Beleza Extraordinária

Sardas no verão: saiba como cuidar e proteger a pele mais sensível na estação!

  • É preciso redobrar os cuidados no Verão para que a pele com sardas não acabe sofrendo com problemas mais sérios (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
É preciso redobrar os cuidados no Verão para que a pele com sardas não acabe sofrendo com problemas mais sérios (Foto: Shutterstock)

Qualquer tipo de pele exige um cuidado redobrado no verão, mas essa cautela deve ser ainda maior quando ela conta com as famosas sardas. Naturalmente mais sensível, a cútis com essa característica tem a necessidade de estar superprotegida nos dias mais quentes do ano para não sofrer com os danos do sol e acabar manchada, mais suscetível ao envelhecimento precoce ou, ainda, com problemas mais graves. Confira mais detalhes!

Luz solar é prejudicial à sensibilidade das peles com sardas

Embora sejam charmosas e muitas mulheres sonhem com essas pintinhas espalhadas pelo corpo, as sardas são um sinal de que a pele em questão é extremamente sensível e precisa de uma rotina intensa de cuidados - principalmente, nos dias mais quentes do ano, quando a incidência dos raios solares é maior e seus danos podem ser ainda piores. 

Normalmente mais comum em mulheres ruivas e loiras, essas pintas mais clarinhas - que podem ser hereditárias ou aparecer com o tempo por causa da própria exposição solar -, podem acabar se transformando em manchas maiores e mais escuras e em problemas mais graves se não forem tratadas corretamente no período de verão. Além de ficarem mais suscetíveis ao envelhecimento precoce, em situações extremas, podem até mesmo se transformar em câncer de pele. Sendo assim, todo cuidado é pouco para não acabar sofrendo consequências na parte estética e na saúde. 

Protetor solar é indispensável para manter a cútis saudável 

Como a pele com sarda é bem mais sensível, o raio UV consegue exercer um efeito ainda maior sobre ela e pode causar os problemas já mencionados. Por isso, a principal dica para deixá-la protegida do sol é nunca abrir mão do protetor solar - em nenhum dia do ano, vale lembrar, mas, principalmente, no verão. Para garantir a proteção necessária, a dica é sempre escolher produtos com FPS 30 ou superior e não esquecer de retocá-lo ao longo do dia, principalmente quando o calor estiver mais intenso e o suor acabar eliminando o protetor com mais facilidade. "O protetor deve ser retocado com mais frequência e o ideal é que o FPS seja mais alto. Além disso, quando a pessoa for ficar muito tempo exposta ao sol, recomendo usar um chapéu para proteger melhor a pele e evitar que as sardas fiquem mais escuras", explicou a dermatologista Apolonia Sales. 

Segundo ela, o motivo para tanto cuidado é a maior ação dos raios solares nos dias de calor intenso - que, além de riscos mais sérios, pode prejudicar transformando as pintas delicadas em manchas mais escuras: "com uma incidência maior de raios solares, a pele produz mais melanina na área das sardas, deixando-as mais escuras", esclareceu. 

Visite o dermatologista quando notar alterações

Se, mesmo não descuidando do protetor solar, você perceber que as pintinhas estão aumentando ou ficando com um aspecto diferente, a dica principal para evitar futuros problemas é procurar um dermatologista. Só ele poderá avaliar o motivo das alterações da sua pele e descartar problemas mais sérios.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!