Beleza Extraordinária

Espinhas inflamadas: como cuidar da pele com as erupções sem piorar o problema?

  • Conheça alguns cuidados necessários na hora de cuidar de espinhas inflamadas (Foto: Instagram @christinanadin)
Tela cheia
Previous Next
Conheça alguns cuidados necessários na hora de cuidar de espinhas inflamadas (Foto: Instagram @christinanadin)

Espinhas inflamadas são um verdadeiro incômodo para qualquer pessoa que precisa lidar com esse problema com frequência. Elas podem aparecer em duas versões, a interna e a externa, e são muito comuns para quem tem pele oleosa. Muitas vezes, o agravamento da situação pode estar ligado à falta de uma boa rotina de skincare.

Mesmo sendo tão comum, ainda existe uma grande quantidade de pessoas que não sabe o que fazer quando uma espinha inflamada surge. Pensando em te ajudar, nós reunimos dicas de como cuidar das espinhas inflamadas internas e externas sem agravar a situação. Confira!

Espinhas inflamadas: o que são e como elas aparecem?

Antes de saber como cuidar de espinha inflamada, é preciso saber identificar o que diferencia um tipo de acne do outro. De maneira geral, as espinhas surgem a partir do acúmulo de secreção nas glândulas sebáceas da pele. A espinha comum é o resultado de um aumento na produção dessas glândulas: isso gera a inflamação e ela sai pelos poros da pele com pus, vermelhidão e, em alguns casos, inchaço. 

A espinha interna, por sua vez, começa com o aumento do tamanho das glândulas sebáceas e tem o acúmulo de secreção retido pela queratina das camadas mais superficiais da pele. É por isso que elas formam carocinhos que, geralmente, ficam na cor da pele, mas podem ser avermelhados ou dolorosos dependendo da intensidade do problema.  

Evite espremer ou mexer nas espinhas inflamadas 

Pode até parecer óbvio, mas não tentar espremer a erupção é uma das principais dicas quando o assunto é como acabar com as espinhas - e, ainda assim, é o primeiro reflexo de muita gente. Isso porque o ato de cutucar ou espremer essas erupções pode resultar em cicatrizes que viram manchas na pele e vão te dar um trabalho ainda maior no futuro. Além disso, esse simples hábito pode ser super perigoso, já que as bactérias existentes nas nossas mãos podem entrar em contato com a região e piorar a inflamação, causando, em alguns casos, um problema mais sério. Deixe que o seu organismo faça o trabalho por você e, enquanto isso, invista em outros cuidados para amenizar o problema. Vale lembrar, também, que casos extremos de espinhas inflamadas, internas e/ou externas, devem ser acompanhados e tratados por um dermatologista.

Investir em uma boa rotina de cuidados com a pele é fundamental para evitar as espinhas inflamadas

Quando se trata de espinha inflamada, uma coisa é certa: manter uma rotina de skincare é essencial. Isso porque as etapas de limpeza, tonificação e hidratação são fundamentais para garantir uma pele saudável. Para evitar que o quadro da inflamação piore, é importante investir em uma boa limpeza da pele sem esquecer da hidratação logo em seguida, ok? A combinação desses dois cuidados é o segredo para controlar a oleosidade e o entupimento dos poros, que são os grandes responsáveis pelo surgimento da espinha inflamada em casos mais leves. Além disso, é importante ficar atenta a escolha dos itens do seu ritual de beleza: produtos à base de óleo devem ser evitados. 

O procedimento de limpeza de pele feito com profissionais ou em casa também é super recomendado para quem tem espinhas inflamadas internas ou externas com frequência. Ele age de forma mais profunda e garante resultados mais duradouros contra o excesso de oleosidade e o desenvolvimento desse tipo de lesão. 

Outra parte muito importante da rotina de cuidados para quem tem esse tipo de problema é a proteção: o protetor solar toque seco deve ser usado para proteger a pele sensibilizada da ação dos raios solares e, também, para evitar as manchinhas que podem ser o resultado de uma grande quantidade de espinhas. 

Inclua a máscara de argila verde na sua rotina para tratar as espinhas inflamadas

Se você é daquelas antenadas nas novidades de skincare, já deve saber que a máscara de argila é uma das queridinhas do momento, certo? Para quem enfrenta o problema de acne com frequência, a mais indicada é a argila verde, que tem entre suas funções o controle de oleosidade que evita o problema e as propriedades cicatrizantes que ajudam a acabar com ele mais rápido. Além disso, ela também dá aquele up na circulação sanguínea, suavizando a vermelhidão em volta das erupções. Mantendo uma rotina frequente de tratamento com esse tipo de produto aliado a outros cuidados, você consegue diminuir a intensidade desse tipo de espinha no seu rosto.

Opte por produtos com ativos que ajudam a manter a pele oleosa mais hidratada  

Na hora de montar a sua rotina de cuidados para combater as espinhas inflamadas, existem alguns ingredientes que são imbatíveis. O ácido salicílico, por exemplo, é o principal deles. Capaz de reduzir a produção de óleo nas glândulas sebáceas, ele é um grande aliado quando o assunto é limpar os poros e controlar a oleosidade. Além dele, o ácido hialurônico também é outro ingrediente-chave que deve estar presente nos seus produtinhos de skincare. Além de prevenir o surgimento de rugas e linhas de expressão, o ativo ajuda a nutrir e hidratar a pele, algo que também combate o escesso de oleosidade. Ou seja: pode apostar nesses componentes sem medo!

Redação: Úrsula Gomes

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação