Beleza Extraordinária

Como tirar espinha interna? Saiba o que fazer para se livrar da inflamação no rosto

  • Pode espremer espinha interna? Saiba como lidar com o problema com as dicas da matéria (Foto: Instagram @delphimichanu)
  • Saiba como cuidar de uma espinha interna com os cuidados certos no dia a dia (Foto: Instagram @christinanadin)
  • O cuidado com a espinha interna deve ser redobrado para que o problema não fique ainda mais evidente no rosto (Foto: Instagram @musesuniform)
Tela cheia
Previous Next
Pode espremer espinha interna? Saiba como lidar com o problema com as dicas da matéria (Foto: Instagram @delphimichanu)
  • Pode espremer espinha interna? Saiba como lidar com o problema com as dicas da matéria (Foto: Instagram @delphimichanu)
  • Saiba como cuidar de uma espinha interna com os cuidados certos no dia a dia (Foto: Instagram @christinanadin)
  • O cuidado com a espinha interna deve ser redobrado para que o problema não fique ainda mais evidente no rosto (Foto: Instagram @musesuniform)

Que uma espinha interna inflamada é pra lá de inconveniente, ninguém pode negar... mas sabe aquela vontade de de espremê-la do rosto a qualquer custo? Pode não ser a melhor ideia - e, pior, a chance de que isso atrapalhe ainda mais o processo de cicatrização é bem grande!

Mas afinal de contas, o que fazer quando uma acne inflamada aparece? Por que não pode remover o pus? Continue lendo a matéria e tire todas as suas dúvidas sobre o que é e como tratar a espinha interna!

O que é a espinha interna?

As espinhas internas são aquelas que acontecem numa camada mais profunda da pele - por isso não ficam com aquela pontinha branca visível como nas espinhas externas. Justamente por não irem "para fora" do rosto, tudo que se pode ver é o inchaço e vermelhidão na região inflamada. 

O que causa: o que faz uma espinha ser interna é o entupimento do poro. O que acontece é que as células mortas e impurezas presas nesse buraquinho bloqueiam a passagem do sebo, formando uma espécie de rolha pelo canal que a secreção deveria sair.

Pode espremer espinha interna? Entenda os riscos de mexer no rosto inflamado

Ao contrário do que muita gente pensa, forçar a saída da espinha interna não vai ajudar na aparência do rosto. Uma vez que essas espinhas não têm abertura para o lado exterior do rosto, o pus não sairá tão facilmente e a força do aperto vai resultar apenas em hematomas na pele.

Além disso, ainda existe o risco de espremer a espinha a ponto de espalhar as bactérias da inflamação pela corrente sanguínea - e isso é bastante arriscado já que a zona T e as bochechas têm conexões com vasos que irrigam o cérebro.

Ou seja, cutucar a espinha interna pode atrasar o processo de cicatrização, piorar a aparência do problema e, de quebra, causar outras infecções ainda mais graves pelo corpo. Melhor não arriscar, né? 

Como acalmar a pele e amenizar a espinha no rosto: veja as melhores medidas para eliminar o problema

É bem provável que com o tempo a espinha diminua e suma do rosto sozinha, mas existem algumas maneiras de acelerar o processo e se livrar dessa inflamação. Quer saber quais? As principais são:

- Aplicar uma compressa de gelo na região afetada, por 5 minutinhos para diminuir o inchaço e dor na região;

- Lavar o rosto com sabonete de rosto para pele oleosa, para desobstruir os poros e limpar a pele das impurezas;

- Usar hidratante facial de fórmula leve diariamente, para que a pele não tente compensar o ressecamento produzindo mais oleosidade;

- Apostar na máscara de argila verde, que é específica para acalmar e reequilibrar peles oleosas e acneicas;

- Evitar o uso de maquiagem por alguns dias, para não entupir ainda mais os poros e causar mais problemas;

- Procurar um dermatologista, caso a espinha persista, para cuidar da situação com antibióticos específicos sem manchar a pele.

Redação: Raquel Carletto

Temas relacionados
Retoque de raiz:

Descubra qual é a sua cor de Magic Retouch!