Beleza Extraordinária

Corte pixie: confira as 6 questões que deve se perguntar antes da transformação

  • Antes de se submeter à transformação radical, existem alguns pontos que deve analisar. Saiba quais são!
Tela cheia
Previous Next
Antes de se submeter à transformação radical, existem alguns pontos que deve analisar. Saiba quais são!

Apesar dos fios bem curtinhos já dominarem a lista de maiores tendências em cortes, nem todas as mulheres conseguem reunir coragem para adotar o novo visual. Seja pelo visual descolado e moderno que só ele entrega, ou pela sua praticidade, adotar o corte pixie pela primeira vez sempre requer uma boa dose de determinação. Mesmo depois de tomar a decisão, é importante levar em conta 6 questões essenciais. Confira!

1. Sente-se preparada para a mudança radical?

A primeira pergunta a se fazer é se sente preparada para a mudança. O pixie cut é um dos mais drásticos, especialmente para quem sempre teve cabelos longos e é essencial ter uma preparação psicológica antes de se sentar na cadeira do salão. Antes de agendar o corte, é importante reunir o máximo de inspiração possível, para que não haja margem para dúvidas ou erros. Estipule muito bem o estilo de pixie que mais gosta e leve várias imagens de referências para o salão, para se certificar de que o profissional entende o caminho que pretende seguir. 

2. Qual o motivo pelo qual você quer cortar os fios?

Ter uma razão sólida também é muito importante para que não haja arrependimentos mais tarde. Escolher um corte por exclusão de partes ou mesmo com a cabeça quente - depois de um término de relacionamento, demissão do emprego, discussão familiar - nunca é uma boa ideia; é fundamental conhecer os seus motivos e analisá-los antes da mudança.

3. Esse estilo favorece o seu rosto?

No entanto, nem todos os formatos de rosto ficam favorecidos com um corte pixie. Enquanto as donas de face oval, redonda e triangular ficam bem com o estilo, quem tem um rosto quadrado ou um maxilar muito marcado deve preferir um curto de aspecto mais suave e com mechas um pouco mais compridas, para dar um ar mais equilibrado aos traços. Existem vários estilos curtos tão práticos quanto o famoso o joãozinho, mas que deixam o visual mais suave para estes formatos faciais. 

4. Qual a frequência adequada para aparar o corte?

Para manter um corte pixie sempre bonito, é essencial que ele esteja bem aparado, e isso significa fazer uma visita ao salão a cada três semanas. Muitas mulheres podem não ter este tipo de disponibilidade, e por isso é muito importante avaliar este quesito antes da transformação.

5. Em que ferramentas e produtos terá que investir?

Na hora de cortar os fios, é importante conversar com o seu cabeleireiro sobre os investimentos que precisa fazer para manter o corte. Provavelmente, o babyliss de 3cm que já possui não fará grande diferença nos fios curtinhos, e o ideal será comprar um mais fino; o pente e escova também devem ser diferentes dos que usa para cabelos longos. Os produtos de styling também fazem toda a diferença: o gel e a pomada serão seus novos grandes aliados e é importante ter uma noção das fórmulas mais adequadas para o seu tipo de fio.

6. E se não gostar do resultado? 

Por mais negativista que possa parecer, uma realidade é que o cabelo pode não ficar como imaginou. Em qualquer corte, por mais cuidados que se tenha antes de se submeter à tesoura, sempre existe uma margem para erro, e é possível não gostar do resultado. É essencial estar preparada para o que possa dar errado: mais do que isso, é preciso saber que para que o cabelo volte a ficar com o mesmo comprimento, pode levar meses e até anos. Por isso, sempre tenha na manga alguns penteados práticos e acessórios para variar o cabelo solto.

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais