Beleza Extraordinária

Gravidez: saiba quais os tratamentos de pele podem ou não podem ser feitos durante o período

  • A gravidez é um período em que é preciso ficar bem atenta aos cuidados com a pele para preservar a saúde das futuras mães e também dos bebês (Foto: Shutterstock)
  • O creme hidratante é um dos produtos mais indicados para as grávidas, pois deixa a pele mais elástica, protege da poluição e previne doenças. Mas é preciso consultar o obstetra e/ou o dermatologista para saber quais os produtos devem ser utilizados (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
A gravidez é um período em que é preciso ficar bem atenta aos cuidados com a pele para preservar a saúde das futuras mães e também dos bebês (Foto: Shutterstock)
  • A gravidez é um período em que é preciso ficar bem atenta aos cuidados com a pele para preservar a saúde das futuras mães e também dos bebês (Foto: Shutterstock)
  • O creme hidratante é um dos produtos mais indicados para as grávidas, pois deixa a pele mais elástica, protege da poluição e previne doenças. Mas é preciso consultar o obstetra e/ou o dermatologista para saber quais os produtos devem ser utilizados (Foto: Shutterstock)

Durante a gravidez, é preciso ficar bem atenta aos cuidados com a pele para preservar a saúde das futuras mães e também dos bebês. Por isso, é comum que surjam algumas dúvidas sobre os tratamentos que devem ser continuados e quais devem ser evitados durante essa época. Para esclarecer diversas questões sobre o tema, a dermatologista Mariana Marteleto do Rio de Janeiro entregou as melhores e piores opções de tratamentos dermatológicos durante a gestação. Confira!

Creme hidratante na gravidez: dermatologista afirma que é fundamental para a saúde da pele

Um dos produtos mais indicados para as grávidas é o creme hidratante, já que esse deixa a pele mais elástica, permitindo que esta estique de forma saudável durante a gestação. No entanto, Mariana afirma que os produtos devem ser usados com cautela, sendo imprescindível consultar o obstetra que acompanha a gestação em conjunto ao dermatologista para indicar os cremes adequados. "A hidratação é extremamente importante neste período, pois além de cuidar da derme, previne o surgimento de estrias", explica a dermatologista. "Porém, o ideal é que a gestante consulte o médico que acompanha a gravidez e também o dermatologista, para que possa ser indicado o creme adequado para o seu tipo de pele".

Saiba quais os cuidados com a pele que devem ou não ser seguidos pelas grávidas 

Para as futuras mães que fazem um tratamento rigoroso contra alguma problema na pele, como acne, manchas, rugas, ou algum tipo de dermatite, Mariana aborda a importância de conversar com o médico que já acompanha a paciente e aponta alguns compostos que não são recomendados durante esse período. "Substâncias como Peróxido de Benzoíla e Ácido Azelaíco, que são comuns para o tratamento de acne e manchas na pele geralmente são liberados durante o período. Já os ácidos retinóicos, usados no tratamento contra manchas e estrias, são proibidos, já que podem afetar a formação do feto", indica a especialista. "A vitamina C pura, que é um composto usado para tratamentos anti-idade, geralmente também pode ser usada sem contra-indicações durante a gravidez."

É preciso redobrar os cuidados com a pele durante os três primeiros meses da gestação

A dermatologista ainda salientou que os três primeiros meses da gravidez representam o período mais delicado da gestação, pois qualquer produto aplicado na pele é absorvido pelo bebê. "Por isso, alguns obstetras optam para uma suspensão total de tratamentos na pele das gestantes durante esse momento. Faço questão de sublinhar que por mais que uma paciente seja constantemente acompanhada por um dermatologista, a palavra final é sempre do obstetra. Portanto, se ele a orientar a fazer uma pausa total nos tratamentos, isso deverá sempre ser seguido", reforçou a especialista.

Temas relacionados
Cicatrização capilar:

o que é e por que apostar? Confira!