Beleza Extraordinária

Dicas e truques para uma esfoliação mais eficiente

  • Confira as dicas para deixar a esfoliação do corpo e rosto mais eficaz
Tela cheia
Previous Next
Confira as dicas para deixar a esfoliação do corpo e rosto mais eficaz

Um dos maiores segredos para manter a pele do rosto e do corpo sempre iluminada e radiante é a prática de esfoliações regulares. Esfoliar a pele do corpo e do rosto é um hábito de beleza simples e acessível que traz benefícios rapidamente perceptíveis. Porém, existem alguns truques de beleza que tornam a esfoliação ainda mais eficiente e benéfica para a pele. Descubra 11 fatos e dicas desse ritual para uma pele ainda mais saudável:

1) Sua pele esfolia-se naturalmente

Quando você é mais jovem, o processo de renovação celular da pele é ágil e ocorre, mais ou menos, a cada sete dias. Pode parecer mentira, mas já aos 20 anos, a epiderme (que é a camada superficial da pele) inicia uma diminuição de ritmo, fazendo com que a pele comece, levemente, a envelhecer - uma vez que o processo de renovação já ocorre em períodos de tempo um pouco mais espaçados. Quando chega na faixa dos 30, um dos efeitos dessa desaceleração do processo pode ser o acúmulo de pigmentação em algumas áreas (ou seja: o surgimento de algumas manchinhas), além de um ressecamento mais visível da pele.

2) Existem muitos tipos de esfoliantes

Não, não são todos iguais. Os esfoliantes podem vir de várias formas e tamanhos, bem como químicos, naturais e até mesmo eletrônicos. O segredo é escolher o ideal para o seu tipo de pele. Enquanto os químicos possuem opções mais especializadas para cada área do corpo e podem ser facilmente encontrados no mercado, os naturais (ou caseiros) podem ser feitos dentro de casa, com alguns ingredientes que já fazem parte da sua alimentação. Ambos devem ser usados apenas uma ou duas vezes por semana. Já os eletrônicos são, muitas vezes, mais suaves, já que têm a intensidade dos movimentos controlada (ao contrário das mãos e dedos, que podem fazer gestos mais grosseiros), podendo ser usados até três vezes por semana.

3) Os benefícios são infinitos

Tornar a esfoliação um hábito regular produz inúmeros benefícios, tornando a conquista de uma pele radiante apenas uma das consequências. Se feita de maneira correta, ela não apenas remove as células mais antigas, como também estimula a produção de colágeno (o que previne o surgimento das desagradáveis estrias), ameniza manchas, estimula a produção de células novas e ainda deixa a pele pronta para receber aquele bronzeado perfeito de verão.

4) Esfoliar a pele pela manhã pode ser melhor

Esse é um segredinho que pouca gente sabe e pode ser acelerador no processo de obtenção de uma pele radiante e iluminada. A lógica por trás disso é que, durante a noite, a pele sofre um processo natural de reparação e recuperação, tornando a renovação celular muito mais intensa (é por isso também que os dermatologistas recomendam, na maioria das vezes, a aplicação de cremes durante o período noturno). Portanto, esfoliar a pele de manhã é o ideal, uma vez que as células mortas terão se acumulado bastante e devem ser descartadas.

5) Seja gentil com a sua pele

Isso quer dizer: não esfregue a mesma região muitas vezes e também não faça movimentos muito bruscos ou pesados - principalmente se a pele esfoliada for a do rosto, que é a mais sensível do organismo. Existem movimentos certos que tornam a esfoliação ainda mais eficaz e benéfica para sua pele: o ideal é executar gestos circulares e suaves de forma repetitiva, com os dedos úmidos, até que o produto seque. Depois, enxague a região e não se esqueça de hidratar a área.

6) Maquiagem e esfoliação não combinam

Antes de aplicar qualquer esfoliante ou produto de limpeza na pele do rosto, certifique-se de que retirou todos os possíveis resquícios de maquiagem da face. Esfregar a pele com a presença de produtos de make, além de ineficaz (já que a maquiagem dificulta a penetração do esfoliante na pele), pode causar irritações e alergias no rosto. O único momento em que maquiagem e esfoliantes fazem uma boa dupla é na hora da produção do look: fazer uma boa esfoliação antes de aplicar a make deixa a pele limpa, livre de resíduos e células mortas, além de torna-la mais receptível aos produtos, fazendo a maquiagem durar por muito mais tempo.

7) Esfoliar não significa limpar

Uma esfoliação não pode substituir, de forma alguma, a boa e velha limpeza de pele. Para receber o esfoliante a pele deve estar limpa e livre de impurezas para que a renovação celular seja estimulada, de fato. O ideal é fazer a limpeza e a esfoliação depois do banho, quando os poros estão mais abertos por conta do vapor d'água e suscetíveis à ação dos produtos.

8) Se for depilar, cuidado com a esfoliação

É certo que uma boa esfoliação previne o surgimento de pêlos encravados, uma vez que expõe os folículos capilares auxiliando o processo de retirada dos pêlos. Porém, após a depilação, é importante deixar a região descansar por algum tempo, já que a pele estará se recuperando do processo e, portanto, ficará mais sensível do que antes. O intervalo ideal entre as esfoliações é de 3 dias antes e após se depilar.

9) Esfoliação pode ser feita em qualquer parte do corpo

Isso não significa esfoliar o contorno dos olhos ou outras áreas super sensíveis do corpo. Porém, a esfoliação é indicada para quase todos os membros - principalmente os que concentram um maior acúmulo de oleosidade. A zona T (nariz, queixo e testa) são as partes do rosto mais indicadas para essa massagem, enquanto, no corpo, esfoliar coxas, barrigas e nádegas pode prevenir o surgimento de celulites e flacidez (já que intensifica a circulação de sangue). As áreas mais ásperas do corpo, como os joelhos e cotovelos também não devem ser ignoradas. Não se esqueça de aplicar um hidratante ao término de cada esfoliação.

10) Existem formas alternativas de esfoliação

Caso não queira utilizar um produto esfoliante específico, existem outras várias formas de promover uma renovação celular para conseguir uma pele bonita. Usar bucha vegetal uma ou duas vezes por semana na hora do banho ajuda a conseguir uma pele mais macia, mas atenção: utilize-a apenas no corpo; esse tipo de esponja é contra-indicado para a região do rosto. Produtos dermatologicamente indicados, com ácido glicólico em sua composição, também promovem uma espécie de peeling que remove as camadas antigas e danificadas da pele, sem, necessariamente, esfregá-la.

11) Esfoliar demais pode produzir oleosidade extra

Se a sua pele é acnéica ou oleosa, não pense que esfoliações em excesso podem fazer manchas desaparecerem ou reduzir o acúmulo de óleo no rosto; elas, provavelmente, farão o oposto. Ao perceber que a pele está ficando muito seca, o organismo tonifica a produção de sebo para recuperar sua barreira de proteção natural. O resultado: uma pele ainda mais oleosa e, consequentemente, mais propensa ao surgimento de cravos e espinhas. Por isso, vá com calma na hora da esfoliação, não ultrapassando uma ou duas massagens esfoliantes por semana.

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema