Beleza Extraordinária

Tranças: modelos finos e muito apertados podem prejudicar os cabelos

  • Tranças muito apertadas, mantidas por um tempo prolongado, podem aumentar a sensibilidade dos cabelos, deixando-os mais frágeis e propensos à queda
Tela cheia
Previous Next
Tranças muito apertadas, mantidas por um tempo prolongado, podem aumentar a sensibilidade dos cabelos, deixando-os mais frágeis e propensos à queda

As tranças são práticas e bonitas, além de dar um charme especial aos cabelos. Mas, apesar da fama de que deixam os fios quebradiços, a maioria dos modelos é uma opção melhor para prender as madeixas do que elásticos ou prendedores. A única variação que exige cuidado extra são as tranças muito finas e apertadas, que são mantidas por tempo prolongado. Estas podem de fato aumentar a sensibilidade dos cabelos, deixando-os mais frágeis e propensos à queda.

Dê preferência a penteados não muito apertados para evitar a queda dos fios

As tranças nagô ou aquelas feitas para tererê já invadiram a moda e não ficam mais restritas apenas aos cabelos crespos. Quem deseja investir no estilo deve ter cuidado com o quanto a trança está apertada, pois puxar demais os fios pode provocar a queda excessiva. "As tranças comuns não provocam nenhum malefício aos cabelos. O único tipo de trança que pode danificar os fios são as muito apertadas, que puxam a raiz", explica o cabeleireiro Anthony Souza.

Puxar demais os cabelos para fazer um penteado e mantê-lo por um tempo prolongado, como meses ou repetir o estilo sem deixar os fios descansarem, pode provocar um dano chamado alopecia por tração. O termo remete à redução parcial de fios em uma área da cabeça. O efeito é mais comum próximo à testa ou acima das orelhas, pois é nestas áreas em que o cabelo é mais exigido pela força do penteado, o que causa a queda.

O trançado deve ser feito em cabelos completamente secos

É fundamental começar qualquer tipo de trança com os cabelos completamente secos. A umidade deixa o ambiente mais propício a proliferação de fungos e bactérias, e pode deixar os fios mofados por não secarem corretamente. Quem deseja investir nas tranças nagô deve diminuir a frequência de lavagens para apenas uma vez por semana, e recorrer a um shampoo seco caso a raiz fique oleosa. Após a higienização, seque as tranças com a opção de vento frio do secador até que não haja mais vestígios de umidade.

Ao desfazer as tranças, tenha cuidado. Evite puxar as raízes, para evitar a queda, e não tracione os fios para não quebrá-los, pois eles estarão mais frágeis por terem ficado presos por muito tempo. Com os cabelos soltos, invista em hidratações com produtos específicos para revigorar e nutrir, massagenado o couro cabeludo. Se as tranças são mantidas por cerca de três a seis meses, dê intervalos de um mês entre um penteado e outro.
Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial