Beleza Extraordinária

Estrias: dermatologista explica as causas e tratamentos para melhorar a aparência da pele do corpo

  • Descubra o que são as estrias e quais os melhores tratamentos para eliminar o problema (Foto: Shutterstock)
  • Descubra as diferenças entre as estrias brancas e as vermelhas (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
Descubra o que são as estrias e quais os melhores tratamentos para eliminar o problema (Foto: Shutterstock)
  • Descubra o que são as estrias e quais os melhores tratamentos para eliminar o problema (Foto: Shutterstock)
  • Descubra as diferenças entre as estrias brancas e as vermelhas (Foto: Shutterstock)

Quem sofre com estrias sabe como o problema pode ser incômodo! As marquinhas podem aparecer na adolescência - com o rápido crescimento os seios ou do quadril; na gravidez; ou até quando você aumenta de peso de forma muito repentina. Ora brancas, ora avermelhadas, estas pequenas listras ainda geram bastantes dúvidas entre as mulheres: têm cura? Como se formam? Qual o melhor tratamento para amenizar a sua aparência? Em entrevista ao Beleza Extraordinária, a dermatologista Mariana Marteleto entregou todas as respostas. Confira!

O que são e por que aparecem as estrias?

A pele é como um tecido: ao ser esticada de forma muito brusca e repentina, ela pode rasgar. É isso que acontece quando as estrias aparecem - ao iniciar um estiramento da pele, as fibras de colágeno e elastina podem romper, criando um ferimento na derme, cuja cicatriz é a estria. Segundo a dermatologista, as causas podem ser hereditárias ou não. "A causa das estrias ainda não está totalmente esclarecida, mas já se sabe que fatores genéticos, estiramento mecânico da pele - como por ganho de peso ou gravidez - e fatores hormonais estão relacionados", explicou. 

Estrias brancas e vermelhas: qual a diferença?

Se você sofre com o problema, pode já ter reparado que existem dois tipos distintos: as estrias brancas e as vermelhas ou rosadas. As primeiras são aquelas bem fininhas, geralmente mais suaves ao toque que a própria pele, com um aspecto acetinado - essas são as mais antigas, que já não estão inflamadas. As segundas são as mais recentes, com um fluxo maior de sangue e com processo inflamatório ativo para tentar recuperar as fibras de colágeno e elastina perdidas. 

Melhores tratamentos para estrias 

As estrias ocorrem num nível da pele abaixo da epiderme, onde fica a derme. Assim, para serem tratadas, é importante usar métodos que atinjam essa profundidade. "Os tratamentos mais indicados são as sessões de laser ou até o microagulhamento, que conseguem alcançar esta camada", explicou Mariana. No entanto, ela afirma que procedimentos mais superficiais também podem ajudar, embora não eliminem por completo o problema. "Peelings superficiais e ácidos melhoram o aspecto da pele sobre as estrias, mas não as eliminam, por isso devem ser feitos em alternância com os métodos mais profundos", conta. 

No entanto, enquanto as estrias ainda estão rosadas ou avermelhadas, é mais fácil conseguir amenizar a sua aparência: hidratar bastante a região fazendo massagens ao longo do comprimento com o dedo polegar pode ajudar. Além disso, a médica aconselha a manter sempre a hidratação em dia para prevenir o aparecimento de novas lesões. "Cremes hidratantes são sempre indicados para auxiliar na prevenção", declarou.

Redação: Leonor Militão

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial