Beleza Extraordinária

Sua pele é quente ou fria? Entenda a diferença que o tipo de reflexo pode fazer

  • As nuances capilares podem ser frias ou quentes e devem combinar com o tipo de pele. Um reflexo bem escolhido pode fazer milagres no visual, valorizar seus traços e definir mais o corte dos fios
Tela cheia
Previous Next
As nuances capilares podem ser frias ou quentes e devem combinar com o tipo de pele. Um reflexo bem escolhido pode fazer milagres no visual, valorizar seus traços e definir mais o corte dos fios

Os cabelos, coloridos ou naturais, têm uma tonalidade e um reflexo que se destaca sob uma luz forte ou sob o sol. Essa nuance pode ser fria ou quente e, quando combinada ao tom de pele, pode fazer maravilhas por seu visual, ao valorizar traços e definir mais o corte do cabelo.

Pele quente ou fria?

Para descobrir seu reflexo ideal, é preciso analisar a cor da sua pele. Para saber, basta olhar para a parte interna do seu antebraço, como explicou o colorista Marcos Coraza em entrevista ao Uol Mulher: "se enxergar tonalidades de rosa e azul e suas veias parecerem azuladas, o seu tom de pele é frio. Já se predominar o tom amarelo, com veias esverdeadas, o tom da pele é quente".

As peles quentes e frias devem estar em harmonia com a coloração dos cabelos para que o resultado da mudança não seja artificial. Por exemplo: peles frias combinam com colorações acinzentadas, irisadas, beges, amadeiradas e platinadas enquanto as quentes ficam melhor em tons acobreados, chocolate, avermelhados, acaju e dourados. Outro ponto importante é não escolher uma cor muito parecida com a da pele, independente do tipo: "uma mulher negra jambo, por exemplo, deve evitar castanhos profundos", explicou Marcos.

As estações da pele segundo o visagismo

As peles frias e quentes segundo o visagismo são separadas segundo as estações e podem ser identificadas a partir de como fica a pele depois de exposta ao sol. As frias são as peles inverno, porque essa estação representa os tons opacos como os roxos e azuis fechados, e o verão, com suas cores pastel e o azul do céu e do mar.

Para identificar uma pele invernal, avalie se seu bronzeado fica escuro, sem quase profundidade, em tom puxado para o café. Pessoas com esse tipo ficam bem cores como os vermelhos frios, vinho, magenta e rosa intenso Se a pele fica vermelha e depois volta ao branco, sua estação é o verãom, e suas cores favoráveis são o azul, verde e rosa.

As quentes são representadas pelo outono e a primavera, estações de cores vivas. A pele primaveril ganha um bronzeado dourado quando pega sol, que combina com tons alaranjados como o coral e o pêssego e a outonal, uma cor puxada para o cobre que fica bonita em cores como verde musgo e dourado. Esse tom é um dos mais comuns do Brasil e aparece até nas mais branquinhas, que criam sardas puxadas para essa tonalidade.

Reflexo é opção para as naturais

Para quem não colore os fios, o uso de tonalizantes pode ajudar a criar reflexos que turbinam o visual sem promover uma mudança radical. Além de colorir inteiramente os fios, outra opção é aproveitar os tons para criar textura ou profundidade com técnicas como as mechas 3D e as californianas - que também devem ser escolhidas de acordo com o tom de pele.

As cores quentes acendem o visual; principalmente nos fios mais escuros como os castanhos e pretos. As tonalidades mais fechadas também são facilmente associadas às estações mais frias do ano. Já as colorações mais frias garantem um visual mais discreto e com mais brilho, porque os reflexos azulados, acinzentados e irisados refletem mais luz, como acontece com o preto azulado.

Outro tom frio famoso é o platinado, que deve ser adotado com cuidado para combinar com seu estilo e não tornar a pele muito pálida. Para as mulheres de pele quente que querem seguir esta tendência, prefira um loiro dourado claríssimo, que terá resultado parecido e destacará o bronzeado.

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais