Beleza Extraordinária

Por que se deve usar produtos para limpeza de pele sem álcool? Descubra a melhor forma de fazer a higiene do rosto sem ressecar

  • Produtos com álcool podem causar ressecamento, irritações, dermatites e até o "efeito rebote" (Foto: Pixelformula)
  • Fórmulas com grande concentração de álcool podem ressecar a pele (Foto: Pixelformula)
  • Produtos mais suaves e sem álcool na composição, como a água micelar, limpam a pele sem agredí-la (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Produtos com álcool podem causar ressecamento, irritações, dermatites e até o "efeito rebote" (Foto: Pixelformula)
  • Produtos com álcool podem causar ressecamento, irritações, dermatites e até o "efeito rebote" (Foto: Pixelformula)
  • Fórmulas com grande concentração de álcool podem ressecar a pele (Foto: Pixelformula)
  • Produtos mais suaves e sem álcool na composição, como a água micelar, limpam a pele sem agredí-la (Foto: Pixelformula)

Ao escolher os produtos ideais para a higiene do rosto, é sempre importante levar em consideração o seu tipo de pele para fazer uma limpeza facial adequada. Mas você também se preocupa com as fórmulas de cada um? Muitos sabonetes e tônicos têm álcool na composição, o que pode prejudicar a saúde da pele: a substância que parece remover as impurezas pode, na verdade, causar irritações, ressecamento e até mesmo dificultar a ação de outros produtos sobre a derme. Confira três motivos para priorizar produtos de limpeza de pele sem álcool na sua rotina de beleza!

Fórmulas com álcool contribuem para o ressecamento da pele e o aparecimento de rugas

A grande concentração de álcool nos produtos de limpeza facial pode ser prejudicial à pele. Apesar de ser usado para garantir a consistência e a durabilidade dos produtos, o álcool prejudica a camada protetora natural da pele, feita de óleos, o que dificulta a retenção de água na pele e causa a perda de hidratação. Por sua vez, isso potencializa o ressecamento, podendo gerar irritação, coceira e descamação. Rugas e outras marcas de expressão também podem ficar mais evidentes com a pele desidratada.

O álcool pode dificultar a ação de outras substâncias sobre a pele


Já se perguntou porque algum produto para o rosto não está funcionando como o esperado? A resposta pode estar na fórmula dos que são usados para a limpeza facial: o álcool na composição pode agir como um solvente sobre a pele, impedindo que substâncias inativas e outros tratamentos atuem sobre a derme de dentro para fora.

Dermatites e o "efeito rebote" também podem ser causadas pelas fórmulas com álcool


A ação do álcool na pele oleosa pode levar ao "efeito rebote" - quando a pele produz ainda mais oleosidade para repor a perdida depois da limpeza em excesso. As peles secas e sensíveis estão ainda mais sujeitas aos efeitos do álcool sobre a pele: o ressecamento pode causar ardência, vermelhidão e até mesmo dermatites. Quem faz uso de ácidos também deve evitar as fórmulas com álcool, já que a pele fica ainda mais sensibilizada durante esses tratamentos.

Água micelar é opção suave e prática para limpeza do rosto

Como muitos sabonetes e outros produtos de limpeza facial têm uma grande concentração de álcool na fórmula, uma boa saída é usar a água micelar para higienizar a pele. Ela é indicada para todos os tipos de pele, incluindo as mais sensíveis, já que sua fórmula não tem vários componentes que podem causar alergias, como corantes e perfumes. A limpeza profunda fica a cargo das micelas, que fazem esse processo de forma mais suave. A água micelar, além de poder ser usada como tônico, acumula várias funções em um único produto, o que torna o ritual de beleza mais rápido e prático!

Redação: Giovanna Pego

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais