Beleza Extraordinária

Guia do cabelo sem frizz: aprenda a evitar os fios arrepiados

  • Manter o cabelo hidratado é fundamental para evitar o frizz
Tela cheia
Previous Next
Manter o cabelo hidratado é fundamental para evitar o frizz
  • Manter o cabelo hidratado é fundamental para evitar o frizz
  • Disciplinar o cabelo com frizz.

O frizz é um dos vilões capilares mais temidos das mulheres. Por mais que as armas para combatê-lo sejam muitas, as vezes eles insistem em aparecer e não há uma mulher que já não tenha passado pela experiência de passar o dia com os fios arrepiados. O frizz pode aparecer por diversos motivos : excesso de secador e chapinha, falta de hidratação e até o clima podem contribuir para deixar os fios estáticos. Isso ocorre quando a agressão externa abre as cutículas da fibra capilar e comprometem a estrutura do fio, que fica sem formato e rebelde.

A médica dermatologista especializada em terapia capilar, Inaê Cavalcanti Marcondes Machado explica que o frizz é a repulsão entre um fio e outro, que gera uma pequena carga elétrica natural que pode ser vista a olho nu: são os fios arrepiados. Ela alerta que apesar de natural, o efeito pode ser agravado: "quando o frizz ocorre em excesso, ele pode ser resultado do uso de shampoos com muita química inadequada, e nos casos mais graves, por uso de procedimentos químicos que alteram definitivamente as ligações moleculares do cabelo, como alisamentos", explicou.

Hidratação previne o aparecimento do frizz

Para evitar o frizz, é preciso manter o cabelo hidratado pois a fibra capilar funciona como uma esponja. Se ela está ressecada, acaba tentando absorver a umidade do ambiente e o resultado são os famosos fios arrepiados. Para evitar que isso aconteça, além da hidratação, é importante também evitar expor as madeixas ao calor excessivo de chapinhas e secadores.

Se você é do tipo que não vive sem escova, escolha um termoativo que formará uma película de proteção nos fios, como explica a dermatologista Alessandra Haddad: "É essencial usar protetor térmico nos fios antes do secador ou chapinha, já que o calor desgasta a cutícula dos cabelos, fazendo com que eles quebrem e arrepiem. Outro fator que pode interferir no tratamento é não usar produtos que contém álcool e pH alcalino", ensinou.

Para quem tem cabelos brancos, a hidratação e cuidado devem ser ainda maiores, pois os grisalhos são mais grossos e não têm a emoliência que garante a maciez e previne o fio de ficar arrepiado. O frizz também acontecer pela escolha da sua escova . Invista em pentes de madeira que não produzem eletricidade estática e evitam que os fios fiquem em pé, ao contrário de escovas de metal e plástico.

Produtos e tratamentos ajudam a acabar com frizz

Se os fiozinhos rebeldes ainda cismarem em aparecer, é hora de escolher um arsenal de produtos que ajuradão a combater o efeito. Tenha à mão leave-ins adequados para seu tipo de cabelo: mais leves para os finos ou modeladores para os cacheados. Abuse dos leites de pentear para ajeitar as madeixas ao longo do dia. Reparadores de ponta também podem ser usados no comprimento, mas com cuidado, pois o excesso pode deixar os fios opacos e sem vida.

Inaê Cavalcanti explica que é importante cuidar para que o frizz não se agrave e faça surgir outros danos na fibra capilar: "o frizz intenso já é sinal de dano grave e deve ser considerado uma emergência estética dos cabelos, tratada com hidratações profundas para retardar a quebra dos fios e o surgimento de pontas duplas".

Além dos cuidados diários, a cabeleireira Dilma Baptista ensina que é importante fazer reposições de massa para deixar o cabelo saudável: "é importante investir em tratamentos repositores como o de nanoqueratinização, que conseguem melhorar as cutículas em até 80% na primeira aplicação. Outro tratamento bom para quem sofre com o frizz e gosta de fios lisos é experimentar escovas progressivas como a London, que disciplinam e selam o fio por alguns meses", ensinou.

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!

últimas matérias

Ver mais