Beleza Extraordinária

De que forma os hormônios podem alterar os cabelos?

  • Alterações hormonais como as que ocorrem durante a gravidez modificam a aparência dos cabelos
Tela cheia
Previous Next
Alterações hormonais como as que ocorrem durante a gravidez modificam a aparência dos cabelos

Hormônios são substâncias químicas que transferem informações e instruções entre as células, em animais e plantas. São considerados "mensageiros químicos" do corpo e regulam diversas funções no metabolismo. O desequilíbrio na produção e distribuição dos mesmos pode resultar em interferências nas atividades organizadas. Os cabelos não ficam de fora dessa turbulência hormonal e, segundo a endocrinologista Juliana Elmor, diversos hormônios podem estar envolvidos na queda dos cabelos: "o principal deles é a dihidrotestosterona (DHT) um androgênio, produzido a partir da testosterona com efeito direto no folículo piloso via ligação com seus receptores", explica.

São muitas as fases de mudanças bruscas hormonais durante a vida, como a puberdade na adolescência – fase dos piques hormonais – a gestação e a menopausa. Os cabelos reagem a cada mudança e modificam características como textura, volume e aparência. Cabelos rebeldes, ressecados, desidratados, armados e difíceis de pentear, podem ter sofrido com o estresse provocado pela falta ou pelo excesso de hormônios.

Madeixas durante a gravidez e a penugem dos bebês

Durante o período de gravidez, os fios tendem a ficar mais fortes, já que há uma quantidade muito maior de estrogênio e progesterona do que de testosterona. Já no pós-parto é muito comum que os fios caiam em grande quantidade. Juliana esclarece: "há uma queda abrupta destes hormônios após a gravidez e com isso pode haver aceleração da queda capilar. Não há tratamento específico, com o passar do tempo o equilíbrio hormonal volta e os fios crescem novamente".

Além disso, o estresse estimula a glândula suprarrenal a formar o hormônio cortisol que age no couro cabeludo e faz os cabelos caírem. O aumento do cortisol também deixa o couro cabeludo mais oleoso e com dermatite seborréica, o que também pode ocasionar queda.

Ao nascer, o cabelo do bebê ou "lanugem" é fino e sem pigmento. Os fios começam a crescer com mais vigor a partir do quinto mês de vida até serem substituídos pela "penugem". Durante a adolescência, as influências hormonais modificam a textura e o aspecto dos fios, especialmente quando se fala do aumento de volume e ondulações mais rebeldes. Ao chegar na fase adulta, perdem parte do volume e ficam mais finos. A partir dos 50 anos, período de menopausa e andropausa, os cabelos ficam mais finos e retornam à origem.

ver mais : Dicas de cabelos
Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema

últimas matérias

Ver mais