Beleza Extraordinária

Outubro Rosa | Câncer de Mama: saiba como e quando fazer o autoexame

  • Outubro Rosa: aprenda como e quando fazer o autoexame
Tela cheia
Previous Next
Outubro Rosa: aprenda como e quando fazer o autoexame

Motivo de preocupação de milhares de brasileiras, o câncer de mama é o segundo tipo mais diagnosticado em todo o mundo. Embora mundialmente o tratamento contra a doença seja maioritariamente satisfatório, no Brasil ainda há uma alta taxa de mortalidade por sua conta. Sendo detectado precocemente, o tumor tem 98% de chances de cura, e é de extrema importância que a mulher faça exames rotineiros anualmente. Neste 'Outubro Rosa', campanha criada nos Estados Unidos e aprovada como o mês de conscientização para o câncer de mama, o Beleza Extraordinária aconselha as mulheres a se autoexaminarem com frequência. Saiba como e quando fazer o autoexame.  

Para um autoexame bem sucedido, o período pós-menstrual é o mais indicado

Principalmente a partir dos 35 anos, é muito importante que haja um controle rígido pela mulher, já que não há forma de se detectar o tumor através de sintomas nos seus estágios iniciais. O autoexame é a melhor forma de prevenção, mas só é possível senti-lo de acordo com o tamanho e a profundidade do caroço. Para garantir um autoexame bem sucedido, é importante fazê-lo 3 a 5 dias após o seu período menstrual, uma vez que, antes disso, a mama está hipersensível e pode apresentar caroços normais. Para quem já passou pela menopausa, é aconselhável fazer o exame mensalmente e no mesmo dia.

Diagnóstico deve ser feito em frente ao espelho e sem pressa 

O primeiro passo para fazer o seu autoexame é ficar em pé em frente ao espelho, e observar atenta e calmamente todas as características de sua mama - bico, superfície e contorno. Depois disso, levante os braços e fique atenta a qualquer mudanças na textura e contorno das mamas durante o movimento, e, logo em seguida, pressione suavemente, em movimentos circulares e com a mão oposta, um seio de cada vez. Apalpe também as axilas para garantir a ausência de nódulos e/ou pontos de dor, e é importante ainda pressionar os mamilos, em busca de alguma secreção, que deverá ser examinadas por um médico.

Fique atenta aos sintomas: assimetria, mamilo invertido, secreções e outros menos conhecidos

Para se manter atenta a possíveis riscos, é importante observar os sintomas do tumor que podem trazer dor ou não. Assimetrias muito evidentes entre as mamas; nódulos; erupções cutâneas; secreções; especialmente se trouxerem sangue; inchaço e nódulos, vermelhidão e coceira frequente; inversão súbita do mamilo e dor constante na mama ou na axila são os sintomas mais comuns, e é essencial ficar alerta para qualquer um deles. Sedentarismo, obesidade, menopausa tardia e início precoce das menstruações são fatores de risco, e também devem ser levados em consideração. 

ver mais : Notícias - Dicas de beleza
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação