Beleza Extraordinária

Outubro Rosa: Cuidados com a pele durante e pós tratamento de câncer

  • A pele precisa de cuidados mais que especiais durante o período de tratamento oncológico
Tela cheia
Previous Next
A pele precisa de cuidados mais que especiais durante o período de tratamento oncológico

Outubro é o mês mundial da luta contra o câncer de mama. O movimento chamado "Outubro Rosa" busca cada vez mais a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce da doença. Para as mulheres que travam uma batalha todos os dias contra o câncer de mama, manter a autoestima elevada é parte importante do processo de tratamento, por isso, não perder a vaidade é importante, mas é preciso tomar alguns cuidados para continuar a rotina de beleza de forma segura. Veja algumas dicas para cuidar da pele durante o período de tratamento oncológico sem nenhum risco à saúde.

Limpeza adequada ajuda a prevenir infecções

Além de muitas outras mudanças que ocorrem no corpo e na mente durante o tratamento contra o câncer, as mulheres ainda costumam sentir algumas transformações na pele. Os recursos médicos, seja com quimioterapia ou radioterapia, podem deixar a cútis mais sensível, irritada, ressecada e sem viço, por isso uma atenção extra com os cuidados é recomendada.

Com a pele mais sensível, aumenta também a vulnerabilidade à infecções. Desta forma, o ideal é contar com uma boa limpeza diária com água morna e um limpador cremoso ou sabão neutro. "Não se deve usar nada que seja agressivo para a pele. Indico sempre sabonetes com substâncias hidratantes, com glicerina e específicos para pele sensível", afirmou a dermatologista Apolonia Sales, membro da American Academy of Dermatology - Add. As áreas tratadas com radiação, no entanto, devem ser limpas apenas com água, já que o sabão pode irritar a região. Segundo a especialista, a temperatura da água também pode prejudicar a pele mais sensível. "Deve-se evitar água muito quente e não esfregar a toalha, apenas encostar na pele", ensinou a dermatologista. 

Pele costuma ficar mais ressecada durante tratamento

O ressecamento mais intenso da pele também costuma ser uma reclamação frequente entre as mulheres em tratamento oncológico, até mesmo aquelas que costumavam apresentar a cútis oleosa ou normal. Para combater o problema, vale adicionar um hidratante específico para cada área que apresenta a aparência mais ressecada e sem viço, principalmente na região dos olhos para amenizar olheiras e inchaços.

Como a pele pode ficar mais irritadiça, no entanto, o indicado é abrir mão de produtos que contenham álcool, odores fortes ou cremes hormonais, tais como produtos com hidrocortisona, em suas fórmulas, já que os ativos podem causar reações à pele. "Evitar produtos químicos de uma forma geral. Tudo que possa irritar ou tirar a oleosidade da pele deve ser evitado", ensinou a dermatologista Apolonia Sales. O ideal, no entanto, é sempre consultar o médico antes de adquirir um produtinho de beleza novo, para evitar possíveis reações não desejadas na pele. 

Proteção solar deve ser intensificada

Se alguns minutos podem fazer toda a diferença para a saúde, aquelas que estão em tratamentos oncológicos precisam intensificar a proteção da pele antes de se expor aos raios solares. Os passeios ao sol devem acontecer antes das 10h e após as 16 h e durar apenas alguns minutos, sempre com um filtro solar com FPS superior a 30, evitando que a ação das radiações solares atrapalhe o tratamento. "A área na qual foi feita a terapia, no entanto, não deve ser exposta ao sol", explicou a dermatologista Apolonia Sales, que afirmou ainda que essa preocupação extra com a proteção deve permanecer por um ano após o tratamento, quando acaba a fase de controle. 

ver mais : Pele - Dicas de beleza
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação