Beleza Extraordinária

Pele negra precisa de proteção solar? Dermatologistas respondem

  • A pele negra precisa de cuidados específicos em relação à exposição solar: aprenda com uma especialista qual é o protetor correto e como aplicar
Tela cheia
Previous Next
A pele negra precisa de cuidados específicos em relação à exposição solar: aprenda com uma especialista qual é o protetor correto e como aplicar

Cheia de particularidades, a pele negra tem uma relação toda especial com o sol. Apesar de ter uma resistência maior aos danos causados pelos raios, a proteção ainda se faz necessária por quem quer manter a saúde e a beleza da cútis. As dermatologistas Katleen Conceição e Apolonia Sales explicam os riscos de uma exposição desprotegida e revelam como devem ser os cuidados certos.

Pele negra é naturalmente mais protegida do sol, mas não pode ficar sem filtro solar

Peles negras são realmente mais resistentes ao sol e tudo isso devido à alta concentração de melanina. Segundo Katleen Conceição, que trabalha com estrelas negras como Cris Vianna, Ildi Silva e Preta Gil, a substância funciona como um filtro natural, aumentando a resistência dessa parcela da população a doenças causadas pelos raios solares: "a melanina confere à pele negra um fator de proteção 13,4. Logo, essa maior quantidade de melanina protege a pele do risco de câncer de pele, porém, por outro lado, também aumenta o risco de pigmentação da mesma", diz a expert, revelando um dos piores problemas que o sol pode trazer para as donas de uma cútis marrom.

Apolonia lembra que os riscos de câncer de pele e fotoenvelhecimento são menores nesse caso, mas ainda existem: "apesar de mais resistente, a pele negra não esta imune aos efeitos da radiação UV", alerta a dermatologista.

Manchas são o pior problema enfrentado por mulheres de pele negra em decorrência do sol

Katleen diz que a pele negra costuma manchar com mais facilidade e apresenta maior risco de desenvolver melasma, aquelas alterações de cor em tonalidade escuras que ocorrem com mais frequência no rosto. A exposição ao sol sem um bom protetor solar tende a piorar a situação: "o sol produz mais melanina; logo, pigmenta a pele com mais facilidade", revela a dermatologista da Clínica TheSkin Leblon, que diz que os benefícios de usar o produto vão além: "ao longo dos anos você evita o risco de surgimento de manchas, mantendo a pele uniforme e luminosa", diz.

Descubra qual o protetor ideal para peles negras

Assim como a cor mais escura, a pele negra também contém outras particularidades que devem ser levadas em conta na hora de escolher o melhor protetor solar. Segundo a especialista, a alta quantidade de melanina permite o uso de um fator de proteção mais baixo, mas nunca inferior a 15 FPS. Além disso, Katleen lembra que o produto precisa ser renovado na pele para fazer efeito: "O ideal é reaplicar de três em três horas", conta.

Outra peculiaridade desse grupo é que a pele costuma ser mais oleosa que a branca: "as glândulas sebáceas produzem mais sebo", conta a profissional, que aconselha a busca de um protetor que equilibre essa necessidade: "o ideal é utilizar filtro solar em textura sérum e sempre oil free", ensina. Apolonia ainda ressalta que, apesar do rosto apresentar essa característica, o corpo das mulheres negras costuma ser mais ressecado: "na hora de escolher o protetor é importante optar por um especifico para o tipo de oleosidade que a pele apresenta", indica mostrando que talvez seja preciso usar um produto para cada área.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!

últimas matérias

Ver mais