Beleza Extraordinária

Cabelos envelhecidos: Saiba identificar e combater o problema

  • Cabelo branco não é o único fator de envelhecimento dos fios, o comprimento muito longo também pode significar certo "desgaste"
Tela cheia
Previous Next
Cabelo branco não é o único fator de envelhecimento dos fios, o comprimento muito longo também pode significar certo "desgaste"

Ao contrário do que se pensa, o sinal de envelhecimento capilar não está ligado somente àqueles incômodos fios brancos que surgem por volta dos 30 e poucos anos, este é apenas o primeiro sintoma, o tal envelhecimento do fio vai bem além. O processo começa normalmente a partir dos 40 anos, quando depois de um ou outro fio branco, o cabelo passa por transformações na textura. De grosso, torna-se fino e ralo, por conta do diâmetro do fio, que começa a diminuir e aumenta a tendência a ficar ressecado, quebradiço e seco.

O ácido hialurônico é responsável pela hidratação do couro cabeludo e atua no preenchimento dos poros dos fios. Com o avanço da idade, a produção dessa substância diminui. Assim como a pele, o envelhecimento pode ser percebido na sua textura e opacidade. A elasticidade dos fios é garantida através da produção de glândulas sebáceas no couro cabeludo, que se tornam mais secas e com uma menor camada protetora.

Como saber se seu cabelo está envelhecido?

Cabelos envelhecidos não são somente reconhecidos pela ausência de cor. O grau de envelhecimento dos fios também pode ser medido pelo comprimento do cabelo, mas não possui nenhuma relação com a idade da mulher. O raciocínio é o seguinte: quanto maior for o fio, mais velho ele é, ou seja, a ponta está recebendo todos os efeitos do sol, do banho, da água quente, da escovação há mais tempo que os fios mais novos. Levando em conta que o cabelo cresce um centímetro por mês, um fio considerado médio possui aproximadamente 36 centímetros e já nasceu há três anos.

Dicas para prevenir o envelhecimento dos fios

Ao longo do tempo, o cabelo tende também a perder um pouco da capacidade de absorção dos nutrientes. Por isso estimule o couro cabeludo com massagens relaxantes, para melhorar a irrigação sanguínea, e, consequentemente, a distribuição de nutrientes. Para potencializar o resultado, indica-se o uso de produtos que tenham óleo de argan e vitamina E na composição, sem esquecer da queratina, que ajuda na recuperação dos fios.

Outro cuidado que deve ser tomado é jamais dormir com os fios molhados ou úmidos para evitar que eles fiquem opacos, quebradiços ou propensos à proliferação de fungos e bactérias no couro cabeludo. Produtos capilares que contém filtro solar também ajudarão a deixar o fio mais saudável e resistente.

ver mais : Dicas de cabelos
Temas relacionados
Canal de L'Oréal Paris

10 vídeos para você assistir enquanto espera a hidratação