Beleza Extraordinária

Transição capilar: entenda a importância da reconstrução durante o período de volta aos cachos

  • Entenda porque é tão importante fazer reconstrução durante a transição capilar! (Foto: Instagram @coolcalmcurly)
  • Depois de tanto tempo de alisamentos e relaxamentos, o cabelo acaba mais fragilizado durante a transição capilar - e é por isso que a reconstrução é tão indispensável (Foto: Instagram @makeupshayla)
  • Além de evitar a quebra e fortalecer a parte alisada, a reconstrução também faz com que o cabelo natural que começa a aparecer cresça bonito e saudável (Foto: Instagram @itsbribbyy)
Tela cheia
Previous Next
Entenda porque é tão importante fazer reconstrução durante a transição capilar! (Foto: Instagram @coolcalmcurly)
  • Entenda porque é tão importante fazer reconstrução durante a transição capilar! (Foto: Instagram @coolcalmcurly)
  • Depois de tanto tempo de alisamentos e relaxamentos, o cabelo acaba mais fragilizado durante a transição capilar - e é por isso que a reconstrução é tão indispensável (Foto: Instagram @makeupshayla)
  • Além de evitar a quebra e fortalecer a parte alisada, a reconstrução também faz com que o cabelo natural que começa a aparecer cresça bonito e saudável (Foto: Instagram @itsbribbyy)

Quando o cabelo está no período de transição capilar, todo cuidado é pouco. É que, por estarem mais fragilizados e sentirem a ausência da química, os fios precisam de tratamentos mais intensos para que a parte alisada se fortaleça e os cachos que estão surgindo já cresçam saudáveis e bonitos. Hidratação e nutrição estão entre eles, mas uma das mais importantes para essa fase é a reconstrução - que é a etapa responsável por devolver a proteína que a fibra capilar perdeu com os procedimentos químicos e as demais agressões externas do dia a dia. Confira a matéria para saber mais detalhes!

Reconstrução ajuda a fortalecer o cabelo após os danos causados pela química 

A maioria das mulheres que entra em transição capilar passou um longo período submetendo o cabelo a procedimentos químicos para alterar a estrutura dos fios - e muitas, inclusive, iniciaram o uso da química ainda na infância. Por causa disso, quando decidem interromper os alisamentos, as madeixas costumam já estar fragilizadas, ressecadas e com as pontas superfinas por terem perdido grande parte da massa da fibra capilar e pelo uso constante da dupla secador e chapinha. 

Se o fato de lidar com duas texturas diferentes, por si só, já é um problema, dá para imaginar que o período que vai do último retoque da raiz ao dia do big chop se torna ainda mais complicado com todos esses efeitos colaterais. Mas a boa notícia é que, recorrendo à reconstrução capilar, é possível amenizar o problema e deixar a parte alisada fortalecida e mais fácil de ser cuidada no dia a dia - além, é claro, de também tratar os cachos naturais que estão começando a crescer.

Produtos ricos em queratina são os mais indicados para o tratamento 

Como um dos principais objetivos da reconstrução é repor a massa da fibra capilar - ou seja, devolver suas proteínas -, a máscara usada nesse tratamento precisa ser rica em algum ingrediente do tipo. Dentre eles, a queratina é um dos mais indicados por compor cerca de 90% do cabelo e por ser uma das principais responsáveis por deixá-lo mais forte e protegido. 

Embora também possa aparecer em cremes de pentear, condicionadores e até mesmo no shampoo, são as máscaras que contam com a substância que entrega um resultado eficaz - já que, nos produtos de limpeza e finalização, a queratina não aparece com ação concentrada. No entanto, para que o cabelo não acabe rígido e sem movimento, é importante usar o creme de tratamento com cautela! Em vez de uma aplicação semanal, por exemplo, o correto é usá-lo de 15 em 15 dias, e sempre depois da hidratação e da nutrição.

Cronograma capilar é ideal para organizar todos as etapas durante a transição capilar 

Como a reconstrução precisa vir acompanhada de muita hidratação e nutrição, a melhor maneira de organizar todos esses cuidados durante a transição é começar a seguir um cronograma capilar.

Rotina de cuidados que distribui as três etapas por três dias na semana durante o período de um mês, o cronograma funciona como uma espécie de calendário para repor todos os nutrientes que os fios perderam pelo uso constante da química - como água (hidratação); lipídios/oleosidade natural (nutrição) e proteínas (reconstrução). Dessa forma, além de facilitar a finalização durante essa fase e evitar o aspecto quebradiço na parte alisada, o cabelo natural passa a crescer ainda mais bonito, saudável e tratado contra os danos do dia a dia. 

Redação: Nívia Passos

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais