Beleza Extraordinária

Saiba porque não é aconselhado passar perfume nos cabelos

  • Na hora de aplicar o perfume, é melhor manter o jato longe dos cabelos para evitar possíveis alergias e dermatites
Tela cheia
Previous Next
Na hora de aplicar o perfume, é melhor manter o jato longe dos cabelos para evitar possíveis alergias e dermatites

Se você é daquelas que gosta de se sentir cheirosa e não abre mão de passar perfume, saiba que existe um território proibido para sua fragrância preferida: o cabelo. Causador de possíveis reações alérgicas e dermatites, o produto precisa ficar bem longe dos fios e do couro cabeludo.

Perfume só nos lugares indicados

A Dra. Bianca Wiedemann, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileitra de Laser em Medicina e Cirurgia explica que o perfume pode causar reações por não ser um produto específico para os fios. "Não aconselho a passar fragrâncias de pele, nem mesmo no rosto, porque o produto não foi fabricado para esse fim. Se aplicado nos cabelos, o perfume pode causar reações alérgicas no couro cabelo, dermatites de contato e piorar quadros pré-existentes como a dermatite seborréica", contou.

Álcool resseca e deixa os fios fracos e quebradiços

Além de causar inflamação no couro cabeludo, o perfume também tem outro vilão, o álcool, que resseca os fios e os deixa fracos e quebradiços. Atualmente existem fragrâncias próprias para as madeixas. Elas eliminam odores que possam impregnar no cabelo, como o de frituras, mas não substituem um tratamento, que além de cuidar, perfuma os fios.

Se a vontade é por fios cheirosos, invista em escovas de tratamento perfumadas, como as de chocolate ou de morango. Quando o desejo é por efeitos imediatos, use produtos finalizadores com aromas marcantes e lembre-se: perfume só em lugares estratégicos. Escolha os tradicionais: pulso, nuca e atrás das orelhas.

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação