Beleza Extraordinária

Dica do Proença: é possível saber como ficará a cor do cabelo antes de pintar?

  • Confira dicas do hairstylist Marcos Proença para conseguir atingir a cor desejada nos cabelos
Tela cheia
Previous Next
Confira dicas do hairstylist Marcos Proença para conseguir atingir a cor desejada nos cabelos

As idas ao cabeleireiro ao longo da vida são muitas. Independente da razão - seja para fazer manutenção do corte, retocar a cor, fazer uma hidratação ou apenas aparar as pontas - todas as mulheres já devem ter pensado alguma vez em mudar o tom dos cabelos ou tiveram curiosidade de saber como ficariam com uma cor mais ousada, clara ou escura, nas madeixas. Porém, nem sempre o tom escolhido surte o efeito desejado: por vezes, o resultado não sai igual ao que a embalagem do produto promete, a cor não combina muito bem com o tom de pele, entre outras complicações. Portanto, como prevenir futuras frustações e atingir o resultado esperado?

Busque muitas referências

Antes de pintar as madeixas, tenha em mente o que você realmente quer e conheça bastante a cor escolhida: "busque muitas imagens de referência. Os profissionais usam as referências para se aproximarem ao máximo do desejo da cliente", conta Marcos Proença. O cabeleireiro favorito de estrelas, que já realizou mudanças capilares em Fernanda Paes Leme e "platinou" atrizes como Carolina Dieckmann e Giovanna Ewbank, revela que, com a ideia consolidada, é mais fácil achar fotos com o resultado desejado facilitando, assim, a compreensão do cabeleireiro para atender ao desejo da mulher.

Conheça bem a si mesma

Qual é a cor natural dos seus fios? Sua pele é quente ou fria? Qual a sua rotina de beleza? Que tipo de personalidade você tem? Conhecer a si mesma pode ser determinante para o sucesso ou fracasso de uma mudança no visual. Mudar o tom dos fios apenas por impulso ou porque viu alguma celebridade com a cor e gostou pode ser apenas um desejo momentâneo de renovar a imagem no espelho - o que, mais tarde, tem grandes chances de se transformar em arrependimento.

Por isso, é necessário entender qual a matiz da sua pele para investir em tons que se harmonizem com ela. A imagem dos cabelos também pode influenciar desde a ideia que você passa para os outros, até mesmo à noção que faz de si mesma, uma vez que dependem profundamente da personalidade de cada pessoa.

Invista no visagismo

Criada na década de 1930, a técnica do visagismo utiliza alguns elementos de harmonia e estética para criar uma imagem personalizada do cliente baseando-se em sua própria identidade. Tópicos - como proporções, formato do rosto, tipo e textura do cabelo, personalidade e a rotina de cada pessoa - são levantados para ajudar a revelar os melhores traços de cada um e disfarçar seus pontos fracos. O estilo das madeixas precisa corresponder ao temperamento, à imagem que a pessoa quer passar aos outros e ao objetivo estético que almeja alcançar.

Cada cabelo tem as suas particularidades

Tenha em mente que os cabelos são diferentes uns dos outros e, por isso, os resultados também o serão. "Quando falamos de cor, mesmo com as referências a mão, o resultado será sempre único em cada mulher. Isso porque cada cabelo revela nuances diferentes", explica Marcos Proença. Cabelos mais grossos podem absorver menos tinta; outros, quando descoloridos, tendem a "abrir" tonalidades mais claras; em alguns, os tonalizantes e tintas sem amônia podem simplesmente não "pegar" a cor, entre outros casos.

"O bom profissional colorista observa a mudança da cor durante o processo e consegue chegar no tom desejado", diz o hairstylist. Assim, é essencial ter afinidade e abertura com o profissional para conversar e tirar dúvidas antes de fazer qualquer mudança e evitar, assim, arrependimentos futuros.

Temas relacionados
Água micelar:

como remover a maquiagem com o produto?