Beleza Extraordinária

Dica do Proença: como escolher o tom ideal para seu cabelo?

  • Marcos Proença explica que para escolher a cor ideal de cabelo, é preciso prestar atenção no tipo de pele
Tela cheia
Previous Next
Marcos Proença explica que para escolher a cor ideal de cabelo, é preciso prestar atenção no tipo de pele

Antes de se inspirar na cor do cabelo das famosas ou se jogar em uma tendência mais ousada, como a de mechas coloridas, é preciso saber se a coloração combina com sua pele e seu estilo de vida. Se a opção é por um look capilar monocromático, é preciso pensar sobre os retoques mensais e como a tinta pode fragilizar os fios, o que exige cuidados especiais para recuperar a fibra capilar. Para mudanças mais sutis, o ideal é pensar sobre luzes nos fios, com técnicas como o ombré e as mechas californianas, que transformam o visual e não pedem tantos processos de retoque e cuidado.

Proença: "uma regra simples é analisar o seu tom de pele"

Marcos Proença, beauty expert da L'Oréal Paris e cabelereiro das estrelas, ensina que para achar o tom ideal é preciso levar em conta alguns fatores para conseguir madeixas que combinem e destaquem a beleza da mulher: "uma regra simples é analisar o seu tom de pele. Morenas e bronzeadas ficam bem com tons quentes com tonalidades douradas. Peles mais brancas ficam melhores com acobreados, platinados e loiríssimos. O cabeleireiro colorista é sempre a pessoa mais indicada para ajudar na escolha de um tom de cabelo. Ele saberá, por exemplo, te dizer se o seu fio está saudável e avaliar seu tom natural e as possibilidades de nuances", explicou.

A técnica que Proença ensina tem a ver com o tipo de pele, fria ou quente, que pode guiar a escolha de tonalidade e nuances a partir de características da cútis como a cor das veias e o tipo de bronzeado. Com ela é possível conseguir tanto uma transformação sutil quanto radical, como um clareamento e uma mudança de estilo, procedimentos que rejuvenescem o visual.

A importância do teste de mecha

Além de apontar possíveis incompatibilidades, o teste criado por Eugène Schueller, fundador da L'Oréal, pode ajudar na escolha do tom. Se ainda houver receio quanto ao resultado final da cor escolhida, testar em uma mecha mostra como a tonalidade irá reagir no cabelo e dá uma ideia de como a mudança nas madeixas ficará.

Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação