Beleza Extraordinária

Os penteados estilo anos 1940 da novela Êta Mundo Bom: confira os cabelos das personagens

  • Escovas bem modeladas, inspiradas nas atrizes da Era de Ouro de Hollywood, são destaque na caracterização das personagens
  •  Longas tranças laterais dão um visual mais ingênuo à Camilla Queiroz
  • O corte repicado nos longos cabelos cacheados deu lugar ao long bob escovado na nova fase da personagem de Débora Nascimento
  • Em cena, ondas bem marcadas são o destaque nos cabelos escuros de Priscila Fantim
  •  Mais lisos ou com ondas bem modeladas, a personagem de Flávia Alessandra aparece sempre com os cabelos impecáveis, completando o visual inspirado nas divas do cinema
  • Para o visual romântico da personagem, os cabelos lisos de Giovanna Grigio ganharam cachos bem definidos com babyliss
  • Bianca Bin usa o clássico "victory rolls" com todo o cabelo solto ou preso em um coque
  • Escuros e na altura do ombro, os cabelos da atriz Guilhermina Guinle ganham volume e cachos abertos para viver a personagem Ilde Quintela
  •  Para viver Emma, os cabelos ruivos da atriz Maria Zilda Bethlem aparecem modelados com cachos bem abertos. O chapéu clássico dos anos 40 é escolha frequente no look.
  • Penteado semi-preso combinado com um "victory rolls" com rolos bem destacados é a escolha para a personagem de Eliane Giardini
  • Para deixar a solteirona Eponina com um ar mais infantil, o penteado é o clássico semi-preso com cachos, muito usado pelas adolescentes da época
  • Em Camélia, a escova com ondas modeladas aparece diferente com a tiara e franja lisa lateral
  • O semi-preso escolhido para a atriz Débora Olivieri, a raiz mais alta, dividida com risca lateral, dá um toque mais bonito ao penteado
  • Em cena como a empregada Manuela, Dhu Moraes usa os cabelos presos com um turbante com alguns fios soltos modelados com babyliss
  •  Na atriz Rosane Gofman, os fios do comprimento são escovados com pontas para dentro e só a franja é toda modelada para fora
  • A falsa professora Olga, interpretada por Maria Carol, usa o Victory Rolls com coque preso com uma rede.
  • Quando não está com um um coque, a fazendeira Cunegundes usa os cabelos soltos com um topete alto
Tela cheia
Previous Next
Escovas bem modeladas, inspiradas nas atrizes da Era de Ouro de Hollywood, são destaque na caracterização das personagens
  • Escovas bem modeladas, inspiradas nas atrizes da Era de Ouro de Hollywood, são destaque na caracterização das personagens
  •  Longas tranças laterais dão um visual mais ingênuo à Camilla Queiroz
  • O corte repicado nos longos cabelos cacheados deu lugar ao long bob escovado na nova fase da personagem de Débora Nascimento
  • Em cena, ondas bem marcadas são o destaque nos cabelos escuros de Priscila Fantim
  •  Mais lisos ou com ondas bem modeladas, a personagem de Flávia Alessandra aparece sempre com os cabelos impecáveis, completando o visual inspirado nas divas do cinema
  • Para o visual romântico da personagem, os cabelos lisos de Giovanna Grigio ganharam cachos bem definidos com babyliss
  • Bianca Bin usa o clássico "victory rolls" com todo o cabelo solto ou preso em um coque
  • Escuros e na altura do ombro, os cabelos da atriz Guilhermina Guinle ganham volume e cachos abertos para viver a personagem Ilde Quintela
  •  Para viver Emma, os cabelos ruivos da atriz Maria Zilda Bethlem aparecem modelados com cachos bem abertos. O chapéu clássico dos anos 40 é escolha frequente no look.
  • Penteado semi-preso combinado com um "victory rolls" com rolos bem destacados é a escolha para a personagem de Eliane Giardini
  • Para deixar a solteirona Eponina com um ar mais infantil, o penteado é o clássico semi-preso com cachos, muito usado pelas adolescentes da época
  • Em Camélia, a escova com ondas modeladas aparece diferente com a tiara e franja lisa lateral
  • O semi-preso escolhido para a atriz Débora Olivieri, a raiz mais alta, dividida com risca lateral, dá um toque mais bonito ao penteado
  • Em cena como a empregada Manuela, Dhu Moraes usa os cabelos presos com um turbante com alguns fios soltos modelados com babyliss
  •  Na atriz Rosane Gofman, os fios do comprimento são escovados com pontas para dentro e só a franja é toda modelada para fora
  • A falsa professora Olga, interpretada por Maria Carol, usa o Victory Rolls com coque preso com uma rede.
  • Quando não está com um um coque, a fazendeira Cunegundes usa os cabelos soltos com um topete alto

A atual novela das 18h da Rede Globo, "Êta Mundo Bom", seguindo o costume da maioria das tramas do horário, traz uma história de época - dessa vez, ambientada no fim dos anos 1940. Entre as reviravoltas do enredo, um detalhe da produção não passa despercebido: os cabelos das personagens, detalhadamente estudado pelas equipes de caracterização e figurino para ser o mais fiel possível ao período retratado. De fios soltos e modelados com ondas definidas a penteados dignos das antigas divas do cinema, inspirações não faltam para diferentes ocasiões e gostos.


Visual natural é escolha para as personagens do interior


Além da maquiagem suave, o cabelo com aspecto mais natural e sem penteados muito elaborados predomina quando o pano de fundo da cena é a fazenda do interior de São Paulo. Para os fios lisos da caçula dos fazendeiros - Mafalda, vivida pela atriz Camilla Queiroz -, a escolha foi dividir o cabelo em duas longas tranças laterais, amarradas com fita de cetim na ponta. Unido aos babados e flores dos vestidos, o penteado infantil destaca toda a ingenuidade da personagem. Filomena - a outra filha dos donos da fazenda, interpretada pela atriz Débora Nascimento - também não precisou de grandes produções para entrar em cena: os cabelos longos e naturalmente cacheados ganharam um corte para valorizar ainda mais a textura e o volume natural dos fios. 

Cabelos das atrizes da Era de Ouro de Hollywood é a maior fonte de inspiração

Cabelos modelados e perfeitamente alinhados são característicos das atrizes hollywoodianas no período de 1920 a 1960. Para a criação do visual de personagens da capital, elas são as maiores inspirações. Filomena, por exemplo, ao sair do interior, adota o corte long bob e troca os fios enrolados por uma escova com pontas trabalhadas e franja de lado com um pequeno topete. Na personagem Diana, de Priscila Fantim, a escova com ondulações também aparece, mas com ondas ainda mais destacadas e com um long bob um pouco maior. 
A influência de divas do cinema, como Grace Kelly e Marilyn Monroe, é ainda mais evidente na vilã Sandra, interpretada por Flávia Alessandra. Sempre bem maquiada e com os cabelos loiros platinados, pintados exclusivamente para a novela, a personagem é uma mistura dos estilos das estrelas de cinema com o das clássicas vilãs dos antigos folhetins. Segundo declaração de Flávia Alessandra ao Gshow, Sandra é uma mulher a frente do seu tempo e, por isso, seu look foi pensado com base no estilo dos anos 50. 

Penteados clássicos com victory rolls são característicos dos anos 1940

Além dos cabelos escovados em ondas, os penteados da época também marcam presença. Na personagem de Bianca Bin, Maria, a preferência para os fios castanhos claros é o Victory Rolls, feito com rolinhos do próprio cabelo presos com grampo. Apesar de ser um clássico das décadas de 1940 a 1960, nos dias de hoje, ele ainda é comum entre as fãs do estilo retrô. Para quem quer reproduzir o efeito, a dica para que os rolinhos fiquem bem firmes é o uso de um spray fixador.
Gerusa, vivida pela atriz Giovanna Grigio, aparece sem os fios lisos e com cachos bem definidos por babyliss, escolha frequente nas personagens adolescentes de novelas de época. 

  • Escovas bem modeladas, inspiradas nas atrizes da Era de Ouro de Hollywood, são destaque na caracterização das personagens
Tela cheia
Previous Next
Escovas bem modeladas, inspiradas nas atrizes da Era de Ouro de Hollywood, são destaque na caracterização das personagens
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação