Beleza Extraordinária

Cronograma capilar: passo a passo da hidratação, nutrição e reconstrução para recuperar os fios

  • O teste de porosidade é o primeiro passo para definir o seu cronograma capilar (Foto: Instagram @paolaalberdi)
  • O cronograma capilar é a melhor forma de garantir a saúde dos seus cabelos (Foto: Instagram @curlswithapromise)
  • Quem faz trataments químicos nos fios precisa dar uma chance para o cronograma capilar (Foto: Instagram @salsalhair)
Tela cheia
Previous Next
O teste de porosidade é o primeiro passo para definir o seu cronograma capilar (Foto: Instagram @paolaalberdi)
  • O teste de porosidade é o primeiro passo para definir o seu cronograma capilar (Foto: Instagram @paolaalberdi)
  • O cronograma capilar é a melhor forma de garantir a saúde dos seus cabelos (Foto: Instagram @curlswithapromise)
  • Quem faz trataments químicos nos fios precisa dar uma chance para o cronograma capilar (Foto: Instagram @salsalhair)

A técnica do cronograma capilar é o exemplo clássico de coisas que sempre foram necessárias, mas ninguém sabia até que surgiram. Intercalar tratamentos que atendem a todas as necessidades das suas madeixas é tudo o que ele precisa para crescer saudável, forte e, por consequência, ficar lindo. O cronograma capilar vai variar de acordo com o seu tipo de cabelo e com os processos a que ele é submetido no dia a dia, mas o passo a passo dos tratamentos não varia: descubra, aqui embaixo, como você pode fazer para melhorar a saúde dos seus fios! 

Descubra o estado do seu cabelo antes de definir o cronograma capilar

Antes de começar a fazer o cronograma capilar, o ideal é que você analise o estado do seu cabelo para definir de qual tratamento ele precisa mais. Um ótimo truque para descobrir isso é o do teste de porosidade: você só vai precisar de um copo com água e alguns fios de cabelo. Coloque o cabelo na água e fique observando como ele vai se comportar:

1) quando o cabelo afunda, é sinal de alta porosidade, ou seja: suas madeixas estão com as cutículas permanentemente abertas e, por isso, não conseguem reter nenhum tratamento. Geralmente, o cabelo fica assim depois de processos químicos e de ferramentas de calor em excesso. Na aparência, esse cabelo costuma estar visivelmente danificado e fraco. O que ele precisa, agora, é da reconstrução;

2) quando o cabelo fica no meio do copo, a porosidade está normal, ou seja: as cutículas não estão nem muito abertas, nem muito fechadas. Apesar de ser considerado saudável, esse cabelo pode estar com danos internos que deixam os fios quebradiços e sem brilho. Nesse caso, a nutrição é do que ele precisa mais;

3) quando o cabelo boia, a porosidade do fio está muito baixa — sinal de que as suas cutículas estão completamente fechadas e não deixam nenhum tipo de tratamento penetrar na fibra capilar. Nesse estágio, é comum que o cabelo tenha a aparência ressecada, com frizz e, em alguns casos, até mesmo com pontas duplas. No cronograma capilar, o ideal é priorizar a hidratação.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Melody Acevedo (@melodyslife) em

Saiba como organizar o seu cronograma capilar de acordo com as necessidades do seu cabelo

Depois de saber mais sobre o estado do seu cabelo com o teste de porosidade, é necessário estabelecer a ordem de tratamentos para equilibrar a porosidade e a saúde das suas madeixas. Assim:

1) quem precisa de reconstrução por causa da porosidade alta pode repetir o processo uma vez por semana até a recuperação dos fios. Ao mesmo tempo, intercale as etapas de hidratação e nutrição para que você sempre faça um de cada por semana. Depois de quatro semanas, refaça o teste de mecha e, se o cabelo tiver atingido o nível de porosidade média, mude a rotina de cuidados;

2) se o seu cabelo está com a porosidade média e a etapa principal é a nutrição, o ideal é que você comece as quatro semanas com ela. Na primeira e na terceira semana, você vai fazer uma hidratação e outra nutrição. Nas outras duas semanas, você vai encaixar uma reconstrução capilar e outra nutrição — assim, as reconstruções vão ter um intervalo de duas semanas entre cada uma;

3) as donas de cabelos com porosidade baixa precisam priorizar as hidratações na rotina de cuidados e, por isso, a rotina fica ainda mais simples. Nas semanas ímpares (a primeira e a terceira), faça duas hidratações e uma nutrição, nessa ordem. Na segunda semana, intercale os dois processos (hidratação - nutrição - hidratação). Na última, para fechar, substitua a última hidratação por uma reconstrução, mas atenção: é importante que a reconstrução seja a última etapa do mês para que não feche ainda mais as cutículas. 

A melhor forma de fazer cada um dos tratamentos do cronograma capilar 

Com a correria do dia a dia, encaixar três tratamentos capilares numa mesma semana pode ser um pouco complicado, mas com as adaptações certas, você consegue cuidar das madeixas sem perder muito tempo. O ideal, antes de tudo, é escolher a máscara de tratamento ideal para cada etapa. A de reconstrução precisa ter queratina; já a de nutrição, deve ter como base algum óleo; a de hidratação, por fim, pode ser derivada de qualquer ingrediente que não seja um desses dois. Se você tiver tempo, realize o ciclo completo de tratamento, dando uma pausa de 20 a 30 minutos de ação. Caso contrário, deixar de 3 a 5 minutos no banho já ajuda bastante. A nutrição ainda pode ser substituída por óleos naturais através da umectação — basta aplicar no comprimento do cabelo, deixar agindo e lavar normalmente depois. Os óleos também podem ser misturados com as máscaras de hidratação e reconstrução para potencializar o efeito dos tratamentos de acordo com a necessidade dos fios. 

Redação: Ariel Cristina Borges

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais