Beleza Extraordinária

Qual o melhor tipo de chapéu para proteger os cabelos e o rosto do sol?

  • O chapéu ideal para proteger as madeixas é o floppy, que tem abas largas e, de preferência, em uma cor mais escura
Tela cheia
Previous Next
O chapéu ideal para proteger as madeixas é o floppy, que tem abas largas e, de preferência, em uma cor mais escura

Cabelos com uma textura mais rígida e pontas indisciplinadas podem ser sinal do ressecamento causado pelo sol nessa época do ano, quando as temperaturas batem recordes. Os chapéus são a pedida ideal para evitar esse quadro e proteger as madeixas, mas qual deles é a melhor opção para essa missão ainda é um mistério. Os tecidos, cores, espessura: tudo isso influencia na qualidade da proteção trazida pelo acessório, que ainda é uma ótima arma para agregar charme ao look.

Palha ou algodão? Os dois

Tanto a palha quanto o algodão são boas escolhas para proteger as madeixas do sol. Naturais, os tecidos permitem que o couro cabeludo respire e evitam a criação de um ambiente propício para a proliferação de fungos e doenças como dermatite e micose. Fuja dos sintéticos, a não ser aqueles que já foram criados para proteger a cabeça do sol - com FPS50 ou maior na composição, eles blindam pele e cabelos contra raios UVA e UVB.

Chapéus com tramas fechadas protegem mais os cabelos

Segundo a dermatologista Flávia Ravelli, o que importa mesmo é a densidade da trama: "Tanto na escolha do chapéu de palha quanto do de algodão, é preciso ficar atenta à trama, se ela é bem fechada, porque é isso que protege", diz. Abra mão dos modelos de palha com furos para, literalmente, não "tapar o sol com a peneira" e, quanto aos de algodão, a única preocupação está em não molhar o acessório - o truque pode até refrescar a cabeça, mas também abre a trama do tecido, fazendo com que a proteção diminua.

Abas são o fator-chave do acessório

Além do charme que completa o look praia, os chapéus maiores, como o modelo Floppy, são mais eficazes para proteger as madeixas. Enquanto os mais discretos deixam boa parte dos fios à mostra, as abas largas acabam alcançando uma maior extensão do cabelo. "Sempre indico esse para as minhas clientes. Para ter eficácia, a aba precisa ter no mínimo 7,5 cm, uma estimativa que calcula proteção até o final do queixo", conta a profissional, que é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Quem preferir os modelos menores, como o panamá, amplamente visto nas praias, pode fazer um coque por baixo para proteger os fios, mas o rosto provavelmente ainda ficará exposto.

Prefira os chapéus escuros

Mesmo que os tons neutros e claros dominem o verão, quem estiver procurando proteção precisa apostar em chapéus mais escuros. Apesar de esquentarem um pouco mais, uma pesquisa da Universidade Politécnica da Catalunha, na Espanha, comprovou que as cores mais intensas protegem melhor, filtrando a radiação. Na experiência foram usados três exemplares diferentes do mesmo tecido - um tingido de azul, o outro de vermelho e o último de azul amarelo. Os resultados de proteção mais eficaz foram decrescentes e ficaram com o pior lugar para o amarelo e o melhor para o azul. "A cor do tecido tem extraordinária influência quando o assunto é proteção contra os raios ultra violeta do Sol", afirmou a autora do estudo, Ascension Riva, à revista Industrial and Engineering Chemistry.

Um pouco de sol faz bem

Assim como a pele, os fios também se beneficiam de alguns minutos de sol por dia. Os raios agem como um anti-inflamatório para o couro cabeludo e, segundo Flávia, também têm função imunomoduladora, que regula o sistema imunológico. Apesar de todos esses benefícios, a profissional alerta que não é preciso retirar o chapéu na praia e se expor propositalmente ao sol: "a quantidade que pegamos ocasionalmente no dia-a-dia, ao sair de casa para o trabalho ou na hora do almoço já é o suficiente", revela. Mesmo assim, não deixe as madeixas desprotegidas nem um minuto no verão: use sempre um leave-in com FPS em todo o cabelo para evitar ressecamento.

Temas relacionados
Óleo + Creme de pentear

Descubra os benefícios da misturinha