Beleza Extraordinária

Saiba como lavar os cabelos de forma correta após o alisamento capilar

  • Confira dicas para não errar na hora da limpeza dos cabelos quimicamente tratados
Tela cheia
Previous Next
Confira dicas para não errar na hora da limpeza dos cabelos quimicamente tratados

Dos efeitos mais chapados até os com movimento natural, os cabelos lisos permanecem como os queridinhos das mulheres, que investem em diferentes formas de alisamento para conquistar os fios dos sonhos. Mas além das hidratações constantes e finalização ideal, a forma de lavar as madeixas pode sofrer algumas mudanças para aquelas que resolveram apostar nos alisamentos para conquistar o visual liso, seja para garantir fios sempre saudáveis e bonitos ou para manter o processo por mais tempo.

Abra mão da limpeza diária dos fios para preservar o alisamento

A frequência ideal para a lavagem dos fios pode ser crucial para a saúde e beleza dos cabelos. Para as madeixas quimicamente tratadas, vale abrir mão da limpeza diária, já que o processo pode acelerar a eliminação dos produtos das madeixas, diminuindo o efeito liso tão desejado. Para as donas de cabelos oleosos, que não conseguem ficar muitos dias sem lavar os fios, apostar na limpeza dia sim, dia não é o ideal. Já as demais - com madeixas mistas ou secas - podem lavar apenas há cada três dias para preservar o alisamento capilar.

Para a hairstylist Eduarda Rodrigues, do salão Eduarda Rodrigues Studio Hair & Spa, o ideal é depositar o shampoo no couro cabeludo e massagear com as pontas dos dedos. "A medida que a espuma for descendo, lave o comprimento dos fios. A lavagem deve ser feita de forma suave para não danificar a escova", explicou a especialista.

Shampoo anti-resíduo pode ser vilão do alisamento

Os shampoo anti-resíduos, conhecidos pelo efeito de "limpeza profunda", também podem ser inimigos das mulheres que apostam em alisamentos capilares. O produto é mais alcalino do que os comuns e, por isso, força a abertura das escamas da fibra capilar durante a lavagem, permitindo que as substâncias penetrem em camadas mais profundas e removam as impurezas das cutículas. O problema é que, junto com a oleosidade do cabelo, o shampoo anti-resíduo também elimina os componentes que mantêm os fios alisados. Para criar uma limpeza potente, sem precisar investir no produto, a cabeleireira Eduarda Rodrigues aconselha o uso de shampoo sem sal. "O ideal é lavar os fios utilizando shampoo com pH neutro e sem sal para não abrir a cutícula do cabelo e evitar produtos anti-resíduos para não acelerar a perda do efeito da escova", afirmou a hairstylist.

Intercale o tipo de shampoo para tratar e evitar a oleosidade

Além da pouca durabilidade do efeito liso, a oleosidade mais intensa também é reclamação constante entre as mulheres que apostaram nos alisamentos capilares. "O produto usado para fazer o alisamento penetra na hipoderme e causa uma aceleração na produção das glândulas sebáceas", explicou a cabeleireira Eduarda Rodrigues. Para conquistar um visual mais bonito, ao mesmo tempo que hidratado, uma ideia é intercalar o tipo de shampoo usado em cada lavagem, apostando em um produto anti-oleosidade em um dia - que vai fazer uma limpeza mais profunda -, um hidratante na próxima lavagem e um específico para cabelos quimicamente tratados. "Eles hidratam , fortalecem e reparam a raiz dos cabelos quando eles começam a crescer", afirmou a especialista Eduarda Rodrigues.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!

últimas matérias

Ver mais