Beleza Extraordinária

O que é PABA e Benzofenona-3? Saiba porque é preciso escolher protetores solares sem estas substâncias

  • Saiba quais substâncias você deve evitar ao escolher um protetor solar
Tela cheia
Previous Next
Saiba quais substâncias você deve evitar ao escolher um protetor solar

Já é mais que sabido que durante todo ano, e especialmente no verão, o protetor solar é essencial. Este produto não pode faltar na sua bolsa, e é fundamental aplicá-lo em abundância e com frequência ao longo do dia, mas, recentemente, surgiram dúvidas sobre certas substâncias contidas em algumas fórmulas de protetores solares comuns, e a propósito de possíveis riscos que possam ter para a saúde. Conheça estes ingredientes e entenda porque deve evitá-los.

Entenda o que são o PABA e a Benzofenona-3, substâncias perigosas presentes em alguns protetores

De acordo com o British Medical Journal e a Skin Cancer Foundation, alguns protetores solares podem aumentar o risco de câncer de pele, ao invés de protegerem contra a doença. Estudos indicaram que substâncias como a benzofenona-3 e o àcido paraminobenzóico (PABA) são os grandes responsáveis por este fato nas fórmulas com FPS. "A função da benzofenona é filtrar os raios ultravioleta na superfície da pele, convertendo-os em calor, mas a substância também pode ser absorvida pela cútis." entregou a fonte britânica. "Embora não haja pesquisas que mostrem o que acontece quando este princípio ativo penetra na pele, é bem sabido que a luz UV pode causar graves danos a nível celular. Além disso, a benzofenona também é conhecida por causar desquilíbrios hormonais". No entanto, em concentrações de até 10%, a substância é permitida pela FDA (Food and Drug Administration) e, no Brasil, pela SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), já que, nessas quantidades, ela não oferece riscos. 

Segundo a Drª Gabriella Corrêa de Albuquerque, renomada dermatologista, o PABA, é um filtro sintético que absorve as radições UVB, e é altamente alergênico. Além de manchar as roupas e a pele, este àcido tem a capacidade de destruir o DNA, e aumentar os riscos de câncer de pele. "Ambos os ingredientes também podem causar alergias em pessoas sensíveis, como vermelhidão, coceira e inchaço", explicou a profissional. "Esta substância deve ser evitada a todo o custo, mas, com o surgimento de vários novos ativos que ajudam na proteção solar, estes princípios ativos estão fora da maioria das fórmulas de hoje em dia".

Além do protetor solar, proteger a pele com roupa e acessórios também é essencial

Embora seja fundamental, é importante lembrar que o protetor solar não é a única forma de se proteger contra os raios solares. A pele não deve ser exposta aos raios solares nas horas de maior calor de forma alguma, mas, se for inevitável, é essencial tentar ficar na sombra o máximo de tempo possível, e apostar em usar roupas frescas de algodão branco ou claro, chapéu e óculos de sol. 

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema