Beleza Extraordinária

Tipos de cabelo: a rotina de cuidados ideal para cada um deles, do 1A ao 4C

  • O cabelo ondulado vai do tipo 2A ao 2C e deve ser hidratado semanalmente para prevenir o ressecamento das pontas. Confira dicas de como tratar outros tipos de cabelo e atualize a sua rotina! (Foto: Instagram @yukistylist)
  • O cabelo liso vai do tipo 1A a 1C e são tipos de cabelo que podem ser hidratados quinzenalmente. (Foto: Instagram @makeupbyameliawebb)
  • Cabelos do tipo 3A ao 3C são os cabelos cacheados. Esse tipo de fio é mais seco nas pontas e a rotina deve contar com hidratações e nutrições semanais. (Foto: Instagram @hermela)
  • O cabelo crespo, que vai do 4A ao 4C, é ainda mais seco e frágil que o cabelo cacheado e é um dos tipos de cabelo que mais precisa de nutrição. (Foto: Instagram @imadamejay)
Tela cheia
Previous Next
O cabelo ondulado vai do tipo 2A ao 2C e deve ser hidratado semanalmente para prevenir o ressecamento das pontas. Confira dicas de como tratar outros tipos de cabelo e atualize a sua rotina! (Foto: Instagram @yukistylist)
  • O cabelo ondulado vai do tipo 2A ao 2C e deve ser hidratado semanalmente para prevenir o ressecamento das pontas. Confira dicas de como tratar outros tipos de cabelo e atualize a sua rotina! (Foto: Instagram @yukistylist)
  • O cabelo liso vai do tipo 1A a 1C e são tipos de cabelo que podem ser hidratados quinzenalmente. (Foto: Instagram @makeupbyameliawebb)
  • Cabelos do tipo 3A ao 3C são os cabelos cacheados. Esse tipo de fio é mais seco nas pontas e a rotina deve contar com hidratações e nutrições semanais. (Foto: Instagram @hermela)
  • O cabelo crespo, que vai do 4A ao 4C, é ainda mais seco e frágil que o cabelo cacheado e é um dos tipos de cabelo que mais precisa de nutrição. (Foto: Instagram @imadamejay)

Diferentes tipos de cabelo pedem diferentes tipos de cuidados. A textura do fio define se ele é mais oleoso ou mais seco, se é mais alinhado ou mais propenso ao frizz e a rotina capilar correta, com os produtos indicados para o seu tipo de cabelo, é fundamental para equilibrar ou amenizar algumas dessas características. Pensando nisso, o Beleza Extraordinária separou os cabelos por tipos, do 1A ao 4C, e listou algumas dicas para você montar a rotina ideal para o seu fio. Confira!

Tipo de cabelo liso: cabelos de textura 1A a 1C podem ser hidratados quinzenalmente

O cabelo liso se caracteriza pelo alinhamento da raiz até as pontas e por ser naturalmente mais brilhoso, uma vez que os fios retinhos permitem que a oleosidade natural produzida pelo couro cabeludo percorra toda a extensão das madeixas. O cabelo tipo 1A é o mais fino de todos e comumente é mais oleoso e pouco volumoso, enquanto os cabelos do tipo 1B são um pouco mais encorpados e menos oleosos. Já o cabelo liso do tipo 1C são mais grossos, volumosos e podem sofrer com o frizz.

Mas o fato desses tipos de cabelo receberem mais oleosidade do couro cabeludo não torna a hidratação menos necessária. Esse tratamento também é importante para manter o cabelo liso saudável, alinhado e com menos frizz. A dica para não deixá-los pesados - um medo de muitas donas de madeixas lisas - é fazer uma hidratação semanal ou uma vez a cada 15 dias. Para lavar, aposte em shampoos e condicionadores alinhadores e, na finalização, um creme de pentear que ofereça alinhamento, hidratação e controle de frizz.

Procure por produtos com ativos altamente nutritivos como a queratina vegetal e manteiga de cacau presentes na linha Elseve Liso dos Sonhos que, além de contar com esses ativos, também oferece tecnologia anti-umidade para combater o frizz e proteção térmica de até 230° de calor sem pesar nas madeixas.

Tipos de cabelo ondulado: cabelo de textura 2A a 2C devem ser hidratados semanalmente

O cabelo ondulado é aquele que fica entre o liso e o cacheado. Ele se caracteriza pelas pequenas ondas distribuídas pelo comprimento dos fios, que podem ser mais ou menos definidas. Cabelos ondulados do tipo 2A são mais finos, pouco volumosos e têm ondas bem leves e pouco definidas, diferentes dos fios do tipo 2B, em que as ondulações em formato de S são mais perceptíveis e dão o visual das ondas de praia (beach waves), além de serem mais volumosos e menos oleosos que o tipo 2A.

Os cabelos do tipo 2C têm a textura mais próxima dos cabelos cacheados, já que as ondulações são mais marcadas, como se fossem um cacho aberto, além de serem mais oleosos na raiz e secos nas pontas. Como a oleosidade é um fator comum nesses três tipos de cabelo ondulado, a primeira dica é incluir uma máscara de hidratação detox na sua rotina de cuidados para equilibrar a oleosidade do couro cabeludo e hidratar as pontas. Como quem tem cabelos com essa característica costuma lavar os fios mais vezes na semana, vale investir em um shampoo e condicionador detox para intercalar com o shampoo comum.

Faça ao menos duas hidratações semanais, mas também inclua outros tratamentos, como a nutrição e a reconstrução, especialmente se o seu cabelo ondulado for o do tipo 2C. Você pode fazer uma nutrição por semana, enquanto as reconstruções devem ser feitas uma vez por mês. Esses tratamentos vão auxiliar a combater o desequilíbrio entre a raiz e as pontas, deixando os cabelos mais hidratados, sedosos e alinhados no comprimento. Para finalizar, a dica é utilizar um leave-in que ofereça definição e concentrar a aplicação no comprimento e pontas, evitando a raiz.

Tipos de cabelo cacheado: cabelos de textura 3A a 3C precisam de rotina que equilibre hidratação e nutrição

Os tipos de cabelo cacheado vão de 3A a 3C, sendo o 3A um cacho mais aberto, irregular e menos volumoso, enquanto o 3B é um cacho mais espiralado e definido, que costuma ter bastante volume e ser mais seco nas pontas. Já o cabelo tipo 3C é o mais definido e volumoso dos três, além de ter cachos menores, que muitas vezes são confundidos com o 4A. Assim como o 3B, o fio 3C é mais seco no comprimento e pontas e sofre com fator encolhimento, que é quando os cachos se retraem quando secam e aparentam ser mais curtos do que realmente são.

A rotina de cuidados com esses tipos de cabelo deve ser bem completinha, com um cronograma capilar para cabelos cacheados, que tenha como foco a hidratação e a nutrição. Como o formato espiralado dos fios não permite que a oleosidade do couro cabeludo se alastre por todo o comprimento, quem tem cabelo cacheado precisa repor essa oleosidade, que é necessária para que os fios não fiquem secos, com máscaras de tratamento ricas em óleos.

Por isso, vale fazer de uma a duas nutrições semanais com uma máscara enriquecida com óleos vegetais, como óleo de coco, que é altamente umectante e um queridinho das cacheadas porque nutre os fios e aumenta a definição. Nossa sugestão de produtos é a linha Elseve Óleo Extraordinário Cachos, que conta com shampoo, condicionador, máscara de tratamento e creme de pentear enriquecidos com óleo de coco e micro-óleos de flores preciosas que, em conjunto, previnem o ressecamento, auxiliam no controle do frizz e promovem mais definição.

Tipos de cabelo crespo: cabelos de textura 4A a 4C são mais secos e devem ser menos manipulados

O cabelo crespo é um fio com cachos mais fechadinhos e, de forma geral, menos definição que os cabelos cacheados. Os crespos tipo 4A lembram os cabelos do tipo 3C, mas seus cachos são mais fechados, levemente mais volumosos e menos brilhosos. Já o cabelo 4B apresenta fios com menos definição e em formato de Z, em vez do formato espiralado dos cabelos cacheados, além de também ser consideravelmente mais seco e opaco. Por fim, as madeixas do tipo 4C são aquelas que apresentam um volumão ainda mais poderoso e praticamente nenhuma definição. Ele é o tipo de cabelo mais seco de todos, o que o torna um cabelo mais frágil, já que apesar de as madeixas serem bem cheias, os fios costumam ser bem finos.

Por serem bem secos, esses tipos de cabelo precisam de muita hidratação para repor água e também de muita nutrição para repor óleos, porque assim como os cabelos cacheados, os óleos naturais da raiz não conseguem percorrer o comprimento dos fios, o que cria o aspecto ressecado e opaco. Essa característica também faz com que não seja muito indicado lavar e manipular os cabelos crespos crespos excessivamente para que eles possam reter a hidratação por mais tempo e também para prevenir a quebra. Por isso, lave os cabelos de duas a três vezes na semana no máximo, com shampoos hidratantes e umectantes, e intercale nutrições e hidratações que devem ser feitas a cada lavagem. Em cabelos sem qualquer química ou coloração, a reconstrução pode ser feita uma vez ao mês.

Assim como os cabelos cacheados, vale investir em produtos ricos em ativos como o óleo de coco e outros óleos vegetais que auxiliam no combate ao ressecamento e ao frizz, promovendo mais maciez e definição ao cabelo crespo. Na finalização, utilize um creme de pentear enriquecido com os mesmos ingredientes, para selar o tratamento, e aplique enluvando os fios e/ou utilizando técnicas de texturização como a fitagem, caso esteja em busca de definição. Caso contrário, basta aplicar o produto por todo o fio e deixar os cabelos secarem naturalmente.

Redação: Amanda Cardoso

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação