Beleza Extraordinária

Sardas ou manchas na pele? Como reconhecer os sinais? Confira a explicação de dermatologista

  • Você tem sardas na pele? Saiba como identificar as pintinhas e aprenda a diferenciar de outras manchas (Foto: Instagram @aiyanaalewis)
  • Só existe um tipo de sardas e elas podem aparecer por causa da genética ou depois de muita exposição solar sem proteção (Foto: Instagram @thesabinakarlsson)
  • Quem tem a pele clara tem mais chances de ter sarda por conta do aumento de melanina com a exposição solar (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
Você tem sardas na pele? Saiba como identificar as pintinhas e aprenda a diferenciar de outras manchas (Foto: Instagram @aiyanaalewis)
  • Você tem sardas na pele? Saiba como identificar as pintinhas e aprenda a diferenciar de outras manchas (Foto: Instagram @aiyanaalewis)
  • Só existe um tipo de sardas e elas podem aparecer por causa da genética ou depois de muita exposição solar sem proteção (Foto: Instagram @thesabinakarlsson)
  • Quem tem a pele clara tem mais chances de ter sarda por conta do aumento de melanina com a exposição solar (Foto: Shutterstock)

As sardas são pintinhas marrons na pele que chegam a ser um charme para muita gente. Elas costumam aparecer na adolescência em pessoas de pele clara, principalmente no rosto, no colo, nos braços e nas costas. As pintinhas marrons são benignas, mas como são parecidas com outros tipos de manchas, resolvemos conversar com uma dermatologista para explicar a diferença entre sardas e outros sinais. Confira! 

Sardas podem ser genéticas ou estimuladas pelo sol 

As sardas costumam aparecer em áreas da pele onde o sol queima com facilidade: ombros, nariz, maçãs do rosto, colo, braços e pernas. "As efélides, popularmente chamadas de sardas, são manchas que surgem devido ao aumento de melanina na pele", explicou a dermatologista Renata Sampaio. A melanina é o pigmento que dá cor à pele e que é ativada pela exposição solar.

Além da exposição solar, as sardas podem surgir por causa da genética ainda na infância ou pré-adolescência. Depois disso, segundo a dermatologista, há uma diminuição das sardas, já que a função dos melanócitos, que são as células responsáveis pela pigmentação da pele, diminui e a pele clareia. 

Como identificar uma sarda e uma mancha na pele?

Segundo a dermatologista Renata Sampaio, existem vários tipos de manchas, como melasma, melanoses - manchas senis - entre outras, mas só existe um tipo de sarda. "São manchas acastanhadas, normalmente pequenas e arredondadas, que surgem em peles claras, principalmente em pessoas ruivas. Normalmente ficam mais escuras no verão e mais claras no inverno", explicou a dermatologista.  

Além das sardas, o melasma e a mancha senil também podem ser causadas pelo sol. Enquanto as sardas são bem pequenas e arredondas, o melasma e a mancha senil são maiores e sem forma específica. 

Melasma: é acastanhada, um pouco maior, plana e lisa, geralmente sem forma específica. O melasma aparece em áreas expostas ao sol, principalmente na testa, maçã do rosto, acima dos lábios, braços e colo. Além do sol, fatores genéticos e hormonais podem causar o melasma. 

Mancha senil: são manchas que só aparecem em pessoas idosas, de pele clara, que não se protegeram do sol ao longo dos anos. Ao contrário das sardas, são manchinhas bem maiores e sem forma específica. 

Como cuidar da pele com manchas e sardas?

A opinião dos dermatologistas é unânime: o filtro solar é indispensável - todos os dias! - para quem tem a pele com sardas, que costuma ser bem clara. Apesar de as pintinhas marrons serem benignas e não causarem nenhum mal à pele e nem à saúde, o filtro solar ajuda a proteger a pele de queimaduras, rugas e, principalmente, a evitar o câncer de pele, o melasma e a mancha senil. 

Redação: Beatriz Doblas

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação