Beleza Extraordinária

Minha primeira química: três mulheres compartilham histórias da primeira vez que fizeram uma transformação permanente nos cabelos

  • Você lembra do primeiro procedimento químico que fez nos cabelos? Três mulheres relembram a experiência e contam tudo para o Beleza Extraordinária! (Foto: Shutterstock)
  • Para recuperar o cabelo loiro de sua infância, Janaína Guimarães começou a fazer luzes no cabelo aos 17 anos - e recorre ao procedimento até hoje para manter o look em dia (Foto: Arquivo Pessoal)
  • Para ficar com o cabelo liso, Luana Chagas alisou seus próprios fios aos sete anos de idade (Foto: Arquivo Pessoal)
  • A primeira química de Naíssa Bento foi feita aos 15 anos, quando ela decidiu mudar a cor dos fios para a festa de debutante (Foto: Arquivo Pessoal)
Tela cheia
Previous Next
Você lembra do primeiro procedimento químico que fez nos cabelos? Três mulheres relembram a experiência e contam tudo para o Beleza Extraordinária! (Foto: Shutterstock)
  • Você lembra do primeiro procedimento químico que fez nos cabelos? Três mulheres relembram a experiência e contam tudo para o Beleza Extraordinária! (Foto: Shutterstock)
  • Para recuperar o cabelo loiro de sua infância, Janaína Guimarães começou a fazer luzes no cabelo aos 17 anos - e recorre ao procedimento até hoje para manter o look em dia (Foto: Arquivo Pessoal)
  • Para ficar com o cabelo liso, Luana Chagas alisou seus próprios fios aos sete anos de idade (Foto: Arquivo Pessoal)
  • A primeira química de Naíssa Bento foi feita aos 15 anos, quando ela decidiu mudar a cor dos fios para a festa de debutante (Foto: Arquivo Pessoal)

Se você faz ou já fez química alguma vez na vida, provavelmente, tem alguma história para contar. Mas será que você consegue lembrar da primeira vez que renovou a cor dos fios ou alterou a textura natural dos cabelos? Pensando nisso, para relembrar esse momento que marca a vida de qualquer mulher que seja louca pelos fios, o Beleza Extraordinária conversou com três meninas sobre a primeiro procedimento químico que fizeram na vida! Tem memória de quem mudou o look para a festa de 15 anos, de quem queria voltar a ser loira e, também, de uma travessura feita aos sete anos para realizar o sonho de ter cabelo liso. Confira! 

Janaína Guimarães fez luzes aos 17 anos para recuperar o cabelo loiro da infância 

O que levou a estudante de Medicina Janaína Guimarães (30) a fazer a primeira química no cabelo foi a vontade de ficar loira! Embora tenha nascido com os cabelos claros, ela conta que, depois dos seis anos de idade, os fios escureceram e ficaram mais próximos do castanho claro - cada vez mais distantes do tom que ela conhecia e gostava. E como via a mãe fazendo luzes constantemente, o desejo de fazer o mesmo processo para recuperar o look só aumentava: "minha mãe fazia luzes e e queria também. Aí, de 17 para 18 anos, não esperei mais e resolvi fazer. Amei o resultado de cara, ficou muito bom!", diz. 

A jovem gostou tanto do efeito que, até hoje, recorre a esse procedimento para manter os fios claros do jeitinho que ama. Ela até chegou a usar as madeixas mais escuras durante o período de dois anos, mas depois voltou ao seu estilo favorito: "eu voltei a fazer luzes e faço até hoje, com o mesmo intervalo de três meses entre os retoques. E lá se vão 13 anos de química, né? Mas não me arrependo e sou muito satisfeita com o que eu faço", finaliza. 

Com vontade de ter cabelo liso, Luana Chagas fez alisamento sozinha - aos sete anos de idade!

De uns tempos para cá, o movimento de aceitação do cabelos cacheados e crespos tem ganhado cada vez mais força! Por isso, hoje em dia, não é difícil encontrar cachos de todas as texturas desfilando por aí.  No entanto, quem viveu no começo dos anos 2000 sabe como a pressão para ter os fios superlisos era grande - e foi justamente por causa dela que, mesmo sem ter ideia de como fazer o procedimento, a sub-gerente de loja Luana Chagas (24) resolveu aplicar o produto nas madeixas. E detalhe: ela só tinha sete anos de idade! "Eu passei o alisante que tinha em casa e o meu cabelo ficou horrível! Como eu não sabia fazer o procedimento, a raiz acabou cheia e as pontas minguadas", conta. 

Hoje em dia, Luana exibe, orgulhosa, seus cabelos crespos. Mas, mesmo depois do resultado desastroso da primeira química, ela ainda fez muitos alisamentos por aí. "É porque, na época, era moda ter cabelo liso, né? Então, era o que eu queria" conta, rindo. 

Naíssa Bento mudou a cor dos cabelos para a festa de 15 anos e se sentiu em um comercial de shampoo

A estudante Naíssa Bento (27) nunca tinha feito nenhuma mudança radical nos cabelos quando decidiu colorir os fios naturalmente castanhos. Para turbinar o look, a jovem foi corajosa e aproveitou a festa de 15 anos para fazer a transformação: "eu queria tanto mudar a cor do cabelo que nem pensei na possibilidade de ficar com ele feio antes da festa. Minha mãe também curtiu a ideia e me deu maior força", conta. Porém, para que não precisasse já começar o processo com descoloração, a cabeleireira indicou que ela apostasse em um tom que fosse possível de ser alcançado sem grandes dificuldades - e o escolhido foi o marrom acobreado, que deixou seu castanho um pouco mais claro e com nuances douradas. 

De lá para cá, Naíssa já mudou o cabelo várias vezes: fez descoloração para ficar loira, foi ruiva, cortou pixie, franjinha... Mas, mesmo depois de tudo isso, ela conta que lembra com muito carinho da sensação dessa primeira transformação: "quando eu saí do salão, me senti em um comercial de shampoo!O meu cabelo estava bonitão, e eu amei muito ter mudado para a minha festa", relembra. 

Redação: Nívia Passos

ver mais : Dicas de cabelos
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação