Beleza Extraordinária

Os diferentes tipos de olheira e o tratamento ideal para cada uma

  • As olheiras podem ser divididas em quatro categorias diferentes e cada uma delas exige tratamento adequado
Tela cheia
Previous Next
As olheiras podem ser divididas em quatro categorias diferentes e cada uma delas exige tratamento adequado

As temidas manchas escuras que aparecem na região abaixo dos olhos comprometem muito o visual, pois fazem com que a aparência fique com aspecto cansado e envelhecido. No entanto, tratamentos dermatológicos surgem como solução para o problema. Causadas principalmente por fatores genéticos, as olheiras podem ser divididas em quatro categorias e cada uma pede por um cuidado específico.

"As olheiras podem ser diferenciadas por flacidez na região, pigmentação pós-inflamatória, congestão vascular e depósito de hemossiderina", explica a dermatologista Mônica Linhares. "Uma boa forma de examiná-la é jogando luz direta sobre elas. Se o problema for o excesso de pigmento, a mancha diminui, mas não some. Já quando o caso é por afundamento da região, elas melhoram, pois não há formação de sombras", comenta Gabriella Albuquerque.

Consulta dermatológica identifica tipo de olheira

Independentemente do tipo de mancha, os cuidados são apenas paliativos. "Todas as olheiras podem ser amenizadas pelo uso de cremes hidratantes e também com o auxílio da maquiagem para camuflar a região. No entanto, por estarem relacionadas ao caráter hereditário, elas não têm cura. Os tratamentos apenas aliviam o processo", afirma Gabriella, coordenadora da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro.

A maquiagem funciona como uma solução imediata para camuflar as olheiras e, dependendo de sua fórmula, ainda funciona como um tratamento diário. O BB Cream Olhos, por exemplo, específico para solucionar os problemas da região, tem multiplas funções. Com apenas um produto, é possível disfarçar as manchas escuras, uniformizar a tonalidade da pele, garantir o toque de iluminação, deixar a textura mais lisinha e ainda hidratar.

Olheiras podem ser tratadas com cuidados caseiros ou médicos


As olheiras sanguíneas são caracterizadas por uma mancha arroxeada, que surge devido ao acúmulo do pigmento hemoglobina ou produtos de sua degradação, como bilirrubina, biliverdina e ferro. A melhor solução para clarear ou suavizar este tipo de olheira é recorrer à tratamentos que favorecem a microcirculação e agem como quelantes de ferro, como a carboxiterapia, que deve ser feita exclusivamente em consultório médico.

Já as olheiras vasculares são causadas pelo excesso de retenção de fluidos. Com uma coloração mais azulada, este tipo costuma aparecer em situações de estresse ou cansaço ou se agravar devido ao consumo de sal ou cigarro, quando a circulação da região fica comprometida. Aposte em massagens locais feitas com cremes hidratantes com ativos como cafeína, vitamina C, vitamina K e levedura de soja para melhorar o fluxo sanguíneo.

Agentes externos podem agravar o problema


De tonalidade acastanhada e mais comuns em mulheres de pele morena, as olheiras melânicas são formadas pelo acúmulo de melanina, desencadeado por exposição ao sol ou mudanças hormonais. Para combater o problema, peça ao dermatologista uma orientação para tratamento de despigmentação, que contenham ativos como arbutim ou ácido kójico, que inibem a ação da tirosinase, enzima que produz melanina.

Chamadas de falsas olheiras, as constitucionais são realçadas devido ao formato do rosto, quando o globo ocular fica alojado em um orifício muito profundo e recoberto por uma pele fina, que transparece a sombra da cavidade. O preenchimento com ácido hialurônico é o tratamiento mais indicado para solucionar este tipo, pois garante um melhor contorno às pálpebras inferiores.
Temas relacionados
Óleo + Creme de pentear

Descubra os benefícios da misturinha