Beleza Extraordinária

Jane Birkin: os fios lisos com franja repicada que marcaram o visual da atriz e cantora

  • Jane Birkin fez grande sucesso na década de 1970 como atriz e cantora
  • Com os cabelos em tom loiro escuro e nuances mel, Jane usava uma franja repicada acima da sobrancelha
  • Jane inspirou a marca francesa Hermès a criar uma bolsa com seu sobrenome
Tela cheia
Previous Next
Jane Birkin fez grande sucesso na década de 1970 como atriz e cantora
  • Jane Birkin fez grande sucesso na década de 1970 como atriz e cantora
  • Com os cabelos em tom loiro escuro e nuances mel, Jane usava uma franja repicada acima da sobrancelha
  • Jane inspirou a marca francesa Hermès a criar uma bolsa com seu sobrenome

Artista completa, Jane Birkin foi uma das cantoras mais famosas na França - apesar de ter nascido em Londres - na década de 1970. Com dupla carreira, Jane seguiu os passos da mãe e estreou no teatro em 1964, com a peça "Carving a Statue", de Graham Greene. Aos 19 anos, participou do musical "Passion Flower Hotel", dirigido por John Barry – famoso por ter composto as trilhas dos filmes de James Bond - e então descobriu o talento para a segunda profissão. No ano seguinte, Jane se mudou para a França, onde se destacou no filme "Blow-Up – Depois Daquele Beijo". Com uma beleza encantadora, Jane fez história na década do flower power e virou ícone de estilo. Os longos cabelos loiros, sempre esvoaçantes e com aspecto bagunçado e a franja repicada acima das sobrancelhas, inspiraram as moças românticas da época. Jane usava um corte com base reta e suavemente repicado na frente. O tom era um mel natural que costumava clarear durante o verão devido à exposição ao sol.

No set de "Blow-Up", conheceu Serge Gainsbourg e a paixão fulminante fez com que se casassem no mesmo ano. A relação apaixonada e criativa durou 13 anos e gerou a filha Charlotte. A cantora ainda teve mais duas filhas de outros relacionamentos.

Estilo despojado e sensualidade infantil

A essência de mulher livre de Jane transparecia em suas roupas. Usava comprimentos curtos, calças jeans largas de cintura tradicionalmente alta, blusas largas - e muitas vezes transparentes, era sensual de forma natural e infantil. "As meninas do internato criticavam meu físico e eu acabei acreditando que ele não se enquadrava nos padrões de beleza", lembra Jane. Meu corpo é uma reta. Nunca tive seios grandes. Era como os homens – eles ficam nus da cintura para cima. Eu também. Não tenho nada a esconder. Até os 16, usava roupas do meu irmão.", disse em entrevista à CNN.

A inseparável bolsa de palha grande que acompanhava seu estilo boêmio e simples também é um dos marcos no visual da atriz. Pelo estilo à frente do seu tempo, Jane foi valorizada pelo universo da moda e consagrou-se como musa da marca francesa Hermès em 1984, aos 38 anos, quando ganhou um modelo de bolsa com seu sobrenome, a famosa "Birkin". Até hoje o modelo é objeto de desejo e um dos itens de maior sucesso de vendas da grife. Uma das bolsas usada pela cantora foi doada recentemente para ser leiloada em um site de vendas internacionais, em prol das vítimas do tsunami no Japão.

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema

últimas matérias

Ver mais