Beleza Extraordinária

Ioga pode reduzir a queda de cabelo? Desvende o mito

  • Descubra se as posições invertidas da ioga melhoram o crescimento dos fios e combatem a queda capilar
Tela cheia
Previous Next
Descubra se as posições invertidas da ioga melhoram o crescimento dos fios e combatem a queda capilar

As brasileiras adoram manter seus cabelos longos e volumosos, e a queda constante dos fios pode se tornar um incômodo. O problema afeta muitas mulheres, e pode ser causado por diversos fatores, como envelhecimento, alterações hormonais ou disposição genética. Para contorná-lo, há alguns métodos garantidos, como tratamentos de controle de queda, e outros alternativos, que não são cientificamente comprovados, como a ioga. Entenda porque a prática da atividade pode ser associada à redução da queda.

"As pessoas perdem em torno de cem fios por dia. Acima disso, podemos considerar que existe uma patologia que pode estar causando uma perda mais acentuada, por dietas muito restritivas, deficiências de ferro, alterações hormonais, como hipotireoidismo ou hiperandrogenismo, ou uso de medicamentos como retinóides e imunomoduladores, ou quimioterápicos", explica a dermatologista Mônica Linhares, da Clínica Espaço Saúde Rio.

Perda de fios é essencial para renovação capilar

Ao nascer, cada indivíduo já possui o número de folículos capilares que terá durante a vida - cerca de 5 milhões em todo o corpo e 100 mil apenas no couro cabeludo -, e os fios seguem um ciclo de nascimento, crescimento, em torno de quatro anos, e queda. Após três meses de regeneração celular, um novo fio começa novamente o processo, de maneira que os cabelos sejam sempre renovados.

Porém, o pico do número de fios se dá por volta dos vinte anos de idade, e a partir de então, começa o recuo, com a diminuição de dois ou três mil fios a cada cinco anos. Quando a mudança capilar é percebida, os cabelos já passaram por um acúmulo de anos de transformações. Ainda que a queda de cabelo seja um processo completamente normal, muitas pessoas se assustam com o problema e procuram por soluções.

"Para impedir ou diminuir a queda é fundamental, primeiramente, descobrir a causa do problema, para então oferecer o tratamento adequado ao paciente. Para isso, todo paciente com queda de cabelos deve ser atendido por um médico especialista, o dermatologista, para que a causa seja devidamente identificada e tratada", explica a dermatologista Renata Marques, da Clínica Dicorp.

Prática de ioga pode ajudar no controle da queda

Os fios crescem dentro de um bulbo capilar, no fundo de um folículo, que produz cabelo constantemente e é responsável pela regeneração celular mais fértil do corpo humano. Em torno disso, criou-se um mito de que a prática de ioga pode melhorar o crescimento dos cabelos e evitar sua queda. A ideia é a de que as posições invertidas enviam mais sangue para a cabeça, o que faz com que o oxigênio fertilize os folículos capilares, por sua vez, melhorando o crescimento dos fios.

Porém, esta teoria não é comprovada cientificamente. "Não há comprovação científica que a posição invertida melhore a oxigenação do couro cabeludo", afirma Renata. "Não há nenhum estudo que comprove que praticar ioga melhore a irrigação capilar e aumente o crescimento dos fios. Nenhuma posição faz crescer cabelo e não existe exercício que trate ou previna a queda de cabelo", completa Mônica.

No entanto, a prática da atividade pode estar associada à redução da queda de outra forma. "A ioga, por proporcionar melhora do estresse físico e emocional, pode ajudar na queda de cabelos por esta causa", explica Renata. "Se a perda capilar for motivada por este fator, a ioga pode ajudar muito", finaliza Mônica.
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação