Beleza Extraordinária

Inspire-se nas variações de coques para o dia a dia e festas

  • O coque "donut" necessita de uma base para criar o formato.
  • O coque banana é uma opção para alongar a silhueta.
  • O coque é uma versão clássica de penteado para casamentos.
  • O coque baixo é romântico e ideal para usar com o véu.
  • As versões mais despojadas do coque alto tem fios soltos.
Tela cheia
Previous Next
O coque "donut" necessita de uma base para criar o formato.
  • O coque "donut" necessita de uma base para criar o formato.
  • O coque banana é uma opção para alongar a silhueta.
  • O coque é uma versão clássica de penteado para casamentos.
  • O coque baixo é romântico e ideal para usar com o véu.
  • As versões mais despojadas do coque alto tem fios soltos.

Práticos e rápidos de fazer, os coques caem bem para todas as ocasiões, além de serem uma boa opção para aqueles dias em que os fios acordam rebeldes, o famoso "bad hair day". Em poucos minutos, é possível fazer o penteado que, além de atual, deixa a nuca livre nos dias quentes sem perder o charme. Os coques podem ser feitos com o auxílio de grampos, elásticos ou simplesmente com o próprio cabelo e em variadas posições: altos, baixos, laterais altos ou baixos, com trança, em formato de banana ou flor, entre outros.

Altos são os mais clássicos

As versões altas são as mais clássicas, deixam o visual elegante e por isso são geralmente usadas para ocasiões formais, como casamentos, festas de 15 anos ou formaturas. Os modelos altos terminados em trança deixam a produção ainda mais requintada.

Para criar um coque alto, bem preso e com fios no lugar, você vai precisar de spray seco, grampos, elástico e pente fino. Para uma versão mais volumosa, separe também um "donut" para cabelo - um acessório em formato redondo e fofo - que servirá de suporte dentro do penteado. É possível substituí-lo por uma esponja envolta em meia calça, ou ainda uma meia comum com algum tipo de enchimento dentro. Vale qualquer coisa que tenha uma certa estrutura para que o penteado não desmanche rapidamente.

Durante o dia, o coque pode vir de uma forma mais despojada, com alguns fios soltos ou mesmo em uma versão mais frouxa, ainda que alta, como o coque bolinha.

Coques baixos são românticos

O coque baixo é um estilo que faz referência aos anos 1920, além de ser uma versão clássica de penteado para casamentos usado principalmente pelas noivas, que também mostram preferência pelo coque lateral, uma vez que harmonizam muito bem com o véu.

As mulheres românticas que querem inovar o clássico podem investir no penteado com uma trança embutida na lateral finalizada em um coque. Esse modelo pode ser usado tanto para festejar em ocasiões que pedem maior produção, como também no dia a dia, para trabalhar ou ir à um balada.

Coque banana alonga a silhueta

Se além de um penteado que não te abandona no meio da festa, uma dica de styling também é bem vinda, aposte no charmoso coque em formato de banana para alongar a silhueta, como explica a consultora de imagem Luana Zabot: "isso acontece porque os coques tipo banana deixam parte do pescoço à mostra e quanto mais pele aparente, maior a sensação de altura".

Acrescente topete, volume e franja

O topete na parte da frente da cabeça, o volume no topo e a franja lateral ou reta, são artifícios que garantem sensualidade e charme a mais na produção. O volume, apesar da referência aos anos 1950, tem um toque de reinvenção e também é uma forma de alongar a silhueta, já que adicionará alguns centímetro à altura normal da mulher.

As franjas deixam qualquer produção mais jovial. Se for usada para o lado, dará suavidade ao rosto feminino, já as retas expressam irreverência e feminilidade. Para investir nesse estilo é recomendado avaliar se o formato do seu rosto está de acordo com o tipo de franja, já que o contrário pode evidenciar traços fortes ou imperfeições na face, além de dar impressão de um rosto mais largo ou muito fino.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!