Beleza Extraordinária

Os cabelos de Luiza Valdetaro em "Joia Rara": veja os vários visuais da atriz na novela

  • Na primeira fase de "Joia Rara", Luiza Valdetaro interpreta Hilda, uma jovem romântica. Seus cabelos ondulados adornados por casquetes combinam com a inocência da personagem
  • Filha de uma família rica, Hilda investe em penteados sofisticados com raiz lisa, pontas onduladas e presilhas
  • Ao se apaixonar por um operário, ela adota outra identidade para se passar pela camareira Célia
  • Para viver seu romance com Toni, ela assume um visual modesto, com fios mais lisos e penteados simples
  • Hilda assume sua vontade de se tornar cantora para a família usando um visual inspirado em Marilyn Monroe, com um vestido justo e decotado e os cabelos bem armados e volumosos
  • Para o dia de seu casamento, Hilda escolhe um coque rosquinha, alto e polido, adornado por uma joia
Tela cheia
Previous Next
Na primeira fase de "Joia Rara", Luiza Valdetaro interpreta Hilda, uma jovem romântica. Seus cabelos ondulados adornados por casquetes combinam com a inocência da personagem
  • Na primeira fase de "Joia Rara", Luiza Valdetaro interpreta Hilda, uma jovem romântica. Seus cabelos ondulados adornados por casquetes combinam com a inocência da personagem
  • Filha de uma família rica, Hilda investe em penteados sofisticados com raiz lisa, pontas onduladas e presilhas
  • Ao se apaixonar por um operário, ela adota outra identidade para se passar pela camareira Célia
  • Para viver seu romance com Toni, ela assume um visual modesto, com fios mais lisos e penteados simples
  • Hilda assume sua vontade de se tornar cantora para a família usando um visual inspirado em Marilyn Monroe, com um vestido justo e decotado e os cabelos bem armados e volumosos
  • Para o dia de seu casamento, Hilda escolhe um coque rosquinha, alto e polido, adornado por uma joia

Luiza Valdetaro vem surpreendendo o público de "Joia Rara" com os diferentes visuais com que aparece na novela. Ela surgiu como Hilda, uma moça rica, herdeira da joalheria da família Hauser, e para tal tinha uma aparência recatada, com figurino de peças finas e cabelos ondulados. Ao se apaixonar por um operário, ela passa a viver uma vida dupla, e adota roupas mais simples para viver o amor proibido. Para essa fase, as madeixas loiras ficam lisas, já que uma jovem humilde das décadas de 1930 e 1940 não teria condições de modelar os fios. Mas a personagem ainda aparece com um terceiro visual. O sonho de Hilda é se tornar cantora de cabaré, e ela enfrenta o pai ao tentar a carreira, investindo em um estilo sensual, com vestidos decotados e penteados armados.

Versatilidade desafia a atriz e entretém o público

Além de entreter os telespectadores, quem mais se diverte com tantas mudanças é a própria Luiza, que adora variar os estilos da personagem. "Como atriz, sinto vontade de explorar as mais diferentes personalidades. Isso, com certeza, me motiva e me inspira. Toda trabalho que permita que eu mostre versatilidade é super bem vindo", contou. A novela é ambientada entre as décadas de 1930 e 1940, e para compor o papel foi necessário adaptar os cabelos das atrizes ao visual da época. Os penteados com ondulações eram mais práticos de serem feitos em casa, e as mulheres podiam fixá-los com laquê.

No primeira fase da novela, Hilda, personagem de Luiza tinha apenas 19 anos e era uma jovem estudante de música, romântica e sonhadora. Seus cabelos ondulados estavam sempre penteados impecavelmente, e a personagem compunha o figurino sofisticado com laços e casquetes. "Adoro o figurino da Hilda pela beleza. São lindos! Os terninhos, chiquérrimos e as joias, maravilhosas, mas são bem desconfortáveis", declarou ao site da novela.

Cada visual mostra uma diferente fase da personagem

Para seguir o sonho de se tornar cantora de cabaré, Hilda mente para a família dizendo que está fazendo um curso de alemão, enquanto vai para um cortiço ter aulas de música. Para que não descubram sua origem rica, ela passa a usar roupas simples e os cabelos ao natural, sem nenhum tipo de modelagem, presos apenas por grampos. Ela, então, se apaixona por Toni (Thiago Lacerda), um operário de fábrica comunista, e assume a identidade de Célia, uma camareira. A personagem alterna entre esses dois núcleos, rico e pobre, e sua caracterização situa o público.

Quando decide contar sua verdadeira vocação, ela aparece na festa de aniversário do pai, Ernest Hauser (José de Abreu), num visual bem sensual, inspirado em Marilyn Monroe, com vestido decotado, justo e brilhoso, e os cabelos volumosos arrumados em um penteado bem armado . "O figurino que mais mostra o potencial de Hilda talvez sejam esses de show. Ela fica com os cabelos mais produzidos, maquiagem e roupa mais ousadas, então acaba explorando mais sua beleza", opinou Luiza.

Coque com joia para a cena do casamento

Uma das cenas mais aguardadas da novela foi o casamento secreto entre Hilda e Toni, depois que ele descobre a verdadeira identidade da moça e seu pai tenta mantê-la presa em casa, longe do operário. Para o grande dia, a jovem escolhe um coque rosquinha, alto e polido, adornado por uma joia.

Cada caracterização varia de acordo com a intenção que a personagem deseja transmitir ao público, seja como rica, pobre ou sensual. A personagem passeia por diferentes universos e figurino, cabelos e maquiagem são fundamentais para demonstrar onde ela está se colocando. "Ela é o verdadeiro três em um, né? Tem para todo gosto", brincou a atriz.

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação