Beleza Extraordinária

Sardas: o que são e como elas surgem na pele? Confira as explicações de dermatologista e saiba tudo sobre as manchas no rosto

  • Confira como surgem as sardas e a melhor maneira de preveni-las (Foto: Pixelformula)
  • Cuidar da pele com sardas com filtro solar é ideal para que as manchas não fiquem tão aparentes (Foto: Pixelformula)
  • As sardas podem ser hereditárias ou surgir por causa da exposição solar sem proteção (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Confira como surgem as sardas e a melhor maneira de preveni-las (Foto: Pixelformula)
  • Confira como surgem as sardas e a melhor maneira de preveni-las (Foto: Pixelformula)
  • Cuidar da pele com sardas com filtro solar é ideal para que as manchas não fiquem tão aparentes (Foto: Pixelformula)
  • As sardas podem ser hereditárias ou surgir por causa da exposição solar sem proteção (Foto: Pixelformula)

As sardas são as famosas pintinhas marrons na pele, que surgem, especialmente, em pessoas com pele clara. Enquanto essas manchinhas são um charme para algumas, para outras, podem ser um incômodo. Nos dois casos, o melhor a fazer é sempre proteger a pele com um filtro solar, já que as sardinhas surgem em peles com baixa quantidade de melanina - que é um protetor solar natural do corpo - e são estimuladas pelo sol. "Elas ocorrem em locais de frequentes queimaduras solares, como ombros, nariz, maçãs do rosto e colo", explicou a dermatologista Renata Sampaio. Confira mais detalhes!

Sardas começam a surgir na adolescência e podem ser hereditárias

Ninguém nasce com as sardinhas - chamadas de efélides -, mas elas podem surgir por dois fatores: genética ou exposição solar. Enquanto as sardas hereditárias podem surgir na infância, as manchas causadas pelo sol começam a aparecer na adolescência, devido ao aumento da melanina, que é o pigmento que dá cor à pele. Por isso, elas são arredondadas, pequenas e de cor castanha, e aparecem onde o corpo fica mais exposto. "Elas costumam aparecer na fase da adolescência até a fase adulta. Após esse período, há uma diminuição das sardas, pois a função dos melanócitos, que são as células responsáveis pela pigmentação da pele, diminui, e a pele clareia", explicou a dermatologista Renata Sampaio. 

Filtro solar é fundamental, já que as sardas se intensificam no verão

De acordo com a dermatologista, as sardas são benígnas e não causam nenhum mal à pele e nem à saúde, mas nem por isso o filtro solar deve ser deixado de lado, já que elas ocorrem em pessoas com pele muito clara e sem melanina suficiente para proteger a pele de queimaduras, do câncer e do envelhecimento precoce. "Mesmo não sendo uma condição grave, é recomendável que pessoas com muitas sardas procurem um dermatologista para avaliação clínica e detecção de possíveis outras manchas graves, como as cancerosas", recomendou Renata Sampaio. 

Sardas são amenizadas no inverno e podem ser disfarçadas com maquiagem

As sardas aparecem escuras durante o verão e, no inverno, elas podem desaparecer ou clarear, já que há menor exposição ao sol. Para quem prefere disfarçá-las, há opções de filtro solar com cor, que protegem a pele e se adaptam a todos os tons de pele. O BB Cream também é uma ótima opção porque possui uma cobertura bem leve e que uniformiza a tonalidade do rosto, disfarçando as manchas de uma forma mais natural.

 

Redação: Beatriz Doblas

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais