Beleza Extraordinária

Pesquisa revela que estresse faz as mulheres terem queda de cabelo mais cedo

  •   Atualmente, o estresse é o principal fator de influência na queda capilar precoce
Tela cheia
Previous Next
Atualmente, o estresse é o principal fator de influência na queda capilar precoce

Entre a correria do cotidiano e as pressões enfrentadas no trabalho, a vida parece ficar cada vez mais estressante, e, por causa disso, o fator emocional pode estar influenciando diretamente na aparência feminina. Uma pesquisa realizada por L'Oréal Professional no Reino Unido revelou que 75% das mulheres entrevistadas associa sua queda de cabelo com a rotina atribulada.

Estresse é o principal fator relacionado à queda de cabelo


A diminuição do volume dos fios costuma ser diretamente relacionada ao envelhecimento, no entanto, atualmente, o estresse é o principal fator de influência na queda capilar, que pode acometer mulheres precocemente dos vinte aos trinta anos de idade. O problema foi associado principalmente às condições de trabalho - quanto mais responsabilidades exigidas, maior a queda.

De acordo com a pesquisa, as mulheres acreditam que a queda de cabelo é um dos principais denunciadores do envelhecimento, aparecendo em terceiro lugar na lista, atrás apenas de flacidez e rugas. Além do estresse, outros fatores também podem desencadear o problema, como mudanças hormonais, dietas radicais, traumas e até mesmo o aplique de extensões, que pode causar alopecia.

Mulheres podem perceber problema através de pequenos detalhes


Cerca de 51% das entrevistadas relatou que percebeu que estava sofrendo com a queda capilar por encontrar fios em excesso ao examinar a escova de cabelo ou o ralo do chuveiro após a lavagem das madeixas. O cabeleireiro também é um aliado na hora de constatar o problema e foi quem deu o alerta para 10% das mulheres que responderam à pesquisa, enquanto apenas 5% delas foram avisadas por seus parceiros.

Para que os cabelos não sofram devido ao estresse do cotidiano, uma dica é reavaliar como está sua rotina assim que os primeiros sintomas do problema forem notados. O ideal é prestar atenção às atividades do dia a dia e perceber quais áreas podem estar desencadeando estes fatores, para então fazer as mudanças necessárias para garantir uma vida mais despreocupada.
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação