Beleza Extraordinária

Óleo de rícino e óleo de coco: entenda as diferenças e saiba qual é a função de cada um nos produtos para cabelos

  • Descubra a diferença entre o óleo de coco e o óleo de rícino (Foto: Instagram @goldennn_xo)
Tela cheia
Previous Next
Descubra a diferença entre o óleo de coco e o óleo de rícino (Foto: Instagram @goldennn_xo)

Seja na nutrição, umectação ou fortalecimento dos fios, os óleos são ingredientes muito usados no dia a dia das mulheres que não abrem mão dos cuidados com as madeixas. Mas isso não quer dizer que eles sejam todos iguais, viu?

Dois queridinhos das mulheres mais ligadas nesse tipo de cuidado, o óleo de rícino e o óleo de coco podem ter funções bem diferentes nas rotinas capilares. Quer entender para que serve cada um deles e quais são as diferenças entre os dois óleos para o seu cabelo? Então, confira a matéria!

O óleo de coco hidrata e dá brilho aos cabelos

O óleo de coco se tornou um ingrediente queridinho há alguns anos e começou a ser usado tanto em sua forma pura como na composição de produtos como shampoo e máscara de nutrição. Ele também é uma ótima escolha de óleo para fazer a umectação capilar, especialmente nos cabelos ressecados e com pontas duplas.

Se você quer devolver o brilho para os fios e deixar suas madeixas super hidratadas, o óleo de coco é uma excelente opção de produto. 

Óleo de rícino fortalece e evitar a quebra dos fios

Já quem está no projeto Rapunzel, em busca das madeixas super longas, pode apostar no óleo de rícino para ajudar no processo. Esse óleo fortalece os fios e evita que eles quebrem com facilidade, ajudando no crescimento. Se você sonha em ter cabelo longo, mas nunca conseguiu, aposte na umectação com óleo de rícino ou produtos com esse ingrediente. 

Além disso, o óleo de rícino é muito indicado para os cabelos oleosos, já que atua no couro cabeludo, controlando o excesso de óleo.

Diferenças entre óleo de coco e óleo de rícino 

Muitas mulheres se perguntam qual dos dois é mais indicado na hora de fazer a umectação. A verdade é que não existe uma resposta certa: a escolha vai depender do seu tipo de cabelo e das necessidades dos fios naquele momento.

- Se seu cabelo está ressecado e precisando de uma nutrição intensa, por exemplo, o óleo de coco pode ser uma ótima escolha. Ele contém vitamina K, combate as pontas duplas e penetra profundamente na cutícula dos fios, garantindo a máxima hidratação. Por isso ele é tão recomendado para os cabelos cacheados e crespos. 

- Já para quem quer fortalecer os fios e conquistar madeixas mais longas, o óleo de rícino pode ser a opção certa. Ele contém ômega 6 e 9 e vitamina E, fortalecendo o folículo piloso e evitando a quebra. O óleo de rícino também é muito conhecido por combater a caspa e o excesso de óleo na raiz. 

Redação: Gabrielle Nunes

Temas relacionados
Água micelar:

como remover a maquiagem com o produto?