Beleza Extraordinária

Cravos brancos e pretos: entenda as diferenças e saiba como como cuidar da pele acnéica

  • Você sabe as diferenças entre os cravos brancos e pretos no rosto? Descubra e saiba como cuidar (Foto: Shutterstock)
  • Para prevenir o surgimento dos cravos brancos e pretos, é importante ter a limpeza de pele em dia (Foto: Shutterstock)
  • Lavar o rosto de manhã e à noite com sabonete, gel-creme ou água micelar é essencial para combater os cravos (Foto: Shutterstock)
Tela cheia
Previous Next
Você sabe as diferenças entre os cravos brancos e pretos no rosto? Descubra e saiba como cuidar (Foto: Shutterstock)
  • Você sabe as diferenças entre os cravos brancos e pretos no rosto? Descubra e saiba como cuidar (Foto: Shutterstock)
  • Para prevenir o surgimento dos cravos brancos e pretos, é importante ter a limpeza de pele em dia (Foto: Shutterstock)
  • Lavar o rosto de manhã e à noite com sabonete, gel-creme ou água micelar é essencial para combater os cravos (Foto: Shutterstock)

Quem tem a pele oleosa e com tendência a acne costuma também apresentar cravos, que geralmente são escuros. Mas além deles, que já são conhecidos das mulheres, existem também os cravos brancos, que de acordo com a dermatologista Gabriella Albuquerque, são os comedões fechados e cobertos por queratina. Entenda as diferenças entre os a problemas e descubra o melhor tratamento para cada um!

Cravos brancos também são causados pelo acúmulo de oleosidade na pele

De acordo com a dermatologista Gabriella Albuquerque, os cravos brancos, assim como os pretos, são bem comuns nas donas de pele oleosa ou mista, quando o excesso de óleo se concentra na testa, no nariz e no queixo. "Ao contrário dos cravos abertos, que ficam escurecidos por conta das impurezas e resíduos celulares, eles são fechados por serem recobertos por queratina, e se formam dentro da pele, por acúmulo de óleo", explicou a especialista "Por isso, uns são pretos e outros são brancos".

Cravos brancos podem ser confundidos com miliums

Os cravos brancos podem ser facilmente confundidos com os miliums, que de acordo com a dermatologista, são pequenos cistos que surgem na pele, mas que não têm relação com acne. Já que os miliums não podem ser "espremidos", é superimportante não tentar extrair qualquer pontinho branco, sob o risco de poder machucar a pele. O ideal é procurar um dermatologista para confirmar a origem da imperfeição, e só então, remover com extrator de cravos ou peelings no próprio consultório. 

Como remover os cravos brancos e pretos em casa?

Os cravos também podem ser retirados em casa, com uma limpeza de pele correta e cuidadosa para não transformar os comedões em acnes ou cicatrizes permanentes na pele. De acordo com a dermatologista Gabriella Albuquerque, os cravos brancos devem ser tratados com produtos específicos. "Cremes a base de peróxido de benzoíla, ácido retinóico, adapaleno ou ácido salicilico são os mais indicados", explicou a especialista.

Já os cravos escuros podem ser facilmente removidos após uma vaporização, que ajuda a amolecer os comedões e facilita a extração - mas sempre com a pele muito bem higienizada.

Como evitar cravos brancos e escuros na pele? 

Melhor do que tratar dos cravos, é preveni-los! E por isso, a limpeza profunda é essencial, já que a pele oleosa costuma acumular óleo em seus poros, além de impurezas que podem se transformar em acnes. A dica principal é lavar o rosto pela manhã e também à noite, antes de dormir, com um sabonete ou gel de limpeza específico para pele oleosa e acneica. Também vale incluir na rotina de cuidados com a pele uma máscara facial anti-cravos e um esfoliante, para controlar a oleosidade da pele e remover as células mortas. 

Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema