Beleza Extraordinária

Shampoo dois em um funciona? Saiba se é possível trocar seus produtos diários por ele

  • Segundo cabeleireiros, o ideal é deixar os produtos dois em um para ocasiões específicas, como viagens
Tela cheia
Previous Next
Segundo cabeleireiros, o ideal é deixar os produtos dois em um para ocasiões específicas, como viagens

O shampoo do tipo "dois em um", produto que além de limpar os fios contém fórmula hidratante, que funciona como um condicionador, virou febre entre os homens por sua praticidade. As mulheres, mais apegadas ao ritual de beleza, têm mais resistência ao uso do produto que promete cumprir as duas funções durante a lavagem dos fios. Para quem não abre mão do shampoo e do condicionador para o tipo específico de cabelo, será que vale a pena investir no "dois em um" para momento de pressa ou mesmo em viagens para economizar espaço na mala?

pH diferente pode interferir na limpeza e hidratação dos fios

Para o cabeleireiro Rogério Silva, o maior problema deste produto é o pH, que não permite que nenhuma das duas funções seja desempenhada corretamente: "o pH do dois em um é diferente, ele não permite uma limpeza correta e é muito mais fácil de acumular resíduos no cabelo". Esse efeito acontece porque o recomendável, na escala de potencial de acidez e alcalinidade, é que o shampoo seja levemente ácido, com pH de 4 a 5.

Já o condicionador precisa ser realmente ácido, e quanto menor o pH, maior a maciez e o brilho nas madeixas, pois a acidez do produto fecha as cutículas da fibra capilar, mantendo os fios hidratados e com aspecto mais bonito. Como o shampoo "dois em um" é a mistura dos dois produtos, o pH acaba ficando longe do ideal; ácido o suficiente para guardar a hidratação e deixar os fios macios. O mais provável é que essas fórmulas sejam alcalinas demais, que abrem demais as cutículas e deixam o cabelo "sem vida".

Shampoo dois em um é um vilão?

Além da questão do pH, segundo Rogério, o produto "dois em um" ainda deixa mais resíduos no fio entre o processo de tentar abrir as cutículas e selar depois de higienizar as madeixas, o que, a longo prazo, pode deixar os cabelos pesados e sem vida. Apesar dos problemas apontados, Rogério não julga o produto como um vilão e diz que ele pode ser um trunfo quando não há tempo suficiente ou quando há pouco espaço na mala de viagem: "não aconselho o uso diário, mas não há problema em usá-lo em momentos específicos, como uma viagem, até porque ele ocupa menos espaço na mala do que todo o kit para lavar o cabelo".

Madeixas oleosas não combinam com produtos do tipo "dois em um"

As donas de fios oleosos devem evitar o produto. Segundo Rogério, em madeixas oleosas, o peso do acúmulo de resíduos é visto mais rapidamente e pode acelerar o processo do aspecto engordurado. Para o profissional, esse é o motivo pelo qual o "dois em um" têm tantos fãs do sexo masculino: "os homens não usam tantos produtos hidratantes quanto as mulheres, muitos apenas lavam o cabelos e pronto. Por isso gostam do "dois em um", é um produto só, que deixa o cabelo macio, ao contrário do shampoo, que pode deixar os fios secos se usado sozinho. Se eles usassem outro produto hidrante o cabelo ficaria oleoso, mas só com o shampoo, o resultado é bom", contou.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!

últimas matérias

Ver mais