Beleza Extraordinária

Corte em degradê: confira detalhes do estilo que garante mais movimento e leveza aos cabelos

  • O corte em degradê é a opção ideal para quem quer cabelos com mais movimento
Tela cheia
Previous Next
O corte em degradê é a opção ideal para quem quer cabelos com mais movimento

O corte em degradê é a opção ideal para as mulheres que querem renovar as madeixas sem recorrer à uma mudança drástica, já que ele tem o benefício de distribuir o volume e deixar os cabelos com mais movimento sem que seja necessário fazer grandes alterações no comprimento. Para ajudar quem está pensando em testar um novo visual sem radicalizar apostando nos curtinhos, conversamos com o hair expert Marcos Proença para esclarecer todas as dúvidas sobre esse estilo de corte que pode beneficiar o volume de fios lisos e cacheados. Confira os detalhes! 

Corte em degradê dá mais volume aos cabelos finos e evita o "efeito pirâmide" nos cacheados

De acordo com o hair expert Marcos Proença, o corte em degradê é a cara das brasileiras por garantir um visual mais despojado para as madeixas: "O corte é super indicado, porque revela o movimento do cabelo, distribui o volume e dá leveza aos fios, fazendo a mulher ganhar um ar mais casual", explica. Para as donas de cabelos mais ralos que sonham com mais volume, o corte é a melhor maneira de resolver o problema por deixar os fios com um aspecto mais encorpado; já para as mulheres de cabelos cacheados, naturalmente mais volumosos, o grande benefício do degradê é evitar o indesejado efeito pirâmide: "O corte faz com o que cabelo cacheado ganhe um desenho mais orgânico, fugindo, assim, do efeito pirâmide", esclarece Proença. 

Quantidade de camadas define o tamanho do degradê 

Para quem tem curiosidade de saber como o corte é feito, o profissional explica o procedimento: "Dividimos todo o cabelo em mechas e cortamos levantando os fios. Quanto mais alto eles forem colocados, maior será o número de camadas e, consequentemente, maior o degradê", aponta. Outra recomendação de Marcos Proença é optar pelo corte a seco para fugir dos erros na hora de dar forma às madeixas: "Prefiro cortar a seco porque visualizamos a realidade do cabelo. Os fios molhados podem enganar", adverte. 

Franja deve ser escolhida de acordo com o estilo pessoal e efeito desejado 

Na hora de escolher a franja para dar o toque final ao degradê, é preciso considerar o gosto pessoal e, principalmente, o resultado que se espera com o corte. A franja mais curtinha, por exemplo, é a escolha ideal para as donas de fios lisos que querem uma mudança mais marcante; já a franja média, que fica na mediação entre olhos e nariz, é a opção mais versátil, pois pode ser usada de duas maneiras: cobrindo a testa ou jogada para a lateral. A longa, por sua vez, é a escolha mais segura para quem não quer arriscar um corte muito inovador e não quer perder tempo na hora da arrumação dos cabelos - situada entre a boca e o queixo, ela garante ainda mais leveza ao corte. 

Segundo o hair expert, o segredo para evitar surpresas indesejadas na hora de cortar a franja é diminuir o comprimento aos poucos: "Aconselho diminuir a franja aos poucos para a cliente ir sentindo o caimento. Se necessário, corto mais", conta. 

Finalização pode variar de acordo com o momento 

Uma das dúvidas recorrentes de quem quer arriscar o corte é sobre a melhor maneira de finalizar os fios para garantir um acabamento bonito sem precisar recorrer à escova frequentemente. Para Proença, a escolha de produtos específicos pode variar de acordo com o momento da cliente: "No dia a dia, recomendo usar produtos anti-frizz. Para os dias de festa, recomendo as texturizações com finalizadores que garantem mais corpo aos cabelos", indica. Com os cabelos escovados, a dica é apostar em produtos que garantam o efeito liso por mais tempo

ver mais : Cortes de cabelos
Temas relacionados
Cabelos danificados têm solução?

Descubra qual é o melhor shampoo para esse problema

últimas matérias

Ver mais