Beleza Extraordinária

Loucas por cabelo: fios loiros, pretos, azuis e mechas californianas já fizeram parte do visual da estudante Letícia Nemec

  • Conheça Letícia Nemec e inspire-se com as loucuras que ela já fez pelos seus cabelos! (Foto: Rachel Barros)
  • Hoje, Letícia Nemec está há mais de um ano sem fazer nada no cabelo (Foto: Rachel Barros)
  • Letícia Nemec aposta no half-bun com frequência (Foto: Rachel Barros)
  • Hoje em dia, os cuidados de Letícia com os cabelos são o mais simples possível (Foto: Rachel Barros)
Tela cheia
Previous Next
Conheça Letícia Nemec e inspire-se com as loucuras que ela já fez pelos seus cabelos! (Foto: Rachel Barros)
  • Conheça Letícia Nemec e inspire-se com as loucuras que ela já fez pelos seus cabelos! (Foto: Rachel Barros)
  • Hoje, Letícia Nemec está há mais de um ano sem fazer nada no cabelo (Foto: Rachel Barros)
  • Letícia Nemec aposta no half-bun com frequência (Foto: Rachel Barros)
  • Hoje em dia, os cuidados de Letícia com os cabelos são o mais simples possível (Foto: Rachel Barros)

Pense numa pessoa louca pelos seus cabelos! Letícia Nemec, estudante universitária de 22 anos, já fez de tudo com as madeixas: ela já pintou, cortou, descoloriu, fez mechas invertidas... ela até já raspou a lateral! Buscando jeitos de se renovar e atualizar o estilo ao longo dos anos, essa carioca aventureira fez muitas loucuras com o cabelo - umas bem sucedidas e outras nem tanto -, sempre com muito estilo e alto astral. Confira a trajetória capilar de Letícia e inspire-se com a ousadia da loira!

Desde pintar as pontas com papel crepom a colorir de preto, Letícia já teve o cabelo de várias cores

  • Letícia Nemec chegou a cortar os cabelos na altura do ombro sozinha (Foto: Rachel Barros)
Tela cheia
Previous Next
Letícia Nemec chegou a cortar os cabelos na altura do ombro sozinha (Foto: Rachel Barros)

Beleza Extraordinária: Você já fez muitas loucuras com o seu cabelo? 

Letícia Nemec: Nossa, eu já fiz muita coisa. Primeiro, o meu cabelo sempre foi liso e muito loiro e eu sempre quis que ele fosse enrolado. Às vezes eu dormia com bobes no cabelo, aí acordava no dia seguinte e ele tava liso de novo... então desisti disso. Quando eu era pequena, nem na quarta série, pirei que queria o cabelo colorido, então minha mãe pintou as pontas com papel crepom. Só que a gente chega numa idade em que quer ser igual a todo o mundo, para ser aceito, não é? Aí quando eu tinha uns 14 ou 15 anos comecei a fazer mechas californianas, mas não fazia no salão, porque não queria pagar, então fazia na casa das minhas amigas. Não ficava ruim, mas também não ficava bom. Depois comecei a ver que ele tava todo ressecado, enorme, mas todo seco.

BE: Essa foi a sua única experiência com coloração?

LN: Longe disso! Com 16 anos - na minha fase mais rebelde -, fui na farmácia e comprei a tinta mais preta que tinha. Depois, obviamente, me arrependi; e para tirar o preto dos fios é uma droga, especialmente em cabelo claro! Então tive que ir descolorindo aos poucos, ir fazendo mechas até chegar no tom natural de novo. Aí, não consegui ficar muito tempo quieta: lá fui eu pintar o meu cabelo de azul. Pintei as pontas com azul de metileno, em casa mesmo! 

Mas não parei por aí: o que o meu cabelo é hoje é consequência do que aconteceu no meu aniversário há um ano atrás. Eu queria pintar de lilás, então pensei em ir no salão fazer californiana e depois pintar de lilás em casa. Mas o cabeleireiro começou a fazer reflexos! Quando eu disse que não era isso, ele descoloriu o meu cabelo todo de novo, só que desde a raiz. Então a minha raiz ficou laranja, meu cabelo amarelo e a ponta verde! Foi o pior arrependimento da minha vida. No dia seguinte eu fui em outro salão para corrigir com mechas invertidas e, claro, paguei três vezes mais caro. Aí fiquei mais de um ano sem mexer no cabelo, até agora.

A loira também já raspou os fios e hoje tem uma rotina capilar o mais simples possível

  • Letícia já pintou o cabelo com papel crepom, azul de metileno... e até já raspou os fios! (Foto: Rachel Barros)
Tela cheia
Previous Next
Letícia já pintou o cabelo com papel crepom, azul de metileno... e até já raspou os fios! (Foto: Rachel Barros)

BE: E em relação a corte, quais as maiores ousadias que você já fez?

LN: Quando pintei de preto, eu dei a louca e cortei pelo ombro. Ah, também já raspei a metade da cabeça pra baixo! Eu queria mesmo fazer isso, mas se eu raspasse só porque queria, minha mãe ia me matar. Só que um dia eu tive um torcicolo e usei um adesivo Salonpas. Aí - eu juro por Deus que foi sem querer - ele grudou no meu cabelo e eu "tive" que raspar. Foi isso que falei pra minha mãe, claro.

BE: Hoje em dia, como você cuida do cabelo?

LN: Na verdade, depois de tanta loucura, hoje em dia eu só lavo e uso condicionador. Uma vez a cada dois meses eu faço uma hidratação mais profunda, em casa mesmo.

BE: O que você faz para finalizar? 

LN: Eu não uso nada, só lavo, condiciono e deixo secar ao ar mesmo.

Penteados rápidos e cuidados simples com a pele fazem parte do seu dia a dia

  • A loira também faz questão de sempre tirar a maquiagem antes de dormir (Foto: Rachel Barros)
Tela cheia
Previous Next
A loira também faz questão de sempre tirar a maquiagem antes de dormir (Foto: Rachel Barros)

BE: Você costuma fazer algum penteado?

LN: Geralmente, eu costumo prender a parte de cima do cabelo, num coque semipreso, ou half-bun. Muitas vezes também faço um rabo de cavalo, ou prendo a franja para trás, com um grampo mesmo.

BE: E com a pele, que cuidados você tem de manhã e à noite?

LN: Sempre tento evitar dormir de maquiagem. Mesmo quando chego de uma festa uso aqueles lencinhos demaquilantes e depois lavo o rosto. De manhã eu lavo com água só, sem sabão nem nada e depois passo protetor solar. 

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação