Beleza Extraordinária

Pontinhos pretos no nariz são sempre cravos? Descubra e saiba como cuidar dos problemas comuns na pele oleosa!

  • Você sabe a diferença entre cravos e filamentos sebáceos? Descubra! (Foto: Pixelformula)
  • Mais comuns que os cravos, os filamentos sebáceos estão presentes em todos os tipos de pele (Foto: Pixelformula)
  • Por conta da cor dos pelos ou da oxidação do sebo, os filamentos sebáceos também podem ficar escuros (Foto: Pixelformula)
  • A esfoliação regular é a melhor forma de prevenir o aparecimento dos cravos (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Você sabe a diferença entre cravos e filamentos sebáceos? Descubra! (Foto: Pixelformula)
  • Você sabe a diferença entre cravos e filamentos sebáceos? Descubra! (Foto: Pixelformula)
  • Mais comuns que os cravos, os filamentos sebáceos estão presentes em todos os tipos de pele (Foto: Pixelformula)
  • Por conta da cor dos pelos ou da oxidação do sebo, os filamentos sebáceos também podem ficar escuros (Foto: Pixelformula)
  • A esfoliação regular é a melhor forma de prevenir o aparecimento dos cravos (Foto: Pixelformula)

Mais comuns na região do nariz, onde se concentra uma grande quantidade de glândulas produtoras de oleosidade, os cravos podem surgir quando menos se espera. Apesar de todos os cuidados com a pele do rosto, da limpeza à esfoliação, passando ainda pela extração profissional, alguns destes pontinhos pretos parecem não desaparecer por nada. Mas será que todos os poros escurecidos são, de fato, cravos? Entenda!

Pontos escuros no nariz ou queixo podem ser filamentos sebáceos

Embora possa parecer estranho, a maioria dos pontinhos pretos no seu nariz não são cravos e sim, filamentos sebáceos! Embora os primeiros devam ser removidos para manter os poros limpos e livres de problemas como inflamações, os últimos não podem ser eliminados. Estes filamentos fazem parte da constituição de todos os tipos de pele e concentram-se especialmente na zona "T" - testa, nariz e queixo - com o objetivo de distribuir de forma orgânica a oleosidade natural do rosto. Muitas vezes, os filamentos sebáceos são confundidos com cravos, e ao tentar extraí-los, criam-se traumas e inflamações na pele da região, por isso, é importante conhecer as diferenças entre os dois. Confira:

Cravos: os cravos são conjuntos de sebo, resíduos e células mortas que solidificam e se acumulam no interior dos poros, deixando-os obstruídos e, consequentemente, abertos. Com o contato com o ar e as impurezas do dia a dia, esses se tornam escuros e para manter a pele saudável e livre de acne, é importante extraí-los a cada duas semanas com um dermatologista ou profissional de estética, bem como prevenir o seu aparecimento com cuidados diários.

Filamentos sebáceos: os filamentos sebáceos são formações de pelo que ocorrem de forma uniforme nas regiões mais oleosas do rosto de todas as pessoas, embora em algumas seja mais evidente que em outras. Eles carregam o sebo dentro do poro, promovendo a hidratação natural da pele, e não podem ser removidos. Geralmente, estes filamentos não se apresentam tão escuros quanto os cravos - a menos que o pelo seja escuro - mas também podem ficar pretos por conta da oxidação do sebo. 

Esfoliação regular e máscaras purificantes ajudam a evitar o escurecimento dos poros

Mais importante que remediar, é prevenir o aparecimento dos cravos. Para isso, vale adicionar a esfoliação regular à sua rotina de limpeza, que não só deixa os poros limpos como também ajuda a eliminar os cravos mais superficiais e a "limpar" a cor escura dos filamentos sebáceos. As máscaras purificantes também são uma excelente opção para deixar os poros bem limpos e livres de obstruções. 

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação