Beleza Extraordinária

Estresse, barulho e poluição: descubra como a vida nas grandes cidades afeta a saúde do corpo e da pele e saiba como melhorar os sintomas

  • Entenda como morar em uma cidade grande afeta a sua saúde e saiba o que fazer para melhorar (Foto: Shutterstock)
  •  Estresse, poluição e barulho: saiba como eles afetam o seu corpo (Foto: Shutterstock)
  • As luzes da cidade à noite podem atrapalhar o seu padrão de sono (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
Entenda como morar em uma cidade grande afeta a sua saúde e saiba o que fazer para melhorar (Foto: Shutterstock)
  • Entenda como morar em uma cidade grande afeta a sua saúde e saiba o que fazer para melhorar (Foto: Shutterstock)
  •  Estresse, poluição e barulho: saiba como eles afetam o seu corpo (Foto: Shutterstock)
  • As luzes da cidade à noite podem atrapalhar o seu padrão de sono (Foto: Shutterstock)

O estresse, a poluição e o barulho são a origem de alguns males que parecem afetar a todos os que vivem em cidades grandes - a pele reage, o metabolismo muda e o humor também oscila com facilidade. Não há dúvida que morar em regiões muito urbanizadas tem inúmeras vantagens, no entanto, quem opta pela vida cosmopolita também sente algumas alterações a nível biológico, que nem sempre são tão benéficas. Descubra como a cidade afeta o corpo e saiba como levar uma vida mais saudável sem abrir mão das delícias de morar no centro! 

Propensão à irritabilidade é um dos maiores problemas de quem mora em cidades grandes

É mais que sabido: a confusão e o barulho geram estresse, que pode causar várias oscilações no organismo. Um deles é a atividade da amígdala cerebral, que é muito mais acelerada em centros urbanos do que nos rurais. Ela faz com que você reaja mais rápido e de forma mais intensa a qualquer estímulo externo - muitas vezes levando ao arrependimento depois de "explodir" com o filho, parceiro ou colega de trabalho. 

Oscilação entre ressecamento e oleosidade excessiva causa rugas e espinhas na pele

Além do estresse - que é responsável pela produção do hormônio cortisol que acelera o envelhecimento - a poluição da cidade também altera a aparência da pele. Se por um lado a poeira e as partículas finas podem ser absorvidas pelos poros causando oleosidade, cravos e espinhas, outras substâncias agressivas, como o CO2 libertado pelos canos de escape dos carros, também podem ressecar o rosto, causando o enrugamento da pele ou até o efeito rebote.

Sistema reprodutivo também pode ser afetado com a vida urbana 

De acordo com estudos recentes, as luzes da cidade podem afetar o relógio reprodutivo das mulheres. Mesmo com tudo desligado em casa, as luzes da rua podem fazer com que você durma a meia-luz, o que afeta a produção de melatonina - antioxidante responsável pelo sono e também pela regulação do sistema reprodutivo. Assim, com a falta deste antioxidante, os radicais livres se reproduzem livremente, fazendo com que o seu "relógio biológico" avance mais depressa. Além disso, já foi provado que as luzes LED, presentes em celulares e todo o tipo de eletrônicos, desregulam o organismo humano tendo o potencial de causar câncer, obesidade, infertilidade e vários outros problemas. 

Use o tempo livre para frequentar parques, florestas e outros lugares afastados da urbanização

Além de criar rituais diários que ajudem a diminuir o estresse do seu dia a dia, é importante reservar algum tempo ao final de semana ou nas suas folgas para respirar ar puro e quebrar a rotina. A dica aqui é procurar lugares como parques, bosques ou sítios afastados do centro da cidade e aproveitar para "desligar" da confusão. Faça caminhadas, tome um banho de cachoeira, observe a natureza. Se possível, procure evitar usar celular, tablet ou computador durante esse período de descanso. 

ver mais : Dicas de beleza
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação