim do reinado absoluto do liso - graças a um movimento forte de aceitação do cabelo natural -, muitas mulheres decidiram dar adeus aos alisamentos e aposentar a chapinha para exibir os cachos novamente. Mas, depois de tantos anos submetendo as madeixas a alisamentos de todos os tipos, fica a dúvida para quem ainda não entende do assunto: como é possível recuperar a textura original? A resposta é simples: através da transição capilar!

Marcada pelo período que vai do último retoque de alisamento na raiz ao dia do big chop - do inglês, "grande corte", que retira todas as pontas alisadas -, a transição capilar é a única solução possível para recuperar os fios naturais. Por mais que existam cosméticos que prometam tirar o efeito da progressiva, só dá para ter os cachos novamente se você parar totalmente com a química, deixar o cabelo crescer e, por fim, cortar toda a parte que já foi processada.

Transição capilar pode durar o tempo que você desejar

Quando se fala em transição capilar, uma dúvida muito comum é em relação à sua duração. No entanto, não há uma resposta certa para isso: é quem está passando pelo processo que vai definir o tempo que ela irá durar. Ela pode ser bem rapidinha - com um big chop no primeiro mês de crescimento, por exemplo - ou até demorar anos para chegar ao fim! Não há regras, mas o segredo é pensar com que tamanho de cabelo você quer estar quando os cachos voltarem por completo.

Quem prefere cortar toda a parte alisada de uma vez tem o desafio de aprender a lidar com um novo comprimento e uma nova textura ao mesmo tempo; já quem se sente mais segura esperando o cabelo crescer bastante antes do "big chop" precisa ter paciência para lidar com a diferença entre as pontas alisadas e a raiz.

Texturizações e penteados são truques para esconder a diferença de texturas no cabelo

Pensou bem e decidiu fazer uma transição mais longa? Então, você vai precisar de várias dicas e truques para esconder a diferença entre as duas texturas do cabelo!

Uma delas é recorrer à texturizações para igualar pontas e raiz sem precisar ficar fazendo escova com prancha - já que os fios que estão crescendo podem acabar ressecados e levemente esticados por conta de escovas frequentes. Twist, coquinhos, flexi rods, dedoliss e até tranças são ótimas opções para criar algumas ondulações e aguentar o processo sem precisar recorrer à fontes de calor - como explica, detalhadamente, essa matéria aqui

Mas, se você não tem muita habilidade ou paciência para tentar nenhum deles, também pode investir nas estilosas boxbraids, em turbantes cobrindo todo o cabelo ou em penteados que escondam a ponta alisada - como coques, tranças ou até semi-presos, se a parte cacheada já estiver se sobressaindo e as pontas da frente forem o maior problema. 

Cronograma capilar é fundamental para que os fios fiquem saudáveis

Além de aprender texturizações e penteados para disfarçar a diferença entre as texturas, também é muito importante redobrar os tratamentos para que o cabelo natural cresça saudável e fique mais fácil lidar com a parte alisada.

Para organizar os cuidados e entregar todos os nutrientes que a fibra capilar precisa, o ideal é começar já um cronograma capilar! Funcionando como um calendário, ele organiza hidratação, nutrição e reconstrução por três vezes na semana durante o período de um mês - e pode começar do zero quando chegar ao fim sempre que você achar necessário. Não sabe como seguir a rotina? Confira essa matéria aqui para entender os benefícios de cada etapa e conferir a tabela oficial.

Redação: Nívia Passos

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema