Beleza Extraordinária

Oleosidade da pele: veja os 5 mitos mais comuns

  • Veja os 5 mitos mais comuns sobre a pele oleosa e esclareça todas as suas dúvidas  Foto: Pixelformula
Tela cheia
Previous Next
Veja os 5 mitos mais comuns sobre a pele oleosa e esclareça todas as suas dúvidas Foto: Pixelformula

Quem sofre com a oleosidade da pele sabe que é necessário ter vários cuidados para manter o rosto sequinho o dia todo. No entanto, é comum cometer alguns erros que podem sabotar toda a rotina, causando o efeito rebote: a produção de mais óleo. Pensar que a hidratação piora o problema e evitar o protetor solar são alguns dos mitos em que muitas mulheres ainda acreditam. Confira os 5 mais comuns e acabe com as suas dúvidas!

Mito #1: A pele oleosa envelhece mais devagar que a pele seca.

É comum pensar que a pele oleosa não envelhece com tanta facilidade quanto a seca, porém isso não passa de um mito. Todos os tipos de pele envelhecem a partir de uma certa idade, por vezes até prematuramente, se não forem tidos os cuidados adequados desde cedo. A razão pela qual muitas ainda acreditam neste mito é porque na pele seca é possível ver as rugas e linhas de expressão mais claramente, enquanto no caso da pele oleosa, essas mesmas linhas são menos visíveis por causa da oleosidade. 

Mito #2: Não se deve hidratar a pele oleosa.


Pele oleosa precisa de hidratação, sim! Ainda é frequente pensar que este hábito só vai aumentar a oleosidade, quando na verdade, é o oposto que acontece: a falta de hidratação estimula as glândulas sebáceas, que produzem ainda mais óleo. Por isso, depois de limpar e tonificar, é muito importante sempre reequilibrar a pele com um hidratante de fórmula leve e sequinha, para a manter saudável e livre de brilho por mais tempo.

Mito #3: Para manter a pele limpa, deve-se esfoliar diariamente.

Outro mito em que muitas donas de pele oleosa acreditam é que devem esfoliar diariamente para evitar o aparecimento de espinhas e cravos. Embora seja essencial apostar na esfoliação duas vezes na semana, fazê-lo todos os dias pode agredir a pele, criando pequenas inflamações que podem se transformar em espinhas. 

Mito #4: Usar protetor solar diariamente não é indicado para quem tem pele oleosa.

Muitas pessoas pensam que usar protetor solar diariamente em pele oleosa não é uma boa ideia, por deixá-la ainda mais brilhosa. Embora algumas fórmulas possam causar este problema, o segredo é procurar uma específica para o rosto, e que seja oil-free. Além de serem muito nocivos para a saúde, os raios ultravioleta estimulam as glândulas sebáceas da pele, deixando-a propensa à aparição de espinhas. Por isso é essencial, assim como os outros tipos de pele, usar proteção adequada todos os dias do ano.  

Mito #5: É essencial remover totalmente os óleos da pele.

Embora não haja dúvidas de que a pele oleosa deve ser tratada cuidadosamente para manter a oleosidade sob controle, é importante não usar produtos muito agressivos já que ao remover completamente os óleos naturais da pele se destrói o seu equilíbrio, causando o temido "efeito rebote". Invista em fórmulas adstringentes suaves, e complemente com um hidratante específico.

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais