Beleza Extraordinária

Distúrbios alimentares: psicóloga explica o que é e quais são os tipos mais comuns do problema

  • A anorexia e bulimia são problemas reais e devem ser encarados da forma certa. Saiba como tratar os distúrbios alimentares com as orientações da psicóloga (Foto: Shutterstock)
  • A imagem distorcida do corpo faz parte dos sintomas da bulimia e anorexia nervosas. Entenda mais sobre o assunto na matéria (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
A anorexia e bulimia são problemas reais e devem ser encarados da forma certa. Saiba como tratar os distúrbios alimentares com as orientações da psicóloga (Foto: Shutterstock)
  • A anorexia e bulimia são problemas reais e devem ser encarados da forma certa. Saiba como tratar os distúrbios alimentares com as orientações da psicóloga (Foto: Shutterstock)
  • A imagem distorcida do corpo faz parte dos sintomas da bulimia e anorexia nervosas. Entenda mais sobre o assunto na matéria (Foto: Shutterstock)

Luta contra a fome, visão distorcida do próprio corpo e o constante medo de engordar são alguns dos dilemas diários de quem sofre com a anorexia, bulimia ou outro tipo de distúrbio alimentar. Essa preocupação excessiva com a imagem corporal é caracterizada como um transtorno de ordem psicológica e, segundo a especialista Carolina Serebrenick, merece tratamento intenso com toda atenção possível - tudo em busca do bem-estar do paciente.

"O importante é oferecer espaço para que a pessoa possa falar e encontrar possibilidades de estabelecer uma relação mais saudável com seu corpo e sua alimentação", explica a profissional. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo a matéria para saber como identificar e contornar o problema da maneira certa!

Qual é a diferença entre anorexia e bulimia? Entenda mais sobre os transtornos alimentares mais comuns

Apesar de existirem diferentes distúrbios alimentares, a anorexia nervosa e a bulimia nervosa são os dois tipos mais comuns. A psicóloga conta que as duas doenças são igualmente caracterizadas pelo medo mórbido de engordar -  no entanto, se diferenciam na maneira como os pacientes se comportam para evitar o ganho de peso. 

O que é anorexia nervosa? Essa doença é caracterizada, em geral, por peso abaixo do normal e restrições alimentares. "É muito comum que pessoas que sofrem de anorexia tenham uma imagem distorcida de si mesmos, sempre se enxergando com sobrepeso e travando uma luta pessoal contra a fome", detalha Carolina.

O que é bulimina nervosa? Ao contrário da anorexia, a bulimia é marcada por períodos de compulsão alimentar, logo seguido de momentos para evitar o ganho de gordura. "São comportamentos não-saudáveis para a perda de peso rápida, como a indução do vômito e o uso de laxativos", alerta a psicóloga.

Preocupação exagerada com a balança e distorção da imagem podem ser sinais de alerta

Na hora de identificar o problema, é preciso ter bastante cuidado. Nem toda preocupação com a estética se enquadra como um transtorno alimentar, mas é preciso observar os hábitos e até mesmo os discursos, pois existem gatilhos que merecem atenção.

"Em ambos os casos, aparece, indiscutivelmente, uma distorção da imagem corporal com perturbações graves na forma de vivenciar o peso. Muitas vezes esses são os primeiros sintomas que aparecem em torno da anorexia e bulimina nervosas", atenta Carolina.

Tratamento psicológico, psiquiátrico e nutricional podem ajudar na recuperação das doenças

Definir fatores que poderiam predispor transtornos alimentares seria uma tarefa muito difícil, uma vez que todos são bastante subjetivos. Ainda assim, a psicóloga explica que eles podem ser fruto de questões individuais, familiares e até mesmo culturais. "Em relação a este último, percebe-se que a busca por um padrão estético globalizado tem um papel central no aumento do número de casos", revela.

De todo jeito, a boa notícia é que há solução! Em alguns casos, é preciso unir os tratamentos com psicólogos, nutricionistas e psiquiatras em busca de maneiras para que o paciente se abra e se cure do problema. O primeiro passo é buscar ajuda e, depois, traçar o plano de ação mais adequado para cada um.

Redação: Raquel Carletto

Temas relacionados
Água micelar:

como remover a maquiagem com o produto?