Beleza Extraordinária

Espinhas: pesquisa revela que acne pode aumentar riscos de depressão

  • Pesquisa revela que pessoas com acne têm mais risco de desenvolver depressão. Confira os detalhes na matéria! (Foto: Instagram @kayleymelissa)
  •  Um estudo britânico revelou que os riscos de uma pessoa com acne desenvolver depressão é de 18,5%, enquanto uma pessoa sem espinhas tem risco de 12% (Foto: Instagram @ericafmstyle)
  • Para lidar com as espinhas, é importante descobrir as causas das inflamações e começar uma rotina de cuidados com a pele do rosto (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
Pesquisa revela que pessoas com acne têm mais risco de desenvolver depressão. Confira os detalhes na matéria! (Foto: Instagram @kayleymelissa)
  • Pesquisa revela que pessoas com acne têm mais risco de desenvolver depressão. Confira os detalhes na matéria! (Foto: Instagram @kayleymelissa)
  •  Um estudo britânico revelou que os riscos de uma pessoa com acne desenvolver depressão é de 18,5%, enquanto uma pessoa sem espinhas tem risco de 12% (Foto: Instagram @ericafmstyle)
  • Para lidar com as espinhas, é importante descobrir as causas das inflamações e começar uma rotina de cuidados com a pele do rosto (Foto: Shutterstock)

Que as espinhas são um dos fatores para a baixa autoestima, principalmente na adolescência, muita gente sabe. Agora, que elas podem abalar seriamente a saúde mental de jovens e adultos e abrir espaço para depressão, grande parte da população ainda não tem conhecimento.

A hipótese de que a acne pode causar depressão surgiu no começo de 2018 a partir de um estudo feito pelo Jornal Britânico de Dermatologia entre 1986 e 2012: a pesquisa concluiu que os pacientes têm um risco maior de desenvolver depressão e ansiedade em comparação com pacientes que não têm acne - e que os riscos diminuem com o início do tratamento. Saiba os detalhes e aprenda os primeiros passos para tratar o problema. 

Estudo avaliou que pessoas com acne carregam grande carga física e mental  

O estudo acompanhou quase 2 milhões de pessoas no Reino Unido por 15 anos, e o resultado foi o seguinte: as chances de um paciente com acne desenvolver depressão era de 18,5%, enquanto a de um paciente sem acne era de 12%. Isso significa que as espinhas têm um grande impacto não só na pele, mas também na saúde mental de adolescentes e homens e mulheres adultos que também sofrem com a chamada acne adulta. 

Um outro dado da pesquisa ajuda a comprovar a conexão entre acne e o estado emocional: o risco de depressão vai caindo à medida que a pele com acne é tratada, ou seja, os pacientes vão ficando mentalmente mais saudáveis à medida que a pele melhora das temidas inflamações. 

Como tratar a pele com espinha: primeiros passos

O primeiro passo para tratar a acne é identificar sua causa: além dos motivos hormonais, que são bem comuns, as espinhas também podem aparecer por causa de uma alimentação desregulada, falta de limpeza na pele do rosto, medicações e, claro, a genética. Aqui, você pode descobrir 5 causas comuns de espinhas - mas é sempre bom lembrar que a ida ao dermatologista é essencial para o diagnóstico completo!

Em casa, os cuidados certos com a pele do rosto são fundamentais. Confira os mais importantes:

- Limpe a pele de manhã e à noite com um sabonete facial: ele pode ser anti-acne e anti-oleosidade, mas sempre próprio para o rosto.

- Se a sua pele é sensível por causa das inflamações, você pode apostar na água micelar para limpar o rosto, que é mais leve e não contém álcool.

- Use protetor solar todos os dias! É ele que vai proteger sua pele das manchas permanentes e também da acne solar. O item também é fundamental para quem faz tratamentos anti-acne com ácidos!

- Remova a maquiagem todos os dias antes de dormir! Você pode fazer isso com lencinhos demaquilantes, com água micelar ou com um demaquilante específico. Ao dormir de make, os produtos podem entupir e inflamar ainda mais os poros do rosto.

- Se você tem acne adulta, atenção à alimentação! Comidas gordurosas podem aumentar a acne, principalmente no queixo e no maxilar. 

- Aposte em máscaras de argila para amenizar as inflamações: as verdinhas, com poder matificante, absorvem o sebo, limpam os poros e suavizam as acnes. 

Redação: Beatriz Doblas

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação