Beleza Extraordinária

Posso usar ácido salicílico no sol? Saiba como usar a substância sem causar danos para a pele

  • Posso usar ácido salicílico no sol? O Beleza Extraordinária conversou com a dermatologista Renata Ayd para descobrir! (Foto: Pixelformula)
  • O ácido salicílico está presente em vários tratamentos anti-acne, mas afina e deixa a pele mais sensível aos danos do sol (Foto: Pixelformula)
  • Prefira incluir os tratamentos com alta concentração de ácido salicílico na sua rotina noturna de beleza para evitar queimaduras e manchas de sol (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Posso usar ácido salicílico no sol? O Beleza Extraordinária conversou com a dermatologista Renata Ayd para descobrir! (Foto: Pixelformula)
  • Posso usar ácido salicílico no sol? O Beleza Extraordinária conversou com a dermatologista Renata Ayd para descobrir! (Foto: Pixelformula)
  • O ácido salicílico está presente em vários tratamentos anti-acne, mas afina e deixa a pele mais sensível aos danos do sol (Foto: Pixelformula)
  • Prefira incluir os tratamentos com alta concentração de ácido salicílico na sua rotina noturna de beleza para evitar queimaduras e manchas de sol (Foto: Pixelformula)

O ácido salicílico é um dos componentes mais comuns nos tratamentos para acne, mas será que pode ser usado no sol? Conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias e que controlam a oleosidade, o ácido salicílico também pode deixar a pele mais sensível aos danos da exposição solar. “Como ele age quebrando as moléculas de queratina, consegue deixar a pele mais macia, mas também mais sensível aos efeitos do sol”, conta a dermatologista Renata Ayd. Para saber mais sobre o assunto, o Beleza Extraordinária conversou com a especialista, que também deu dicas para proteger a pele durante os tratamentos com o ácido. Confira!

Ácido salicílico pode acentuar queimaduras causadas pelo Sol


O ácido salicílico é um curinga nos tratamentos dermatológicos graças a seus ativos esfoliantes e que regulam a oleosidade da pele. Por essa razão, ele está muito presente nos tratamentos para caspa, dermatites e acne. “O ácido salicílico é um dos alfa hidroxiácidos, substâncias usadas para promover descamação das camadas superficiais e melhorar a qualidade e textura da pele”, explica Renata Ayd.
Entretanto, combiná-lo à exposição solar pode ser algo perigoso: o ácido causa o afinamento da pele, o que a deixa mais sensível aos efeitos dos raios ultravioletas. “Quando há a exposição, pode desencadear manchas, queimação e irritação com descamação intensa. Em vez de tratar, pode virar um problema.”

O protetor solar é indispensável durante o uso do ácido salicílico


Se você usa algum produto que tenha ácido salicílico na fórmula, atenção: o protetor solar torna-se ainda mais indispensável durante o tratamento! “O ácido salicílico pode ser usado em diferentes concentrações que modificam muito o seu modo de uso. Pode ser adicionado a produtos para uso durante o dia em baixas concentrações, para manter a pele menos oleosa, e usados mesmo em dias ensolarados quando seguidos de proteção solar”, recomenda a dermatologista.

Dica: Caso você tenha pele oleosa ou acneica, hoje já existem protetores que têm componentes anti-acne, que ajudam a tratar o problema e a regular a oleosidade da pele - ao mesmo tempo em que protegem dos danos solares!

Tratamentos à base de ácido salicílico podem ser feitos o ano todo desde que acompanhados de proteção solar

De acordo com Renata Ayd, o uso de ácido salicílico em shampoos e sabonetes está liberado durante o ano todo - mas o protetor solar não deve ser deixado do lado! O filtro precisa ser utilizado todos os dias, não apenas para proteger a pele mais sensível, mas para evitar o câncer e o fotoenvelhecimento.

Inclua os cremes com alta concentração de ácido salicílico nos cuidados com a pele da noite

Se você faz uso contínuo de produtos com o ácido, prefira incluí-los no seu ritual de beleza da noite - assim, não corre o risco de manchas na pele. “Os cremes mais concentrados da face só devem ser usados durante a noite”, aconselha a especialista. “Em alguns casos, o dermatologista pode aconselhar seu uso mesmo durante as noites de verão, desde que ele seja totalmente removido da pele pela manhã e a proteção solar seja bem aplicada.”

Redação: Giovanna Pego

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!