Beleza Extraordinária

Como esfoliar a pele do rosto: 7 coisas que você precisa saber antes de começar o cuidado de beleza

  • Esfoliar a pele do rosto: confira 7 dicas que você precisa adotar antes de apostar na técnica (Foto: Pixelformula)
  • Escolher o esfoliante de acordo com o tipo de pele é uma das dicas que você deve saber antes de apostar na esfoliação (Foto: Pixelformula)
  • Esfoliar a pele mais de uma vez na semana pode causar o efeito rebote e fazer com que a pele produza ainda mais oleosidade (Foto: Pixelformula)
Tela cheia
Previous Next
Esfoliar a pele do rosto: confira 7 dicas que você precisa adotar antes de apostar na técnica (Foto: Pixelformula)
  • Esfoliar a pele do rosto: confira 7 dicas que você precisa adotar antes de apostar na técnica (Foto: Pixelformula)
  • Escolher o esfoliante de acordo com o tipo de pele é uma das dicas que você deve saber antes de apostar na esfoliação (Foto: Pixelformula)
  • Esfoliar a pele mais de uma vez na semana pode causar o efeito rebote e fazer com que a pele produza ainda mais oleosidade (Foto: Pixelformula)

A esfoliação na pele do rosto está no topo da lista de técnicas mais queridinhas entre as mulheres, principalmente das donas de pele mista e oleosa. Esfoliar significa remover as células mortas e as impurezas que não saem com sabonete e nem com demaquilante, equilibrando a oleosidade em excesso. Assim, a pele fica mais lisa, reluzente e muito mais macia ao toque, mas esfoliar da maneira errada pode causar o tão temido efeito rebote, que não é nada vantajoso para a pele. Por isso, confira 7 coisas que você precisa saber antes da esfoliação!

1 - Existem vários tipos de esfoliantes faciais

Esfoliantes não são todos iguais. O produto é composto de micro-partículas que "varrem" as impurezas e as células mortas da pele: ele é uma mistura de substância granular com um creme ou gel, mas nem todos são iguais porque o produto também contém outros ingredientes, como ácido salicílico, componentes hidratantes ou óleos, que vão ser vantajosos para cada tipo de pele. A dica é você procurar por fórmulas específicas para o tipo de sua pele: oleosa, mista, normal ou seca.

2 - O esfoliante está liberado na pele com acne, mas é preciso ser suave ao limpar

Quem tem a pele com acne pode, sim, esfoliar o rosto, mas é preciso ter ainda mais atenção. A primeira dica é escolher as fórmulas que sejam específicas para esse tipo de pele, e muitos deles têm a função anti-acne e são compostos por ácido salicílico, que melhoram o problema da oleosidade. Além disso, você também precisa saber que é preciso esfoliar o rosto da maneira mais suave possível, fazendo movimentos circulares com os dedos sem friccionar a pele. Se tiver alguma inflamação muito forte ou espinha mal cicatrizada, evite esfoliar por cima dela para não piorar o machucado. 

Dica: Os esfoliantes corporais não servem para o rosto. Eles costumam ter partículas mais grossas e são mais cremosos, o que não é nada vantajoso para a pele do rosto, que é mais sensível. 

3 - Você sempre vai precisar hidratar a pele depois

Vai fazer esfoliação? Tenha sempre um creme hidratante facial ao lado. Isso porque a pele do rosto, que já é sensível por natureza, fica ainda mais sensibilizada e fina após ser esfoliada. Além disso, a pele com acne pode ficar levemente avermelhada e o creme hidratante é quem vai cuidar e proteger a derme de qualquer irritação. A dica, aqui, é escolher um creme hidratante que também seja próprio para a sua pele: se ela for oleosa, escolha fórmulas em gel e mattificantes; se ela for normal, seca ou madura, escolha hidratantes mais cremosos. 

4 - Não esfolie após a depilação ou se estiver prestes a tomar sol

O esfoliante deixa a pele mais sensível e mais exposta por causa da renovação celular, e por causa disso, existem determinados momentos em que a esfoliação não deve ser feita. Uma deles é logo após a depilação, peeling ou qualquer outra técnica que tenha sido feita no rosto. Isso porque o esfoliante pode machucar a pele que já está sensível, e se houver alguma ferida, ela pode piorar. Outra dica é evitar esfoliar o rosto se for pegar sol logo depois, já que os raios solares podem agravar a sensibilidade ou deixar a derme manchada e queimada. Se não tiver jeito de não se expor, capriche no protetor solar após o esfoliante. 

5 - Não esfolie a pele mais de uma vez na semana

Esfoliar o rosto garante uma sensação de pele renovada, macia e mais jovem, mas não se anime em esfoliar mais de uma vez na semana. Isso pode causar o efeito rebote e produzir ainda mais oleosidade na pele, porque o esfoliante vai deixar a pele seca. Ou seja, o organismo vai entender que precisa produzir mais óleo para hidratar a pele. A dica é esfoliar uma vez na semana, caso a sua pele seja mista ou oleosa, e a cada 15 dias se você tem a pele normal. 

6 - Cuidado ao esfoliar a área dos olhos

A área dos olhos é extremamente sensível, então é preciso esfoliar com bastante calma essa região. Não esfolie as pálpebras, mas a área das olheiras está liberada. Mesmo assim, faça movimentos circulares leves, não muito próximos dos olhos, e com as pontas dos dedos, sem friccionar. 

7 - Você também pode esfoliar o rosto com máscaras faciais

Máscaras faciais são purificantes e fazem um detox na pele, mas elas também agem como esfoliante. Para as peles oleosas, existem máscaras de argila que agem como se fossem um antioxidante, ajudando a eliminar a oxidação do sebo, que é o que agrava a situação das acnes e das imperfeições. A frequência de uso é a mesma do esfoliante comum: uma vez por semana para quem tem pele oleosa ou mista, e a cada 15 dias para peles normais. 

Redação: Beatriz Doblas

Temas relacionados
Skincare:

Como usar argila no rosto? Veja para que serve cada máscara facial

últimas matérias

Ver mais